Últimas notícias

Fique informado

CTOs apontam tendências no mercado de tecnologia em 2024 e perfis dos profissionais mais valorizados

15 de dezembro de 2023

Spotlight

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Os bancos brasileiros estão preparados para um mercado financeiro sem fronteiras? 

O Open Finance é uma realidade. Está em franco crescimento e tornará a gestão de finanças mais acessível, transparente e inclusiva.

19 de julho de 2023

Chegada do 5G acelera processo de realidade aumentada no mercado imobiliário

A prova disso, é a chegada do 5G no Brasil, que vai promover inovação em diversos setores, incluindo no mercado imobiliário

28 de dezembro de 2022

Gartner prevê que o mercado mundial de tecnologias de desenvolvimento de low-code crescerá 20% em 2023

Segundo o Gartner, os desenvolvedores representarão pelo menos 80% dos usuários para ferramentas de desenvolvimento low-code

21 de dezembro de 2022

Mercado financeiro: como a tecnologia impacta a comunicação crítica?

A tendência no mercado é a de que o uso massivo da tecnologia gere conexões mais diretas, dispensando infraestruturas complexas

15 de dezembro de 2022

Como as soluções trazidas por startups de varejo vêm transformando o mercado?

Os setores de varejo e serviços são os que mais investem em tecnologia para auxiliar o crescimento do negócio

8 de dezembro de 2022

As principais tendências para o mercado industrial em 2023

Essa vantagem fez com que, ao contrário do imaginado, 2022 tenha sido um ano particularmente bom para o mercado industrial

6 de dezembro de 2022

Em 2023, alta tecnologia será decisiva para empresas se manterem competitivas no mercado

Com 2023 já batendo na porta, os preparativos para o novo ano começaram e, como sempre, há lições valiosas que podem ser colocadas em prática

2 de dezembro de 2022

Na contramão do mercado de tecnologia, Grupo Stefanini amplia contratações no mundo inteiro

Próximo passo do programa Stefanini Everywhere é expandir para países onde a empresa não tem operações e atingir 4.000 cidades em dois anos

30 de novembro de 2022

Tecnologia em ascensão: como o no-code e o low-code estão posicionados no mercado?

Projeções indicam que o low-code e o no-code podem agilizar o trabalho, independentemente do setor de atuação, em até oito vezes

24 de novembro de 2022

Grandes players centralizam talentos de TI e quem paga o preço é o mercado

A pesquisa mostra que a retenção dos talentos atuais é relatada como o maior desafio para as empresas, juntamente com a remuneração.

21 de novembro de 2022

Executivos de três startups identificam acomodação salarial em boa parte das posições e destacam habilidades e cargos em alta

A atração de talentos, o desafio de retê-los em meio ao retorno dos modelos híbrido e presencial, e o rápido impacto da Inteligência Artificial (IA) nas empresas de tecnologia deverão nortear a agenda de CTOs em 2024.

Salários

Ao analisar a relação entre oferta e demanda de mão de obra em tecnologia, três CTOs de startups brasileiras destacam que o mercado no próximo ano deverá ficar mais aquecido para vagas qualificadas e que as remunerações continuarão altas, mas não com o cenário anterior de salários super inflacionados.

“Os profissionais qualificados continuam muito valorizados e com muita dificuldade de substituição. Por outro lado, existe uma acomodação da remuneração com crescimento nominal menos acentuado em comparação com anos anteriores. Em 2024, acreditamos que esse processo de acomodação irá continuar bem como a procura por perfis ainda mais qualificados tecnicamente”, aponta André Aziz, CTO da techfin Z.ro Bank.

Mesmo considerando as demissões em massa de 2022 e início de 2023, puxadas pela crise das big techs, Samuel Moreira, CTO da edtech Télos avalia um 2023 aquecido e espera mais de 2024.

“O mercado continua a crescer, principalmente porque no ano de 2023 tivemos um grande volume de startups e empresas de diversos setores buscando profissionais de TI. Tenho uma perspectiva otimista sobre os salários para 2024, acredito que continuarão elevados principalmente devido à alta demanda por profissionais realmente qualificados e a importância estratégica da tecnologia nas empresas.”

Ricardo Morale, CTO da logtech Freto, observa que a altíssima demanda por profissionais de tecnologia, principalmente os que atuam na vertical de desenvolvimento de softwares, retornou à normalidade em 2023.

“Acredito na lei da Oferta e Demanda. Certamente, áreas emergentes terão alta procura; logo, profissionais com maior valorização e alta movimentação. Boas maneiras de ter um efeito balanceado é procurar formar profissionais, seja buscando “na fonte” recém-formados ou formando dentro de casa.”

Setores e cargos em alta

Seguindo sua análise, Morale, do Freto, pontua que profissionais com atuação em IA, Big Data e Automações em geral seguirão com alta procura. “Hoje, essas áreas são pilares para impulsionar, pivotar e dar possibilidade de escalar os negócios”, completa.

