Últimas notícias

Fique informado

Namoro Online: Seu Romance Digital é Seguro?

12 de junho de 2022

Spotlight

Como o Tether (USDT) se tornou a principal criptomoeda no Brasil 

No dinâmico cenário das criptomoedas em 2023, o Tether (USDT) conquistou a posição de destaque como a principal escolha entre os brasileiros.

23 de fevereiro de 2024

Entrevista com Marco Zanini, CEO da DINAMO Networks, sobre sigilo e assinatura digital

O CEO da DINAMO Networks, Marco Zanini, destacou o sigilo e as assinaturas digitais, além de abordar os principais marcos de 2023 e expectativas para 2024

19 de fevereiro de 2024

FIDO redefine a segurança online com a autenticação sem senhas

As senhas perduram, apesar do crescente consenso de que seu uso precisa ser reduzido, se não substituído.

16 de fevereiro de 2024

1º Insurance Mega Trends

O evento Insurance Mega Trends trará as principais tendências em seguros com personalidades nacionais e internacionais.

15 de fevereiro de 2024

Open Finance, ou Sistema Financeiro Aberto, e suas variações por setor econômico. Por Susana Taboas

Sistema Financeiro Aberto permite que as empresas e os indivíduos acessem dados financeiros de diversas fontes em um único lugar.

6 de fevereiro de 2024

Uso de assinaturas eletrônicas cresce 140% e deve chegar a 2 milhões/mês

Dados da ZapSign mostram ainda que adoção de assinaturas eletrônicas por empresas quase dobrou no ano de 2023

29 de janeiro de 2024

eIDAS – REGULAMENTO (UE) N.o 910/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

eIDAS – REGULAMENTO (UE) Nº 910/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

20 de outubro de 2020

Techfin Moeda Semente anuncia presença no metaverso

Moeda Semente, primeira techfin a usar blockchain para o mundo alcancem o desenvolvimento sustentável, está investindo no metaverso

7 de março de 2022

Por que investir em segurança da informação e qual o seu retorno financeiro?

O principal ponto para decidir investir na segurança da informação nas empresas é para fortalecer a segurança dos dados

7 de março de 2022

Cidadão passa a ter acesso no GOV.BR a consulta e transferência dos valores ‘esquecidos’ em bancos

Nesta segunda-feira (7), serviço do Banco Central está disponível para usuários com contas nos níveis Prata e Ouro no GOV.BR

7 de março de 2022

LGPD: não basta ter, é preciso executar

Estar em conformidade com a LGPD é relevante para o contexto geral de mercado, como o ambiente de negócios ao qual a empresa está inserida

7 de março de 2022

Como a Inteligência Artificial e os Data Centers neutros apoiam a evolução dos negócios

O avanço da tecnologia vem estimulando cada vez mais o investimento em métodos inovadores e disruptivos para os negócios

7 de março de 2022

Aplicativos de namoro online estão mais populares do que nunca, com a pandemia, muitas pessoas se voltaram para eles para conhecer pessoas

Por Anthony Etien

Anthony Etien, Diretor de Marketing da GlobalSign na França, Bélgica e Luxemburgo

Como todos os anos, o Dia dos Namorados é a época em que os solteiros recorrem a aplicativos de namoro para encontrar sua alma gêmea. Você pode ter experimentado pessoalmente aquele momento de euforia ao iniciar uma conversa com aquele perfeito estranho, certo? 

Embora o potencial para um novo romance possa trazer todos os tipos de emoções maravilhosas, há uma coisa que precisa estar em sua mente: a pessoa com quem você tem um romance online é realmente a pessoa que afirma ser?

Sim, eu odeio dizer isso a você. A realidade é que o Dia dos Namorados também é uma época em que golpistas de todo o mundo colocam suas técnicas de fraude à prova para extorquir dinheiro de pessoas vulneráveis.

Neste artigo, veremos as diferentes técnicas que os golpistas usam e como os aplicativos de namoro estão encontrando novas maneiras de proteger a identidade de um usuário.

Quando golpistas roubam sua identidade

Os aplicativos de namoro online estão mais populares do que nunca. Com o Covid-19 e o lockdown, muitas pessoas se voltaram para eles para conhecer pessoas. E isso é algo que os hackers e outros golpistas entendem muito bem.

Aplicativos de namoro como Tinder, Meetic ou Bumble oferecem uma porta de entrada para hackers acessarem os dados pessoais dos membros. Claro, isso se tornou uma grande preocupação para essas grandes empresas, que estão fazendo tudo o que podem para proteger os dados dos usuários. Um estudo realizado pela Kaspersky em junho de 2021 revelou as ameaças e medos encontrados pelos usuários desses aplicativos. E os números falam por si. 

Na França, por exemplo, o estudo mostrou que 10% dos usuários já foram vítimas de “doxing” , técnica que consiste em buscar e divulgar informações na internet sobre a identidade e a vida privada de uma pessoa para prejudicá-la.

