Últimas notícias

Fique informado

Internet das Coisas, a pecuária de precisão e a sustentabilidade

16 de janeiro de 2024

Spotlight

Entenda o Incidente de Segurança no Siafi que fez o Tesouro exigir a autenticação exclusivamente com Certificados Digitais ICP-Brasil

No Siafi os certificados ICP-Brasil vão conferir Integridade, autenticidade, conformidade, confidencialidade, disponibilidade, legalidade e irretratabilidade.

22 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Agro 5.0: a revolução dos dados dentro e fora das porteiras

As boas perspectivas para o negócio na agricultura em 2023 projetam o Brasil como o grande fornecedor de alimentos do futuro

19 de maio de 2023

Projeções da DocuSign indicam a criação de 2,6 milhões de empregos nas áreas rurais em 2030

Dois terços dos executivos acreditam que economia remoto e digitalização irão diversificar a força de trabalho

17 de maio de 2023

Agronegócio: Chatbot e Chat GPT transformarão o setor 

O agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira e, apesar dos desafios, representou 24,8% do PIB do País em 2022

15 de maio de 2023

Setor agroalimentar aposta na inovação tecnológica para superar desafios

Relatório aponta soluções de inteligência artificial (IA), IoT e Cloud como tendências para tornar a atividade do setor mais competitiva

7 de maio de 2023

NFe do produtor rural: saiba como se preparar para começar a emitir

É preciso que o produtor rural consulte os órgãos competentes estaduais para entender as regras e ficar em dia

14 de abril de 2023

A Telemedicina Veterinária é uma realidade no Brasil

A possibilidade de prescrições médicas assinadas digitalmente com certificados digitais ICP-Brasil foi uma grande conquista no contexto da telemedicina para humanos e é estendida a medicina veterinária

20 de março de 2023

Inteligência Artificial oferece mais eficiência e agilidade ao agronegócio

Nos últimos dois anos, os sistemas ou máquinas que mimetizam a inteligência humana ganharam ainda mais espaço no agronegócio

13 de fevereiro de 2023

Collab Trends debate o uso de tecnologia e investimentos financeiros no agronegócio

Lançado em 2021, programa do hub de inovação aberta Alfa Collab estreia novo formato de gravação em entrevista com o cofundador e sócio da Mandi Ventures, Antonio Moreira Salles

5 de fevereiro de 2023

O futuro do uso de dados no agronegócio

Podemos esperar protagonismo das empresas especialistas em dados e das agtechs no futuro do agronegócio, setor de crescente importância

23 de dezembro de 2022

Tendências tecnológicas para o agronegócio ganhar ainda mais relevância em 2023

O Agronegócio é uma potência da economia nacional e, cada vez mais, mostra a sua relevância no cenário econômico e socioambiental

19 de dezembro de 2022

Tendências de tecnologia para o agronegócio em 2023

Soluções sobre tecnologia terão foco no aumento da produtividade do campo e na redução dos custos de produção

15 de dezembro de 2022

Os benefícios do Certificado Digital ICP-Brasil para o Agronegócio Brasileiro

Agronegócio é um dos setores que move a economia do nosso País e a Certificação Digital contribui para o negócio e sustentabilidade do setor

6 de dezembro de 2022

Qualquer ação que visa otimizar os resultados produtivos e reduzir os custos operacionais sempre são bem-vindos

Por Werter Padilha

Werter Padilha, CEO da Taggen Industries e Services e Conselheiro da ABES

Tem aumentado o número de pecuaristas brasileiros interessados e dispostos a investir em tecnologias associadas ao que denominamos de pecuária de precisão. 

Qualquer ação que visa otimizar os resultados produtivos e reduzir os custos operacionais sempre são bem-vindos.

Para isso, pesquisadores têm buscado nas últimas décadas alcançar êxito por meio de diferentes tecnologias de sensoriamento, rastreabilidade, controle e automação.

Mas, atualmente, o agronegócio precisa muito mais que apenas monitoramento. É cada vez mais relevante garantir a excelência e responder qualquer questionamento em relação à origem da produção.

Na COP 28, 28ª Conferências das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, realizada em Dubai, um programa de identificação individual e a rastreabilidade do gado foi apresentado pelo governo do Pará, baseado na união entre governo estadual e empresas em busca de transparência e integridade de toda a cadeia produtiva, e garantia de respeito às regras sanitárias, fundiárias e socioambientais, contribuindo para combater o desmatamento.

A JBS, grande player global integra este programa do Pará e anunciou investimentos. Já a Marfrig, outra potência desse mercado, também noticiou que aportará R$ 100 milhões em programas de rastreabilidade individual do rebanho bovino.

Outra iniciativa em andamento é liderada pela unidade Embrapa Pecuária Sudeste, de São Carlos (SP), e foca o rastreamento em tempo real dos animais indoor e nos piquetes outdoor. Essa ação já está na fase de testes e sendo apresentada a grupos de pecuaristas convidados.

Tudo isso porque a rastreabilidade desempenha um papel fundamental na garantia da qualidade e segurança dos produtos de origem animal, uma exigência dos mercados brasileiro e internacional.

Ferramentas e soluções tecnológicas que permitam monitorar em tempo real o desempenho dos animais, identificando problemas precocemente e tomando medidas para corrigi-los já são a muito esperadas pelos pecuaristas.

Com isso, é possível aumentar a produtividade da fazenda, melhorar a qualidade do leite e carne produzidos. A busca de respostas mais precisas a serem dadas ao mercado consumidor urge. 

