Últimas notícias

Fique informado
Segurança na internet: dupla certificação digital é saída para não perder dinheiro

Segurança na internet: dupla certificação digital é saída para não perder dinheiro

28/07/2015

Prosign Authentication System promete total segurança em transações home banking e compras online

Os bancos e lojas especializadas em e-commerce investem verdadeiras fortunas do desenvolvimento de sistemas seguros e na mesma medida, investem em campanhas de marketing encantando o consumidor com a praticidade e segurança na internet de desenvolver transações financeiras.

A oferta é ótima! Afinal de contas, com um ou dois cliques você pode poupar horas de trânsito e de passeios em shoppings lotados, mas o que pouco se divulga é que os crimes virtuais têm crescido na mesma medida que o comércio na internet. Somente no ano de 2014, o comércio eletrônico do Brasil superou as expectativas e registrou um crescimento de 24% em relação a 2013, e consequentemente os números de golpes virtuais também aumentaram. Em 10 anos, o crescimento de fraudes virtuais foi de aproximadamente 15%, segundo o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert).
Diante desse cenário, a Prosign IT, empresa multinacional de origem uruguaia especializada em tecnologia da informação, trouxe ao Brasil o Prosign Authentication System, uma plataforma de dupla certificação digital focada para transações comerciais realizadas na internet, que garante o que há de mais avançado em segurança virtual.

Hoje grande parte das transações bancárias, por exemplo, são realizadas através de Tokens ou sistemas de senhas randômicas disponibilizadas em aplicativos para smartphone. A grande diferença entre a nova solução, frente às praticadas hoje no mercado, é que os dispositivos de senha não participam ativamente da certificação da transação, ou seja, se a maquina usada para o acesso à conta corrente estiver hackeada o sistema de senhas randômicas não será capaz de dirimir a ação criminosa, a transação será efetivada e como a máquina está sendo invadida, todos os dados do correntista serão passados para um servidor criminoso e uma vez que a conta esteja aberta neste servidor, o hacker terá sucesso no roubo das informações e poderá realizar qualquer tipo aplicação.

Como funciona a ferramenta – Supondo que o banco X utilize o Prosign Authentication System, o correntista vai entrar no portal do banco e preencher os dados necessários para acessar sua conta. Antes de entrar de fato na conta bancária, o sistema vai gerar um QR Code que deverá ser scaneado por um aplicativo especifico do sistema através de um smartphone, desta forma os dados sigilosos da transação são divididos entre os dois dispositivos e enviados para o servidor do banco.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<