Últimas notícias

Fique informado
Nova pesquisa da Western Digital: 7 em cada 10 brasileiros estão mais preocupados em perder arquivos digitais do que objetos físicos

Nova pesquisa da Western Digital: 7 em cada 10 brasileiros estão mais preocupados em perder arquivos digitais do que objetos físicos

4 de abril de 2023

Spotlight

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Pesquisa do Gartner destaca que metade das equipes de data e analytics já gera valor para empresas

O Gartner destaca ainda que há uma grande oportunidade para os diretores de dados e se concentrarem na persistência para terem sucesso

22 de março de 2023

Inteligência artificial já impacta o dia a dia de 54% dos brasileiros, diz pesquisa

A Inteligência Artificial é um dos temas mais comentados atualmente, afinal, é considerada a tecnologia mais disruptiva dos últimos tempos

13 de março de 2023

Insegurança digital: pesquisa NordVPN aponta que 68% dos brasileiros acreditam que são rastreados por cibercriminosos

Especialista da NordVPN explica que brasileiros podem ser rastreadas por quase todos os dispositivos conectados à internet

28 de fevereiro de 2023

Chegada do 5G acelera processo de realidade aumentada no mercado imobiliário

A prova disso, é a chegada do 5G no Brasil, que vai promover inovação em diversos setores, incluindo no mercado imobiliário

28 de dezembro de 2022

Gartner prevê que o mercado mundial de tecnologias de desenvolvimento de low-code crescerá 20% em 2023

Segundo o Gartner, os desenvolvedores representarão pelo menos 80% dos usuários para ferramentas de desenvolvimento low-code

21 de dezembro de 2022

O estudo, encomendado pela Western Digital e conduzido pela Ipsos, uma empresa global de pesquisa de mercado

A Western Digital divulgou os resultados de suas Trends de 2023 no Armazenamento de dados da pesquisa latino-americana com o objetivo de conhecer os hábitos dos usuários nas três economias mais importantes da região, Argentina, Brasil e México, em relação ao suporte de informações e uso de dispositivos.

O estudo, encomendado pela Western Digital e conduzido pela Ipsos, uma empresa global de pesquisa de mercado, foi divulgado para celebrar o Dia Mundial do Backup em 2023, que é comemorado todo dia 31 de março para aumentar a conscientização sobre os benefícios de armazenar informações de maneira correta e confiável.

A pesquisa foi realizada de forma online com amostragem não probabilística através da plataforma lpsos Digital, com 1.000 casos de alcance nacional por país, homens e mulheres, maiores de 18 anos, de todos os níveis socioeconômicos. O trabalho de campo foi realizado entre 27 de fevereiro e 3 de março de 2023.

Entre os principais achados da pesquisa, destaca-se que a grande maioria dos entrevistados (86%) sabe o que é um backup e, dos 88% que realmente o fazem, 93% possuem algum dispositivo ou espaço de armazenamento on-line.

Por outro lado, 69% dos entrevistados, em média, estão mais preocupados em perder seus arquivos digitais do que em perder objetos físicos.  

Em relação à solução de armazenamento que utilizam, embora o armazenamento gratuito on-line/em nuvem seja o principal formato utilizado (53%), seguido de pendrives e cartões de memória, 58% preferem fazer cópias de segurança em dispositivos físicos ou combinar o dispositivo físico com serviços on-line/em nuvem.

Mais dados da pesquisa geral:

– 8 em cada 10 entrevistados fazem backup com frequência, diária ou mensal;

– A principal razão apontada por quem não faz backup é por terem dificuldade em fazê-lo (32%), enquanto 24% esquece e outra porcentagem semelhante não considera necessário;

– Quem prefere fazer backup em dispositivos físicos ou combiná-los com armazenamento on-line, acredita que a vantagem de fazer backup em dispositivos físicos está na certeza de poder acessar seus arquivos quando precisar (61%), na possibilidade de melhor gerenciamento da privacidade de seus documentos (49%) ou em menor exposição a falhas de segurança (37%).

Destaques no Brasil

Dos países pesquisados, o Brasil é aquele onde o maior percentual de pessoas sabe o que é um backup (89%), onde eles são mais realizados (90%) e onde a frequência de backups é maior (9,2 vezes em média por mês), com o maior percentual de backups diários (26%). 

Para os brasileiros que não o fazem, os principais motivos são por não saber como fazer (30%), não consideram necessário (28%), esquecem de fazer (24%) ou seus arquivos não são tão importantes (21%).

