Últimas notícias

Fique informado
Shodō | Aplicativo de assinatura digital da Justiça do Trabalho

Shodō | Aplicativo de assinatura digital da Justiça do Trabalho

26 de outubro de 2016

Spotlight

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Veja como utilizar o assinador Shodõ

Diretoria de Inclusão Digital da OAB/RJ prepara videoaula sobre assinador

8 de fevereiro de 2018

Com previsão de distribuição para uso em dezembro, o novo software “Shodō”, será mais uma opção para assinatura de documentos eletrônicos com uso de certificados digitais ICP-Brasil no PJe comunica o Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

image_gallery

A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do Conselho Superior da Justiça do Trabalho concluiu nesta semana, o desenvolvimento do software “Shodō”, um aplicativo de assinatura digital para a Justiça do Trabalho.

Integrado ao Processo Judicial eletrônico (PJe), a solução será uma nova opção aos usuários que precisam validar juridicamente documentos e processos digitais.

De acordo com o coordenador técnico do PJe da Justiça do Trabalho, Herbert Bezerra Parente, o projeto surgiu da necessidade de substituir a dependência do usuário à tecnologia mais antiga, chamada de Applet. “Essa tecnologia está obsoleta e passará a ser descontinuada nos navegadores de internet a partir de novembro. Sendo assim, os usuários poderão ter como solução para validar o certificado digital o Shodō, que é uma solução desenvolvida pelo próprio CSJT,” assinalou.

Além do Shodō (“a arte da caligrafia”, em japonês), que está previsto para ser disponibilizado em dezembro de 2016, o usuário do PJe já pode validar certificados digitais com o assinador PJeOffice, desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O usuário agora terá a liberdade de usar qualquer versão do Firefox ou navegador compatível, já que hoje não é permitido atualizar o navegador por incompatibilidade das versões atuais com a tecnologia Applet.. Uma vez instalados na máquina, quem usa o PJe terá a facilidade de assinar os documentos pelo Shodō ou pelo PJeOffice. A vantagem é que se algum assinador apresentar inconsistência, os usuários do PJe na Justiça do Trabalho terão outra opção. “A partir da próxima versão do PJe, todos os advogados, gestores, servidores e magistrados, poderão realizar a validação do certificado digital tanto pela solução do CNJ, como por essa solução nossa”, concluiu Parente.”

Mérito

O coordenador nacional do PJe da Justiça do Trabalho, juiz Fabiano Coelho de Souza, destacou o trabalho desempenhado de forma cooperativa pela equipe, liderados pelo servidor Glauber Rocha e pelo desenvolvedor Renato Dantas, na conclusão do projeto.

Fonte: CSJT | Conselho Superior da Justiça do Trabalho | Por Taciana Giesel

TAGS

PJE