Últimas notícias

Fique informado

Atraso na primeira fase do Drex, prevista para terminar em maio de 2024

22 de agosto de 2023

Spotlight

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Pagamentos com criptomoedas passam a ser aceitos pelo Banco do Brasil

Os pagamentos com criptoativos devem ser feitos dentro da plataforma

17 de fevereiro de 2023

4 tendências para o mercado de pagamentos em 2023

Em 2023, essas tendências devem passar por melhorias e ganhar novas funcionalidades, além de novidades que prometem revolucionar o setor

30 de dezembro de 2022

Novo recurso ITP promete simplificar os pagamentos no e-commerce

Com o ITP o consumidor inicia uma transação fora do ambiente de sua instituição financeira e paga diretamente suas contas sem precisar de cartões de débito ou crédito. 

17 de novembro de 2022

TOTVS lança sistema que gerencia assinaturas, contratos e pagamentos de empresas que atuam no modelo de economia recorrente

Desenvolvido no modelo SaaS (software as a service), o sistema aprimora a gestão de planos e pagamentos,

16 de novembro de 2022

A inclusão de participantes e questões relacionadas à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está causando um atraso na primeira fase do Drex

Drex, a moeda virtual brasileira, tem primeira fase adiada para maio de 2024

A inclusão de participantes e questões relacionadas à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está causando um atraso na primeira fase do Drex, a moeda virtual brasileira.

O coordenador da iniciativa no Banco Central (BC), Fabio Araujo, anunciou que a conclusão dos testes foi adiada para maio de 2024, três meses depois do cronograma original.

Desafios na preservação da privacidade

Em uma live semanal do BC no Youtube, Araujo explicou que a demora na execução do cronograma se deve a problemas na inclusão das pessoas na rede do Drex. O coordenador também destacou que a preservação da privacidade tem sido um desafio para o desenvolvimento da solução tecnológica.

Novo prazo de lançamento

De acordo com o cronograma original, a última etapa da fase de testes, que envolve negociações simuladas com títulos públicos, estava prevista para fevereiro.

Com o adiamento, essa etapa agora acontecerá em maio. Apesar do atraso na fase de testes, Araujo manteve a estimativa de que o Drex estará disponível para os cidadãos no final de 2024 ou início de 2025.

Do “real digital” ao Drex

No dia 7 de agosto, o BC apresentou o Drex como a futura moeda virtual brasileira. Até então, o projeto era chamado de “real digital”. Segundo o BC, cada letra do nome Drex representa uma característica da ferramenta: “D” para digital, “R” para real, “E” para eletrônica e “X” para modernidade e conexão.

Plataforma Hyperledger Besu

Em março, o BC selecionou a plataforma Hyperledger Besu para realizar os testes com diversos tipos e naturezas de ativos. A escolha se deu principalmente pelos baixos custos de licença e royalties de tecnologia, já que a plataforma opera com código aberto (open source).

Seleção dos consórcios

Em junho, o BC selecionou 16 consórcios para participar do projeto piloto do Drex. Esses consórcios serão responsáveis por desenvolver os sistemas que serão acoplados ao Hyperledger Besu, bem como os produtos financeiros e soluções tecnológicas. A lista completa das entidades selecionadas está disponível no site do BC.

Araujo mencionou que a conexão dos consórcios à plataforma está atrasada devido ao processo de escolher a tecnologia de proteção da privacidade.

O BC está em contato com diversos provedores, porém, a maturidade ainda não está adequada para as exigências da LGPD. Para garantir a condução adequada dos testes de privacidade, é necessário estender o prazo até maio, de acordo com o planejamento atual.

Com informações da Agência Brasil

Real digital se chamará Drex, confirma Banco Central

Acontece no dia 03 de agosto, o primeiro webinar entre os líderes das empresas envolvidas no piloto do Real Digital

Febraban é parceira do Banco Central e integra grupo técnico em testes do Real Digital

Temos excelentes artigos na coluna Mercado Financeiro relacionado à segurança da informação, soluções antifraude, autenticação forte, moedas digitais, CDCD, estudos e recomendações FIDO e muitos outros artigos sobre os meios de pagamentos no Brasil e no Mundo. E somos, historicamente, a maior cobertura do Febraban Tech então segue a gente e fique por dentro do que vai rolar no #FEBRABANTECH2024!

Você também pode se interessar por Criptomoedas e Tokenização. Dá uma olhadinha!

25jun(jun 25)18:1527(jun 27)18:15Febraban Tech 2024 - 25 a 27 de junhoO evento acontecerá nos dias 25 a 27 de junho de 2024 e falará sobre inteligência artificial generativa, internet 5G e 6G e outros assuntos18:15 - 18:15 (27) gmt Transamerica Expo Center - São Paulo, Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387, Santo Amaro – São Paulo/SP

28mai09:0012:00Webinar: O que você precisa conhecer da evolução da Criptografia Junte-se aos principais especialistas em cibersegurança do Brasil e explore soluções criptográficas inovadoras para os negócios.09:00 - 12:00

Você quer acompanhar nosso conteúdo? Então siga nossa página no LinkedIn!

TAGS

drex mercado