Menu

Últimas notícias

Fique informado

GRAACC digitaliza prontuários médicos

18/02/2011
O GRAACC, Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, fechou parceria com a Acesso Digital para digitalização de prontuários médicos inativos.

Ao todo, são mais de 4.000 documentos registrados durante os 20 anos de existência da instituição.

O objetivo é retirar os arquivos físicos dos pacientes, que estão, atualmente, abrigados em um espaço que será desocupado para a construção de um novo prédio hospitalar.

A iniciativa também vai facilitar a busca de prontuários para pesquisa médica e consultas rotineiras.

A digitalização possibilitará maior produtividade e envolvimento dos profissionais em suas funções. Os usuários não precisarão se deslocar para procurar os prontuários. 

Os médicos serão os responsáveis pela localização e captação dos prontuários no portal SAFE-DOC, através de senhas, garantindo o sigilo das informações.

Segundo a médica residente do IOP/GRAACC/Unifesp, Renata Fittipaldi da Costa Guimarães, os prontuários digitalizados já são utilizados diariamente pela equipe da Unifesp. “Antes tínhamos que procurar e folhear os prontuários nas inúmeras prateleiras. Agora, a disposição no arquivo online facilita e agiliza muito a busca. Ganhamos tempo, praticidade e melhorias claras no trabalho de pesquisa”, afirma.

O GRAACC prevê que a digitalização dos prontuários inativos finalize até o final do ano. Com o fim da operação, os responsáveis pelo projeto presumem digitalizar também os arquivos ativos, com as planilhas e todos os dados de movimentação de pacientes do hospital. A parceria da Acesso Digital com o GRAACC tem a vigência de dois anos.

Para o presidente da Acesso Digital, Diego Torres Martins, a parceria poderá ser estendida conforme a demanda da instituição. O executivo acredita que o apoio da iniciativa privada às ações sociais é um fator essencial para a manutenção e aumento da qualidade dos serviços prestados pelas entidades.

O GRAACC é considerado um centro de referência no tratamento do câncer infanto-juvenil no Brasil. A instituição realiza mensalmente cerca de 1600 consultas de crianças e adolescentes, 1.200 sessões de quimioterapia, 220 atendimentos de pacientes em tratamento quimioterápico, 120 procedimentos cirúrgicos e em média são 30 casos novos.

Por ano, o GRAACC realiza em média 33 transplantes de medula óssea.

Regina

 
O desenvolvimento de um projeto para implantação da certificação digital no Portal SAFE-DOC com o objetivo agregar segurança à iniciativa do GRAACC em trabalhar com prontuários eletrônicos seria uma excelente oportunidade para empresas do nosso setor  trabalharem juntas numa ação social.

Investimento justificavél aos CFOs porque seria um case para o setor de saúde.

E as crianças agradecem 🙂 

Leia Também: InCor amontoa prontuários de pacientes no chão

Artigos escritos por mim que expressam, exclusivamente, minha opinião pessoal sem vínculo a nenhuma organização.

O Blog apresenta sempre novidades sobre certificação digital. Conheça e divulgue.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<

X
Pular para a barra de ferramentas