E essa busca por informações é feita com muita facilidade com a quantidade de dados de identificação disponíveis nessas plataformas. Doxers, como são chamados, podem acessar seu nome, local de trabalho, número de telefone, número de cartão de crédito ou até mesmo endereço.

“De fato, as redes sociais e diferentes aplicativos tornaram o namoro muito mais fácil para nós”, diz Anna Larkina, especialista em segurança da Kaspersky

Você pode encontrar o amor da sua vida online, mas, infelizmente, também existem bots e golpistas por aí procurando presas em plataformas de namoro. É por isso que, ao se comunicar com alguém online, ainda é importante lembrar as regras básicas do namoro. privacidade digital Para namorar on-line com segurança, recomendo não compartilhar informações de identificação pessoal, como número de telefone, localização, endereço de casa e do trabalho etc. Prevenir ameaças em um estágio tão inicial permitirá que você aproveite o namoro on-line sem medo. Mas cuidado, o maior risco para os usuários desses aplicativos é uma fraude romântica. E neste Dia dos Namorados, não queremos que sua busca por amor verdadeiro termine em busca de seu dinheiro perdido.

Perfis falsos para o amor verdadeiro?

Essa técnica de fraude consiste em entrar em contato com a vítima por meio de um aplicativo de namoro e seduzi-la para extrair, na maioria dos casos, grandes somas de dinheiro.

Os golpistas de romance normalmente passam semanas para ganhar a confiança de suas vítimas, contando-lhes histórias inventadas sobre quem são e suas vidas, e inicialmente sugerindo que não desejam pedir dinheiro, para que a vítima possa acreditar que seu novo interesse amoroso é genuíno”. disse o detetive superintendente Matt Bradford, da polícia da cidade de Londres.

O problema está se mostrando global. No ano passado, o FBI revelou que esse tipo de golpe foi o segundo tipo mais lucrativo de crime cibernético relatado em 2020, com US$ 600 milhões em perdas.

Esses golpistas do amor não vão parar por nada e, sob o pretexto de precisar de ajuda, pedirão às suas vítimas que paguem por apoio financeirogolpes de bitcoin ou até despesas médicas .

Para proteger ao máximo seus usuários, esses aplicativos de namoro, como o site Meetic.fr, oferecem um guia de segurança online . Esta informação aconselha os candidatos a serem cautelosos e nunca enviar dinheiro; não compartilhar informações financeiras e desconfiar de relacionamentos à distância.

No entanto, “perfis falsos” são problemáticos. Já se sabe que os sites de namoro estão cheios deles. Perfis falsos são criados a partir de fotos e perfis de outras pessoas, com um único objetivo: atrair presas e obter cada vez mais dinheiro com elas.

Esses perfis falsos são a ruína dos gigantes do namoro. Atualmente, a maioria dos sites de namoro ainda não optou por sistemas de autenticação suficientes para garantir que um perfil seja de propriedade da pessoa que o usa. A exceção é o Tinder , que pode ter encontrado a solução.

Como a biometria facial protege seu perfil?

Em sua luta contra os perfis falsos, o Tinder decidiu resolver o problema com as próprias mãos. Há alguns meses, o aplicativo oferece verificar seu perfil comparando uma selfie com as fotos da sua conta.

Se corresponder, seu perfil receberá um selo azul como prova de verificação. Isso fornece segurança adicional ao falar com um estranho.

Em seu site, o Tinder explica que o processo de verificação é feito em duas etapas. A verificação de pose e, em seguida, uma verificação de rosto. Ao coletar essas informações, a inteligência artificial poderá determinar se sua selfie corresponde ao seu perfil.

Essas informações são coletadas em um “modelo” que é comparado com o feito a partir de suas fotos de perfil. Se o modelo corresponder, o perfil será certificado.

A tecnologia biométrica está gradualmente entrando em nossas vidas diárias. Claro que isso não é novo, pois a autenticação biométrica já é usada por 11 países europeus (França, Áustria, Finlândia, Alemanha, Hungria, Grécia, Itália, Letônia, Lituânia, Eslovênia e Holanda). Este último insiste no uso desta tecnologia para fins judiciais.

Além de aplicativos de namoro e serviços de segurança, muitos proprietários de iPhone agora usam autenticação biométrica para desbloquear seus telefones, passar pela segurança do aeroporto e acessar serviços governamentais online. Portanto, não é de admirar que essa tecnologia esteja aparecendo em aplicativos de namoro.

Fonte: Global Sign

Conheça os 5 golpes cibernéticos mais comuns direcionados a adolescentes e saiba como se proteger

Avast alerta sobre as táticas de perseguidores digitais (stalker) e recomenda como evitá-los

Tempest alerta sobre golpes virtuais que requerem cuidados durante Dia dos Namorados