Últimas notícias

Fique informado

A Portaria DIR1/SUSEP Nº 129: Um Marco Estratégico para a Distribuição de Seguros no Brasil. Por Manuel Matos

18 de março de 2024

Spotlight

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte II

Essa segunda parte discute os padrões e requisitos para o processamento eletrônico de documentos no registro de imóveis no Brasil.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte I

Questão das assinaturas eletrônicas no Registro de Imóveis é incerta, mesclando aspectos tecnológicos e jurídicos.

14 de maio de 2024

Por que é tão complexo se proteger de ataques cibernéticos? Por Rodrigo Fragola

“A meta agora não é alcançar segurança absoluta, mas sim segurança relativa no mercado em que se atua.” Fragola

13 de maio de 2024

Edmar Araujo, o novo diretor-executivo da ANCD concede sua 1ª entrevista ao Crypto ID

Edmar Araujo diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital e fala com exclusividade ao Crypto ID.

13 de maio de 2024

Confira 7 dicas para a redução do uso de papel nas empresas

São sete dicas essenciais para ajudar as empresas a reduzirem o uso de papel e promoverem práticas mais sustentáveis.

9 de maio de 2024

O Open Insurance também abre um vasto campo para a inovação em produtos e serviços de seguros, com acesso a dados mais abrangentes e detalhados

Por Manuel Matos

Manuel Matos – Vice-presidente na FENACOR – Federação Nacional dos Corretores de Seguros

A recente publicação da Portaria DIR1/SUSEP Nº 129, de 7 de março de 2024, representa um momento decisivo para a distribuição de seguros no Brasil. Ao credenciar a primeira corretora de seguros como Sociedade Processadora de Ordem do Cliente (SPOC) no âmbito do Open Insurance, esta regulamentação abre as portas para uma transformação profunda e estratégica no setor.

Um dos aspectos mais significativos desta mudança é a democratização do acesso às informações. Com as corretoras atuando como SPOCs, os dados dos clientes se tornam mais acessíveis, permitindo a criação de ofertas personalizadas e fomentando uma maior competitividade no mercado.

Este novo cenário coloca o consumidor no centro das atenções, oferecendo-lhe mais opções e serviços adaptados às suas necessidades específicas.

Neste contexto, o papel do corretor de seguros ganha uma nova dimensão. Mais do que um intermediário, o corretor se torna um verdadeiro guardião do Consentimento Informado. Sua expertise e relacionamento próximo com o cliente são ativos valiosos para garantir que o consentimento para uso de dados seja obtido de maneira ética e transparente. Esta posição reforça a importância do corretor como um conselheiro de confiança e defensor dos interesses do consumidor.

O Open Insurance também abre um vasto campo para a inovação em produtos e serviços de seguros. Com acesso a dados mais abrangentes e detalhados, os corretores têm a oportunidade de criar soluções altamente personalizadas, que atendam de forma precisa às necessidades de cada cliente. Esta é uma chance única para a diferenciação e agregação de valor num mercado cada vez mais competitivo.

É importante reconhecer que este novo cenário também traz desafios. Os corretores precisarão se adaptar a um ambiente em constante evolução, onde mudanças tecnológicas e regulatórias são frequentes. A capacidade de se manter atualizado e de atuar com destreza neste contexto será um diferencial decisivo.

O potencial para o crescimento e fortalecimento da indústria de seguros é enorme. A Portaria DIR1/SUSEP Nº 129 estabelece as bases para um mercado mais competitivo, transparente e centrado no cliente. É uma oportunidade para que a indústria de seguros demonstre seu valor e relevância na vida dos consumidores.

Para nós Corretores, a Portaria DIR1/SUSEP Nº 129 marca o início de uma nova era para a distribuição de seguros no Brasil. Com o corretor de seguros no centro deste ecossistema transformado, as perspectivas são de um futuro mais aberto, inovador e focado nas reais necessidades do cliente. É um momento estratégico, que exige adaptação, mas que também oferece oportunidades inigualáveis para aqueles que estão prontos para abraçar a mudança.

Que venham as próximas SPOCs dessa nossa Infraestrutura Digital Brasileira de Proteção a Riscos.

Consentimento Informado: O Coração do Open Finance e seu Impacto na Confiança e Experiência do Cliente. Por Manuel Matos

Desvendando o Futuro da Segurança no Open Insurance: Desafios e Soluções. Por Manuel Matos

Troca o comando da ANCD – Associação Associação Nacional de Certificação Digital

TAGS

tecnologia