Últimas notícias

Fique informado
2016 vai ser um Big Bang no uso de Big Data

2016 vai ser um Big Bang no uso de Big Data

30/10/2015

Amos Genish, presidente da Vivo (Telefônica), anunciou a Vivo Easey, um aplicativo que permitirá que os usuários contratem pacotes de voz, dados e que possam gestionar seus planos, entre outros (tudo isso diretamente do aplicativo).

Genish

Amos Genish, presidente da Vivo (Telefônica)

“Hoje existe uma grande quantidade de pessoas que querem ser atendidos 100% de maneira digital. Esse é um caminho natural”, detalhou.

O lançamento será realizado na primeira semana de novembro. “Hoje possuímos mais de 40.000 pessoas em um call Center e o que notamos é que o sistema nunca é suficiente para atender a demanda dos clientes. É um modelo antigo se comparamos com os OTTs onde todas as gestões se realizam de maneira digital e não possuem um centro de contato para receber ligações”, assinalou Genish.

Genish ressaltou que a companhia começará a aproveitar as vantagens da tecnologia de Big Data para gerar ofertas com o perfil e necessidades de seus usuários.

“Para nós, 2016 será um ano Big Bang no uso de Big Data”, declarou. “Agora são os OTTs que estão usando Big Data, mas nós possuímos mais informação de nossos clientes que eles. Por exemplo, sabemos quais os canais de TV eles gostam”, disse.

A estratégia da Vivo é começar a desenhar produtos personalizados que respondam as necessidades de cada cliente. “Hoje oferecemos 6 produtos mas acreditamos que podemos ter um pacote específico para cada cliente”, destacou. Por outro lado, Genish destacou que a Big Data ajudará a melhorar os planos de lançamentos de redes. “Até agora, todos os investimentos estavam baseados no que diziam os engenheiros, não escutávamos os clientes”, afirmou.

Com o uso da Big Data, a Vivo espera poder aproveitar a informação de hábitos de uso, tráfego e ARPU dos usuários que utilizam da operadora para otimizar investimentos. “Com Big Data podemos ser mais competitivos”, concluiu.

Genish comentou que Telefônica aumentará os investimentos em reais nos próximos anos, com o objetivo de aproveitar o potencial do mercado de banda larga que hoje em dia conta com uma demanda reprimida. Além disso, afirmou que realizará mais investimentos em fibra óptica.

A companhia também será destaque no mercado de TV paga, mercado onde veio ganhando posicionamento após a fusão com a GVT. “Somos a empresa que mais está crescendo em televisão paga e vamos posicionar esse serviço em um dos pilares em nossos pacotes”, declarou Genish. A companhia oferece atualmente um pacote de serviços triplo play e está planejando lançar em um curto período uma oferta de quadruple play. A Vivo finalizará o ano com um investimento de 8 bilhões e 500 milhões de reais (2 bilhões e 174 milhões de dólares).

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<