Últimas notícias

Fique informado
O Bitcoin e outras 5 criptomoedas para ter na carteira

O Bitcoin e outras 5 criptomoedas para ter na carteira

24 de fevereiro de 2022

Spotlight

Resiliência cibernética: Insights para o Board, CEO, CIO e CISOs

Leonardo Ferreira nesse artigo oferece uma visão abrangente e atualizada sobre o cenário da segurança cibernética.

28 de fevereiro de 2024

Como o Tether (USDT) se tornou a principal criptomoeda no Brasil 

No dinâmico cenário das criptomoedas em 2023, o Tether (USDT) conquistou a posição de destaque como a principal escolha entre os brasileiros.

23 de fevereiro de 2024

Entrevista com Marco Zanini, CEO da DINAMO Networks, sobre sigilo e assinatura digital

O CEO da DINAMO Networks, Marco Zanini, destacou o sigilo e as assinaturas digitais, além de abordar os principais marcos de 2023 e expectativas para 2024

19 de fevereiro de 2024

FIDO redefine a segurança online com a autenticação sem senhas

As senhas perduram, apesar do crescente consenso de que seu uso precisa ser reduzido, se não substituído.

16 de fevereiro de 2024

1º Insurance Mega Trends

O evento Insurance Mega Trends trará as principais tendências em seguros com personalidades nacionais e internacionais.

15 de fevereiro de 2024

Open Finance, ou Sistema Financeiro Aberto, e suas variações por setor econômico. Por Susana Taboas

Sistema Financeiro Aberto permite que as empresas e os indivíduos acessem dados financeiros de diversas fontes em um único lugar.

6 de fevereiro de 2024

Uso de assinaturas eletrônicas cresce 140% e deve chegar a 2 milhões/mês

Dados da ZapSign mostram ainda que adoção de assinaturas eletrônicas por empresas quase dobrou no ano de 2023

29 de janeiro de 2024

eIDAS – REGULAMENTO (UE) N.o 910/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

eIDAS – REGULAMENTO (UE) Nº 910/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

20 de outubro de 2020

Educação, diversidade e inclusão: a base das finanças descentralizadas

Em um mundo onde a mudança é a única constante, não podemos mais considerar as finanças como o domínio de um único gênero.

28 de abril de 2022

5 Criptomoedas para ter na carteira (além do Bitcoin)

Você sabe como montar uma boa carteira de criptomoedas, usando além do tradicional Bitcoin? Poucas pessoas sabem, mas, além dessa famosa moeda digital, existem muitas outras – algumas que, inclusive, podem ser criptomoedas promissoras para 2022.

Cada criptomoeda tem sua própria história, características e formas de ser armazenada, mas elas têm algo em comum: o objetivo de transformar a nossa relação com o dinheiro e com pagamentos digitais. É importante conhecer outras para escolher qual se encaixa na sua estratégia.

Para ajudar a descobrir um pouco mais sobre o assunto e sobre a relação entre Bitcoin e outras criptomoedas, preparamos este artigo! Acompanhe e conheça outras criptos que você pode querer na sua carteira.

5 Criptomoedas para ter na carteira, além do Bitcoin

As criptomoedas estão cada vez mais presentes. Para ter uma ideia dessa popularidade, entre os meses de janeiro e julho de 2021, os brasileiros compraram cerca de US$3,7 bilhões em criptomoedas, segundo informações do Banco Central.

O aumento gradual desse mercado prova a importância de saber um pouco mais sobre o universo das criptomoedas e de conhecer outras criptomoedas, além do Bitcoin, que podem tornar a sua carteira mais diversa e funcional.

1. Criptomoeda Litecoin

A criptomoeda Litecoin (LTC) foi criada em outubro de 2011 pelo ex-engenheiro de software do Google Charles Lee. Considerada “a prata das moedas digitais” (já que o Bitcoin seria o “ouro”), essa criptomoeda compartilha a mesma estrutura e validação da moeda Bitcoin, mas com algumas diferenças.

O Litecoin é uma das criptomoedas mais rápidas a serem confirmadas pelos mineradores e transacionadas, por conta do sistema que que possui o ue permite que ela seja até 4x mais rápida do que o Bitcoin. Aliás, “lite” vem justamente da proposta de ser mais leve que o BTC.

Além disso, o LTC, assim como o Bitcoin, também é descentralizado – governos e grandes empresas não são capazes de congelar seu saldo ou tomá-lo. Por ter sido criado com base nos princípios de BTC, compartilha o mesmo código e, assim, muitas atualizações do Bitcoin podem ser feitas também para o Litecoin.

Com o Litecoin, é possível realizar pagamentos online e offline – já existem lojas físicas que aceitam pagamento com LTC, seja de grandes valores ou centavos. Como possui taxas mínimas, essa criptomoeda é interessante para o comércio.

