Últimas notícias

Fique informado

Certificado Digital pode evitar onda de fraudes na internet

17/05/2017

Antonio Cangiano | Diretor executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD)

Como se viu nos últimos dias, o mundo sofreu um ataque massivo de hackers, provando que as fraudes se sofisticam e exigem das corporações e pessoas cada vez mais cuidado, sobretudo em transações financeiras e compras pela internet. Por isso, investir em mecanismos que dificultem a ação desses cibercriminosos é primordial.

De acordo com o diretor executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), Antonio Cangiano, esse tipo de ação revela principalmente que muitos outros ataques devem acontecer daqui para a frente. “Foi uma demonstração de força e de que a ousadia tende a intensificar esse tipo de invasão, que é coberta por impessoalidade e extenso raio de ação”, diz ele.

Entre os instrumentos para barrar esses ataques está o certificado digital ICP-Brasil para computadores na rede, o uso pessoal do certificado agora integrado com biometria. “Esses ataques e outros golpes por exemplo e­mail falso, sempre se valem de temas como nomes de artistas, filmes, tudo que está em discussão no momento, como  Imposto de Renda, FGTS, febre amarela etc.

O ciber crime se preocupa até em instalar um call center para atender às vítimas como se fossem clientes normais”, detalha Cangiano. Para ele, esses tipos de fraudes não isentam segmentos. Acontecem em bancos, indústria, comércio, agricultura e setor de serviços. As empresas enfrentam, em média, uma tentativa de fraude por semana, segundo pesquisa anual conjunta da Attachmate Corporation e do Ponemon Institute.

Para Antonio Cangiano, quem tem cartões de crédito, conta em banco, informações sensíveis na rede, precisa ter nas suas operações confiança total na instituição e usar a criptografia que o certificado digital ICP-Brasil proporciona. “É preciso criar no usuário da rede a sensação de que de fato as possibilidades de fraudes sejam mínimas.

O Certificado Digital ICP-Brasil, é atualmente uma das mais seguras e acessíveis ferramentas, na certificação da rede e dos usuários. Como ele gera uma assinatura única e utiliza criptografia, a operação se torna extremamente segura, tornando praticamente impossível algum tipo de fraude de sucesso”.

Ele lembra que os lucros das instituições tendem a crescer com a popularização das contas virtuais, já que vários transações online impactam  as contas físicas/presenciais e estão mais expostas aos criminosos. “Por esse motivo o cliente precisa sentir segurança e que há por parte das instituições preocupações nesse sentido, seja quando ele acessa sua conta de casa ou de um smartphone ou tablet”. O certo é que, na outra ponta, o cibercrime encontra brechas enormes movido pela lucratividade e pelo acesso a grandes volumes de usuários, que esse tipo de ação proporciona. O criminoso, explica Cangiano, age no atacado e sempre capta os menos atentos e que estejam mais vulneráveis em termos de segurança.

“Há sempre um crime inédito e de simples elaboração na praça. As ações dos cibercriminosas são cada vez mais ousadas no sentido de prejudicar pessoas e empresas e produzir bilhões de dólares em prejuízos. A única tecnologia que anda à frente, que tem poderosos algoritmos matemáticos de segurança, hoje com as curvas elípticas, é a criptografia embarcada nos certificados digitais”, adverte o diretor executivo da ANCD.

“Sem o seu uso, você pode ser a próxima vítima quando, por exemplo, responder e-mails, usar login e senha ou até quando anotar e portar senhas e logins em carteiras. Você também pode ficar vulnerável ao permanecer muito tempo sem trocar essas senhas ou quando usar o mesmo tipo de senha para todos os fins ou quando passa sua senha para alguém, ainda que de muita confiança. Tudo isso não acontece com ao certificado digital ICP-Brasil, que apesar de o usuário usar uma única chave para tudo, ela está confinada no certificado e é inacessível. Essas situações levam a riscos desproporcionais às facilidades que a internet proporciona”, acrescenta.

Além de todas essas vantagens em relação à segurança, Cangiano lembra que o Certificado Digital tem validade jurídica, não possui repúdio de autoria, elimina o uso de papel, evita que se fique acumulando arquivos físicos e se utilizando espaços caros para sua guarda. “Estamos falando de uma tecnologia sustentável, capaz de eliminar burocracia e reduzir custos entre as empresas e pessoas físicas. Com ele, se pode assinar um documento em qualquer parte do mundo, sem que seja preciso gastos com deslocamentos.

Na ponta do lápis, portanto, a certificação digital é um ótimo investimento e uma ferramenta essencial para a segurança de transações e informações na rede mundial”.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

Apenas usuários registrados podem comentar.