Samuel, da Télos, aponta uma perspectiva otimista no mercado para as áreas de fintechs, agronegócios, bancos, saúde e educação, com ênfase nos profissionais das seguintes áreas: consultor de ERP, engenheiro de dados, analista de segurança da informação, desenvolvedores de RPA/automações, programadores com foco em IA e gerentes de TI. Contando também com alta demanda nas habilidades de ERP, nuvem, python, salesforce e banco de dados.

Já Aziz, do Z.ro Bank, aponta que as áreas de segurança e proteção de dados associadas à inteligência artificial estarão na pauta das empresas.

“De um modo geral, as empresas ainda estão implementando processos com o auxílio de IA e as questões que envolvem segurança e proteção dos dados não estão completamente resolvidas. Os profissionais que conseguirem aparar essas arestas serão muito demandados.”

Home office em xeque

Levantamento divulgado em maio deste ano pela Unispace com 9.500 funcionários e 6.650 empregadores de 17 países revelou que, nos últimos meses, 72% das companhias implantaram políticas de retorno ao escritório.

No Brasil não é diferente, e em 2024 CTOs terão que administrar a tendência de retorno ao presencial com a falta de engajamento dos colaboradores, não só da área de tecnologia.

Victor Fazzio, sócio-sênior do Grupo Hub, consultoria de Recursos Humanos, diz que existe uma dificuldade marcante nos processos seletivos de vagas híbridas ou presenciais.

“Muitas abordagens junto a potenciais candidatos não viram entrevistas, mesmo entre as companhias mais desejadas, pois a primeira pergunta feita é a respeito do modelo de trabalho. As pessoas querem qualidade de vida, ir à academia de manhã. Enquanto a cultura do controle se intensifica de um lado, empresas dispostas a repensar essa relação podem sair na frente na atração de talentos.”

A visão de André Aziz, CTO do Z.ro Bank, corrobora a análise de Victor, do Grupo Hub. “O que observamos é que isso facilita a nossa busca por talentos, pois os profissionais de empresas que voltaram para o presencial ou híbrido estão mais dispostos, e muitas vezes em busca de migrar para o modelo remoto.”

O Z.ro Bank trabalha essencialmente no modelo remoto, com o time de tecnologia acompanhando essa política, além de manter um escritório no metaverso, diminuindo a necessidade de reuniões presenciais, que esporadicamente ocorrem em seus escritórios em Recife e São Paulo. 

Samuel Moreira, CTO da Télos, que opera no modelo 100% remoto, também enxerga o movimento, destacando o microgerenciamento dos profissionais e fortalecimento de cultura das empresas.

“Em contrapartida, vejo o descontentamento dos colaboradores. Muitos preferem aceitar um salário muito menor apenas para poder continuar em casa. Acredito que, com o tempo, mais e mais profissionais vão renunciar cargos presenciais para poderem ter maior qualidade de vida e tempo de qualidade.”

Para Morale, CTO do Freto, o mercado vive outro momento, no qual é possível avaliar o que de bom foi absorvido dos modelos de trabalho 100% Home Office, híbrido e presencial.

“Acredito que cada empresa tem sua própria cultura e, alinhada ao seu estágio de maturidade, muitas áreas podem exercer algumas dessas modalidades que estejam melhor aderentes a suas realidades”, pondera o executivo. Na logtech são praticados dois modelos: híbrido e 100% remoto.

Sobre o Freto

Com o propósito de simplificar a logística rodoviária, movendo caminhoneiros, o Freto é a plataforma onde os melhores caminhoneiros e as melhores cargas se encontram. Com processos 100% digitais, a logtech está mudando a forma de usar a Estrada para fazer negócios, criando uma relação ganha-ganha entre transportadores, embarcadores e motoristas.

Sobre o Grupo Hub

Fundado em 2014 enquanto consultoria de Recursos Humanos, o Grupo Hub cresceu e hoje desenvolve soluções one stop shop para Recrutamento e Seleção, desenvolvimento e tecnologia, com a missão de conectar empresas com os melhores talentos. Partindo da premissa de que a contratação está comoditizada, o Grupo se destaca na preocupação com as pessoas do início ao fim do processo, reconhecendo as diferenças entre as gerações e o potencial de cada uma para impulsionar a performance das empresas.

Sobre a Télos

A Télos é uma edtech de impacto social que tem como objetivo descentralizar o ensino de linguagem de programação no Brasil, transformando vidas e fortalecendo a economia de pequenas e médias cidades por meio da conexão de jovens talentos do interior do país com empresas de tecnologia e inovação.

Sobre o Z.ro Bank

Lançado em setembro de 2020 como primeiro banco digital multimoedas com tecnologia blockchain do Brasil, o Z.ro Bank ampliou sua atuação para se tornar uma techfin especialista em criar serviços financeiros inovadores para outras empresas. Atende clientes nacionais e internacionais no segmento B2B, com foco em soluções de Pix e Câmbio.

5 tendências para navegar no mercado de tecnologia nos próximos meses

Os desafios dos profissionais de comunicação em tempos de IA

Quais são as 5 principais tendências em gerenciamento de informações para 2024?

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!