Em relação ao tipo de armazenamento que possuem, 54% responderam “gratuito on-line/em nuvem”, enquanto o cartão de memória ficou em segundo lugar com 43% e o pendrive em terceiro lugar com 40%. Nesse caso, destaca-se a preferência por fazer seus backups on-line/na nuvem (47%), ficando abaixo a opção por dispositivos físicos, com 31%. 

Alinhado com a média geral, 23% dos entrevistados brasileiros preferem combinar soluções usando tanto o armazenamento on-line quanto o uso de dispositivos físicos. Os entrevistados no Brasil também estão mais preocupados em perder arquivos digitais (66%) do que objetos físicos (34%).

Destaques na Argentina

Na Argentina, 82% dos entrevistados sabem o que é fazer um backup e 84% o fazem. Nesse caso, 25% fazem backup uma vez por mês, 22% diariamente e outros 22% uma vez por semana.

Ao indagar sobre os motivos pelos quais não são feitos backups, a maioria (27%) afirmou que não considera necessário, seguido de “não sei fazer/é muito complicado” (25%) e “Eu esqueço” (24%).

No caso argentino, também há a maioria que acha que perder arquivos digitais (68%) é mais preocupante do que perder objetos físicos (32%).

Entre os que fazem cópias de segurança, na Argentina o armazenamento gratuito on-line/em nuvem também predomina com 53% das respostas, ficando o pendrive em segundo lugar (44%) e o cartão de memória em terceiro lugar (40%).

De sua parte, tanto a opção “prefiro fazer on-line/na nuvem” como “prefiro fazer em dispositivos físicos que me pertencem” obtiveram 37% das respostas, enquanto para 26% dos entrevistados, a melhor opção é combinar o backup em dispositivos físicos com armazenamento on-line/em nuvem, sendo esse o percentual mais alto em relação ao Brasil e ao México.

Para os argentinos entrevistados, a principal vantagem de usar dispositivos físicos é que eles podem acessar seus arquivos quando precisam (60%), gerenciam melhor a privacidade de seus arquivos (54%) e não dependem de uma conexão com a internet (48%). 

Destaques no México

Um total de 81% dos participantes da pesquisa disseram saber o que é fazer uma cópia de segurança – a taxa mais baixa dos 3 países – mas quando lhes explicaram em que consiste, 87% afirmaram fazê-lo.

Cabe destacar que, dos 3 países, o México foi o que mais se preocupou com a perda de arquivos digitais em comparação a objetos físicos, com 74% dos entrevistados, superando a média geral em 5 pontos percentuais.

Com relação à frequência com que é realizado o backup, o México foi o país com maior percentual na opção “uma vez por semana”, com 33% das respostas.

Para os mexicanos, “uma vez por mês” está em segundo lugar (24%) e “diariamente” em terceiro (21%). Embora a frequência média de todos os países pesquisados em geral seja de 8,7 vezes por mês, no México a cifra é a mais baixa dos 3 países, apenas 8.

Entre os que não fazem backup de seus dados, a opção “não sei fazer/é muito complicado” foi a mais respondida (37%), também quando comparada com a Argentina (25%) e Brasil (30% ).

Em segundo lugar, “porque me esqueço” (23%), e em terceiro, “porque não tenho interesse em guardar arquivos por tanto tempo” (20%), deixando a opção “porque não considero necessário” em quarto lugar. (19%).

E com relação aos formatos de backup que possuem, os mexicanos optam – como mostra a tendência dos resultados gerais – pelo armazenamento on-line/em nuvem gratuito (52%), seguido pelo cartão de memória (46%).

Quanto aos suportes de armazenamento preferidos, a balança pende para os dispositivos físicos, com 42% das respostas, e em segundo lugar para as plataformas on-line/em nuvem (35%), deixando 23% que preferem uma combinação de ambas as opções.

Como as empresas estão tratando seus acervos digitais?

Trabalho híbrido: o perigo dos funcionários acessarem arquivos corporativos do home office

Criminosos roubam arquivos importantes dos dispositivos das vítimas antes de encriptá-los

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!

Aqui no Crypto ID você encontra reunidos os melhores estudos e pesquisas sobre o universo da Segurança da Informação aplicada a diversas verticais de negócios. Acesse nossa coluna e conheça!

Você quer acompanhar nosso conteúdo? Então siga nossa página no LinkedIn!