Se você pretende comprar Litecoin, é importante ter uma carteira digital com bom funcionamento e que seja versátil. Algumas que possuem suporte para a moeda são Metamask e Trust Wallet, além das famosas Trezor e Ledger.

2. Ethere, a criptomoeda de Ethereum

Ether (ETH) é a criptomoeda nativa da rede Ethereum e a maior competidora do Bitcoin, sendo uma das criptos mais valiosas do mercado. Sendo inspirada em BTC, claro que também tem algumas semelhanças com o Bitcoin.

O documento de apresentação dela (chamado de whitepaper) foi exibido em janeiro de 2014. Já do projeto, a criptomoeda foi pensada para funcionar com as diversas aplicações de blockchain, como contratos inteligentes (smart contracts) e financiamento coletivo, por exemplo.

Essa criptomoeda é uma das que mais cresce em valor de mercado, podendo ser considerada uma tendência para 2022. Além disso, assim como outras moedas digitais, o Ether pode ser utilizado para enviar e receber valores em todo o mundo, sem que haja interferência de outras instituições.

No entanto, uma limitação encontrada pelo Ethereum é a escalabilidade, já que o blockchain não consegue processar muitas transações por segundo… É aí que surge a próxima criptomoeda da lista!

3. Criptomoeda Polygon (MATIC)

A criptomoeda Polygon é um token e foi lançada em 2017 e se chamava Matic Network. É um token, porque foi feito numa rede emprestada, o blockchain de Ethereum. O projeto é uma solução para a escalabilidade da rede Ethereum, que funciona como uma segunda camada (layer-2).

Polygon (MATIC) pode ser definida como um token de utilidade, que é um tipo de criptoativo que pode ser usado para acessar determinado produto ou serviço. Ela pode ser utilizada para:

Com o exponencial crescimento do blockchain Ethereum, a ampliação do uso dessa criptomoeda é uma possibilidade viável. Ela também está na lista de criptoativos descentralizados e possui transições muito rápidas.

É uma das criptomoedas que mais valorizaram em 2021, entrando até na lista das 15 moedas mais negociadas em todo o mundo. O desempenho do ambiente do Polygon, a plataforma teconológica, impacta consideravelmente na performance dessa criptomoeda.

4. Criptomoeda Shiba Inu

Uma das criptomoedas mais novas no mercado, a Shiba Inu (SHIB) também é um token: foi criada em agosto de 2020 e baseada na rede blockchain Ethereum.

Essa criptomoeda costuma ser frequentemente comparada a outra moeda digital, a Dogecoin (DOGE). Um dos motivos é que ambas foram criadas a partir de uma brincadeira na internet e, por isso, são chamadas de “memecoin”.

A criptomoeda Shiba Inu, assim como as outras, funciona de forma descentralizada. Vale dizer que a SHIB é considerada uma moeda digital da comunidade, com foco em se tornar mais sustentável a longo prazo.

Embora tenha tido um crescimento exponencial em 2021, ela possui alta volatilidade, por isso é importante ter atenção.

Por fim, a criptomoeda Chainlink (LINK) vem da rede de oráculos de mesmo nome, fundada em 2017. Diferentemente das criptomoedas mais famosas, ela não pode ser minerada e tem aplicações mais, digamos, tangíveis na vida real.

Isso acontece porque a Chainlink traz os dados externos (off-chain) para dentro de um blockchain (on-chain), eliminando a necessidade de terceiros. Não à toa, mais de 9.000 projetos dependem da sua solução, incluindo até mesmo projetos de grandes empresas, como Google e Intel.

Assim como outros tokens, a criptomoeda LINK também segue o padrão ERC-20, da rede Ethereum, e vem chamando muita atenção por sua tendência de valorização, apesar da volatilidade de mercado.

Deu para perceber que volatilidade é uma constante no mercado cripto, né? Por isso, sempre conheça a moeda digital antes de comprar para entender se ela te atende.

Onde comprar criptomoedas com segurança

Já conheceu outras opções de criptomoedas e se interessou por alguma? Se você quer aproveitar o mercado da melhor forma, lembre-se de algumas coisas antes de comprar criptomoedas:

– Analise os indicadores de cada criptomoeda e as informações referentes a elas;
– Tenha em mente que, por mais que as criptomoedas possuam tendência à valorização, elas podem passar por oscilações e sofrer desvalorização;
– Entenda onde e como comprar com segurança.

Falando sobre comprar cripto com segurança, uma boa exchange pode te ajudar nisso! A Bitso é uma corretora que te ajuda a comprar criptomoedas de forma fácil, rápida e segura. Dá para fazer até pelo celular.

A Bitso colaborou para escrevermos esse artigo.

Sobre a Bitso

A Bitso é uma corretora que te ajuda a comprar criptomoedas de forma fácil, rápida e segura. Dá para fazer até pelo celular. Conte com a Bitso e transforme sua maneira de lidar com o dinheiro!

Acompanhe também artigos sobre Criptoativos aqui no Crypto ID.