Últimas notícias

Fique informado

Visa testa sistema de pagamentos para o iPhone na Europa

01/02/2011

                                                         por Silvio Sousa Cabral | 01/02/2011  

Em maio do ano passado, falamos da iniciativa da Visa de integrar sua tecnologia de pagamentos ao iPhone por meio de acessórios, permitindo que usuários fizessem pagamentos sem precisar de um cartão de crédito em mãos. Nove meses depois de apresentar seus planos para os Estados Unidos, a empresa iniciou testes com produtos similares na Turquia, baseados em tecnologias de comunicação em curto alcance.

Ainda não é possível dispensar a necessidade de um acessório (como uma case) conectado a um gadget para que a implementação da Visa funcione, mas espera-se que isso seja viável no futuro — talvez até com o aval da própria Apple. Mesmo assim, sua tecnologia é bastante versátil e é compatível com muitos pontos de venda na Turquia, onde aparentemente está sendo bem recebida.

Nos Estados Unidos, a integração de iPhones com terminais da Visa é feita por meio da tecnologia payWave, já usada por quase 40 mil estabelecimentos. Apesar de ser um número grande, ainda é pouco quando comparado com a quantidade de locais de médio e grande porte que poderiam ser atendidos ao redor do mundo, beneficiando dezenas de milhões de usuários em muitos países.

Leia mais: Turquia tem pagamentos via iPhone

Fonte: Resumo da LU

Silvio Sousa Cabral
 

Silvio Sousa Cabral

Paulista de 18 anos, possui formação técnica em Informática e Web design e é acadêmico do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da FTT, em São Bernardo do Campo. Possui paixão por Macs e iPods desde 2006, sendo também amante de música, cinema, design e tudo onde a plataforma Mac mostra o melhor de si. É dono de um MacBook branco e sonha em participar de uma Conferência de Desenvolvedores da Apple.

O Blog apresenta sempre novidades sobre certificação digital. Conheça e divulgue.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<