Últimas notícias

Fique informado
Certificado digital em escala no setor de Saúde – Paperless

Certificado digital em escala no setor de Saúde – Paperless

25/04/2015

Spotlight

Lei Geral de Proteção de Dados Brasileira – LGPD começa a valer

Começa a valer nesta sexta 18 de setembro de 2020 conforme o texto aprovado pelo Senado .

18/09/2020

Como gerenciar Identidades Digitais em empresas públicas e privadas? Ouça

Sobre como gerenciar eIDs, conversamos com Luís Correia – Business Development da AET EUROPE, empresa global na área de soluções de segurança digital.

02/09/2020

PLV 32/2020 passa pelo Senado!

Senado Federal aprovou nesta 3ª feira 1º de setembro o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 32/2020, oriundo da Medida Provisória (MP) 983/2020

01/09/2020

Entidades encaminham Carta Conjunta ao Senado Federal em prol da aprovação do PLV nº 32/2020

Oriunda da MP 983/2020, normativa. que está no senado, amplia a cidadania digital ao normatizar as assinaturas eletrônicas.

18/08/2020

O que é Criptografia?

Criptografia é uma ciência secular que utiliza a cifragem dos dados para embaralhar as informações de forma que apenas os que detém a chave para decriptografar os dados tenham acesso à informação original.

17/08/2020

Case Saúde: Hospital Alberto Rassi – HGG

No dia 10 de abril, o secretário de Saúde, Leonardo

15/04/2015

O primeiro Workshop de Certificação Digital focado em Saúde do país

“Workshop sobre Certificação Digital na Saúde”, está acontecendo hoje, 12

12/03/2015

Novo alvo dos hackers em 2015: Informações de Saúde

Os Especialistas em segurança da informação alertaram no começo de

12/02/2015

Crescem os ataques cibernéticos as organizações de saúde

O Instituto de Inteligência de mercado divulgou no início desse

08/12/2014

Senado aprova armazenamento eletrônico dos prontuários dos pacientes

 Veja atualização em 25/04/2018 – PLS 167/2014  PDF   Na última

27/11/2014

Medida Provisória 2.200-2/2001

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos MEDIDA PROVISÓRIA

24/05/2011

O certificado digital está presente no dia a dia de diversos profissionais. São, entre outros, contadores, empresários, comerciantes,  profissionais de recursos humanos, advogados, Médica CryptoIDmédicos e profissionais da saúde de um modo geral.

Os maiores contribuintes Pessoas Jurídicas junto a Receita Federal do Brasil foram pioneiros na utilização do certificado digital em escala. Posteriormente foi a vez das empresas de lucro real e em seguida o setor de comércio, indústria e transporte, principalmente por ocasião da implantação do SPED, para emissão das Notas Ficais eletrônicas.

O setor da saúde  também começou a utilizar o certificado digital para o relacionamento com a Receita Federal na caracterização de pessoa jurídica. Em seguida, para assinatura de prontuários eletrônicos do paciente – PEP e atualmente em muitos outros procedimentos não obrigatórios, mas eficientes.

Em alguns hospitais os papéis estão sumindo!

Apoiados nas resoluções do CFM e na Medida Provisória 2.200-2/200,  alguns centros de saúde estão substituindo papéis  por arquivos eletrônicos até mesmo para facilitar processos internos como exemplo a tramitação de exames entre o médico e o laboratório. O médico envia a solicitação de exames e os recebe em arquivo digital em seu consultório. Tudo assinado digitalmente pelas partes. Essa é apenas uma das muitas aplicações com o uso do certificado digital dentro dos centros de saúde.

O certificado digital é utilizado também nos registros dos prontuários de atendimento realizados nas unidades de saúde, prontos-atendimentos e centros de especialidades do setor público de alguns estados brasileiros. Isso significa redução de custos para o Estado, uma vez que o médico tem acesso ao prontuário do paciente evitando novas solicitações de exames. Reduz gastos com papel e insumos para impressão, reduz o gasto com  a manipulação e arquivamento dos prontuários eletrônicos e  adicionalmente agiliza o atendimento ao paciente e produz um riquíssimo banco de dados  para ser usado para pesquisas na área de saúde.

Recentemente o certificado digital passou a ser incorporado também para emissão de atestados médicos e se utilizado em grande escala diminuiria, e muito, o índice de criminalidade na produção de atestados falsos. Para os empregadores, reduziria prejuízos e despesas em função de falsas licenças médicas.

Sempre penso como seria prático se os médicos pudessem enviar prescrições de medicamentos diretamente para a ANVISA e nós pacientes pudéssemos ir a qualquer farmácia do Brasil e retirar o remédio com a apresentação da identidade.  Fácil assim, por que bastaria o farmacêutico consultar o banco da ANVISA, checar a identidade do paciente ou de seu representante que consta na autorização e com seu do certificado digital assinar a baixa no sistema como medicamento entregue.  Também para a ANVISA reduziria custos com fiscalização, a agência teria indicadores e métricas sobre o real consumo de medicamentos pela população brasileira e serviria como um alerta muito mais rápido de epidemia ou algo do gênero.

Na área administrativa, os centros de saúde que já adotaram o PEP,  dão até mais usabilidade ao certificado digital que outros setores da economia. Por que existem plataformas e sistemas inteligentes desenvolvidos para o setor por especialistas em segurança da informação.

São empresas desenvolvedoras de soluções que entraram no negócio de saúde em função do PEP e passaram a entender os processos com excelência e assim criam sistemas integrados com o uso de certificados digitais ICP-Brasil, com validade jurídica, o que possibilita a eliminação de papéis.

Além disso, instituições como hospitais, clínicas, laboratórios, serviços radiológicos, serviços de próteses ortopédicas e dentárias e estabelecimentos com especialização geriátrica ou com ensino destinado a deficientes físicos ou mentais também necessitam enviar à Receita Federal do Brasil a DMED que é  a Declaração de Serviços Médicos e de Saúde DMED instituída como obrigatória pela Instrução Normativa RFB nº 985/09.

A DMED busca diminuir os casos de declarações de ajuste do imposto de renda de pessoas físicas que ficam retidas na malha fina. Profissionais como fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, dentistas e outros considerados autônomos e que se equiparam a pessoas jurídicas também precisam apresentar a DMED.

Certificado Digital: grande aliado na segurança de dados, de procedimentos e simplificação dos processos na área de saúde.  Além tratar com respeito com informações tão preciosas é únicas que são os prontuários dos pacientes que hoje se amontoam  Brasil a fora em porões onde são arquivados em péssimas condições.

Se você tem um caso de sucesso na área de saúde compartilhe conosco do CryptoID. Conte-nos seu caso e contribua para que outras instituições de saúde que ainda não adotaram a certificação digital em seus processos possa entender o valor dessa adoção para a administração e saúde financeira da instituição. Saúde sem papel!

Alerta aos titulares de certificados digitais. Se você usa, leia.

1 comentário até agora

Ir para a discussão
  1. Excelente matéria! Ainda são poucas na área da Saúde. Espero que o Hospital Sâo Domingos (SLZ/MA) em breve seja um case para ser compartilhado com a comunidade.

<