Como garantir que o produto que chega às gôndolas brasileiras ou destinado à exportação esteja isento de passivo socioambiental? Como garantir que a carne não foi produzida, em todo o seu ciclo de vida, em terras com litígios ambientais ou de desmate ilegal?  Como assegurar que a mão de obra responsável pelo manejo gado não sofreu com trabalho escravo ou infantil? 

Para responder estas perguntas assertivamente, os pecuaristas precisam das garantias que as tecnologias de monitoramento e de rastreamento animal podem dar. Sem isso, não há futuro comercial para estes rebanhos.

Do pasto à mesa

Não vejo como responder a estas demandas sem o uso da internet das coisas (IoT) que permite ser cada vez mais eficiente e preciso, acompanhando a vida do bezerro desde o seu nascimento até sua fase adulta e abate.

É fundamental monitorar todos os estágios do processo de produção e distribuição, desde a fazenda até a mesa do consumidor, garantindo que o gado não traz consigo os passivos ambientes e sociais mencionados.

Assim, sensores nos animais e dispositivos conectados via cloud são fundamentais para coletar dados em tempo real sobre vários parâmetros: habitat da criação, bem-estar animal, seu crescimento e peso, cuidados no transporte e, até mesmo, condições de armazenamento da carne.

As informações devem estar registradas em bancos de dados, disponibilizadas de forma certificada e acessível a todas as partes envolvidas na cadeia produtiva, proporcionando maior transparência e confiabilidade.

A pecuária de precisão tem muito a se beneficiar das tecnologias de internet das coisas, porque são recursos que permitem que os proprietários de fazendas monitorem e gerenciem melhor seus rebanhos.

Entretanto, um dos desafios da Internet das Coisas (IoT) na pecuária é garantir o funcionamento na realidade das condições do campo, seja em ambientes indoor como também nos ambientes abertos (outdoor), garantindo conectividade local e cloud, baixo custo de implementação e grande facilidade de instalação e uso.

Rastreabilidade com beacons

Para este desafio de sistema de monitoramento, o dispositivo indicado é o beacon, junto com gateways e plataforma de monitoramento. 

Os beacons operam sob a tecnologia Bluetooth low energy (BLE) que tem se disseminado cada vez mais graças a pluralização dos smartphones e inúmeros devices. 

Beacons muito bem construídos, robustos para suportar a dureza do ambiente rural, com baixo consumo de energia, garantindo sua longevidade operacional, e com inteligência sistêmica para inferir e adaptar-se ao ambiente em que está.  

Gateways que permitam captar e transmitir as informações a plataformas locais e em nuvem, independentemente da geografia onde as soluções sejam aplicadas.  Para completar, uma plataforma de software robusta e muito inteligente para dar as respostas tão desejadas.

Identificar o animal desde o seu nascimento, fornecer a localização deste em tempo real e seu histórico durante todas as suas fases produtivas, responderá as primeiras e mais importantes perguntas: onde está ou esteve o animal? Os locais por onde ele passou estão isentos dos passivos ambientais e sociais?

Muito trabalho manual, atualmente, é praticado, sem garantias de confiabilidade e exposto a possibilidades de erros.

A meta é garantir os resultados almejados, que podem ser fortemente ampliados com integrações a sensores que meçam o consumo de água, de alimentação, além de incluir no projeto a conectividade com outros serviços e soluções de mercado. Um verdadeiro ganha-ganha para todos os envolvidos.

Um projeto deste nível é sucesso certo quando o trabalho é realizado em conjunto por zootecnistas, veterinários, produtores e gestores com a equipe de especialistas em tecnologia. Afinal, a pecuária de precisão é uma área de conhecimento multidisciplinar.

Garantia de origem e de qualidade

A participação do agronegócio no total do PIB brasileiro ficou em 24,8% em 2022 e a meta é ampliar esta representatividade, estabelecendo um ritmo constante de crescimento nos próximos anos.

Além disso, a pecuária brasileira já é considerada uma das mais produtivas em todo o mundo e o país é um dos maiores exportadores de carne bovina do planeta.

Por isso, o desenvolvimento de um sistema de identificação e rastreamento animal de baixo custo com tecnologia genuinamente brasileira ajudará o produtor rural a melhorar o seu planejamento, manejo, monitoramento do gado e gerenciamento das atividades estratégicas da propriedade, fornecendo dados que elevarão a pecuária nacional a um novo patamar.

Entre os dados estão: identificação, localização e rastreabilidade para que se maximize os resultados operacionais, proporcionando mais eficiência e redução de custos.

A rastreabilidade das condições de criação desta cabeça de gado vai agregar valor à produção de carne brasileira, pois o criador poderá armazenar uma série de dados, garantindo que o seu produto foi criado nas condições sanitárias e de manejo indicadas por órgãos brasileiros e internacionais.

A partir dessas informações registradas, será possível fornecer aos consumidores dados detalhados sobre a origem do gado, como local da criação, alimentação fornecida e cuidados específicos.

Essa transparência contribuirá para o fortalecimento da confiança dos consumidores na qualidade e segurança dos produtos de origem animal do Brasil.

A rastreabilidade é uma crescente necessidade para exportação, uma vez que países compradores têm apresentados exigências mais rigorosas quanto à segurança alimentar.

Ao oferecer carne com rastreabilidade comprovada, o Brasil ganha vantagem competitiva nesse mercado globalizado e reforça sua posição como um produtor confiável, socialmente e ambientalmente responsável. 

IA, IoT e tecnologia verde seguem em alta nos negócios em 2024

A importância da segurança digital para o futuro da IoT

Agro 5.0: a revolução dos dados dentro e fora das porteiras

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!