Últimas notícias

Fique informado
Autenticação forte ou portas abertas?

Autenticação forte ou portas abertas?

30 de abril de 2013

Autenticação forte,  porque precisamos?

Por Regina Tupinambá

Regina tupinambá autenticação

Regina Tupinambá

Pois é, estamos vivendo num mundo onde é necessário se identificar de forma inequívoca para ter acesso a portais e até mesmo a lugares físicos.

Já existem portas praticamente intransponíveis que utilizam a autenticação forte e outras que nem precisariam existir, pois são totalmente frágeis.

Antes de trabalhar em uma autoridade Certificadora, eu trabalhei em grandes empresas de comunicação. Agencias de propaganda e duas emissoras de televisão. No meu primeiro dia de estágio já ganhei um crachá para acessar o escritório. Era a senha para o porteiro não te barrar.

Mas, quando em 1999 vim para o munto de tecnologia e identificação digital, um crachá não bastava. Foi um choque cultural.

Meu crachá passou a ter um chip com certificado digital. Precisava digitar minha senha e colocar minhas digitais em qualquer porta da empresa que eu que passasse. E desde então percebi o quanto ter um crachá simples é totalmente vulnerável para as organizações. Facilmente falsificável! Frágil. Você começa a identificar de forma intuitiva e percebe como as empresas são vulneráveis.

Depois de 16 anos, essa também é minha sensação quando vejo megas empresas utilizarem senha e login para acesso aos seus sistemas, à sua rede, VPN etc… Até empresas que ofertam soluções seguras. Pra quem como nós, respiramos autenticação o dia inteiro, essa fragilidade salta aos olhos.

Essa fragilidade é visivelmente exposta também quanto se trata de segurança de sites e portais corporativos. Em lojas virtuais idem. Muitos deles não utilizam certificados digitais SSLs fortes em seus servidores e simplesmente não fazem controle de acesso.

A solução é muito mais simples do que se imagina. Implementar o controle de acesso com certificados digitais não é um bicho de sete cabeças. Funcionários, fornecedores e clientes não terão que decorar senhas e a empresa terá a certeza de quem está do outro lado da autenticação forte.

No caso do comércio eletrônico, além da autenticação forte dar condições da manutenção do banco de dados classificado, a empresa proporciona aos clientes o conforto de não precisar decorar senhas e adicionalmente tem a possibilidade de conceder condições comerciais especiais.

O Brasil já tem 5 milhões de usuários com certificados digitais ICP-Brasil. Entre advogados, contadores, empresários médicos e engenheiros. Mesmo que a loja virtual não tenha 100% dos clientes com acesso a autenticação forte, se tiver um percentual acima de 10% é excelente. Se for uma livraria virtual então esse percentual será muito superior a essa tímida estimativa com certeza. Dê uma olhada no perfil de seus clientes.

Disponibilizar a autenticação forte com certificados digitais é uma solução rápida de implementar e requer pouquíssimo investimento.

Vale a pena analisar e estudar mais sobre o assunto.

Divulgue essa ideia dentro de sua empresa!

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<