Últimas notícias

Fique informado

Como saber se estão usando meu CPF indevidamente: dicas e como evitar a fraude

10 de abril de 2024

Spotlight

Ricardo Saravalle assume a liderança do Meta Hub de Soluções Digitais

O executivo vai liderar o centro de excelência de soluções

23 de maio de 2024

INSS passa exigir Certificado ICP-Brasil A3 para advogados que atendem Acordos de Cooperação Técnica (ACTs)

Para acessar o Portal de Atendimento (PAT) os advogados precisarão ter o certificado digital ICP-Brasil A3.

21 de maio de 2024

Do Deepfake ao ChatGPT: como a evolução tecnológica está influenciando as fraudes e golpes que vemos hoje?

Os golpes, de falsificação de identidade bancária a investimentos fictícios e golpes românticos, são cada vez mais diversificados

20 de maio de 2024

Contato Seguro une forças com a DOC9 para trazerem mais segurança aos abrigos do Rio Grande do Sul

Contato Seguro une forças com a Doc9 para trazerem mais segurança aos abrigos do Rio Grande do Sul. Essa parceria é essencial para enfrentar o momento difícil que o estado está passando devido às enchentes.

20 de maio de 2024

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Reconhecimento facial: a nova fronteira de segurança em meio aos desafios dos Deepfakes

A capacidade dos deepfakes de imitar e falsificar identidades compromete diretamente a eficácia do reconhecimento facial

20 de maio de 2024

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Veja como monitorar o seu CPF, evitar que ele seja usado em fraudes e como agir caso seu uso indevido ocorra

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) serve para identificar o contribuinte junto à Receita Federal e pode ser usado para fazer compras, abrir contas e outras transações financeiras. Por isso, o documento é muito visado pelos criminosos.

Você já recebeu cobranças de compras que nunca fez? Ou recebe comunicações de que seu nome foi negativado devido a despesas que você não reconhece? Se você está se perguntando “como saber se estão usando meu CPF indevidamente”, saiba que esses são fortes indícios desse mau uso.

Diariamente, ocorrem milhares de tentativas de fraude no Brasil. Para quem foi roubado, isso significa ter que lidar com cobranças, regularizar o nome negativado e empregar um enorme esforço e paciência para limpar sua reputação no mercado, devido a uma dívida que nem foi a pessoa que fez.

A boa notícia é que há meios de saber se o documento está sendo usado de forma indevida, por meio dos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SPC. 

Neste artigo, você descobre como saber se estão usando meu CPF indevidamente e como evitar esse tipo de problema. Confira!

Entenda o que é ter o “nome limpo” 

Ter o nome limpo é sinônimo de não estar cadastrado nas listas de negativados das empresas de proteção ao crédito. Isso pode acontecer devido algum atraso ou não pagamento, e para tentar reaver a dívida e informar para outras empresas que a pessoa não é boa pagadora, a empresa envia os dados do consumidor a esses órgãos.

A empresa pode enviar os dados do consumidor um dia após o não pagamento. Porém, a maior parte das empresas e bancos atuam com prazos de 15, 30 ou 60 dias para acusarem a inadimplência. 

O consumidor que tem seu nome na lista de negativados dos órgãos de proteção ao crédito encontram dificuldades e podem até ser impedidos de pedir empréstimos, fazer certas compras ou adquirir um cartão de crédito. 

Principais vantagens de ter o nome limpo

O nome de alguém é seu maior patrimônio. Por isso, é fundamental manter seu CPF limpo e seguro para continuar sendo visto de maneira positiva no mercado. Isso porque, quem possui dívidas registradas em seu CPF pode ser impedido de realizar diversas ações.

Há muitos casos no qual a Pessoa Física nem sabe que seu nome está sujo, em especial em casos de fraudes ou uso indevido do seu documento. Por isso, é essencial acompanhar a situação do cadastro para poder continuar aproveitando benefícios como:

Liberdade financeira

Ter liberdade financeira é não possuir restrições para fazer o que você quiser com seu dinheiro. Ou seja, é poder se organizar de diversas formas para realizar seus sonhos e objetivos pessoais, profissionais ou familiares.

Dessa maneira, você pode honrar com seus compromissos e contas fixas, e usar o valor restante da maneira que preferir. Ou seja, você pode planejar uma viagem, investir, adquirir um veículo ou imóvel ou mesmo aproveitar aquela pizza.

Histórico de bom pagador

Você já conhece o Cadastro Positivo? Este recurso guarda o histórico de todos os pagamentos que você realiza e confere pontos conforme você paga em dia ou não. 

Quanto mais alta sua pontuação, mais vantagens você terá. Com esse registro, é possível:

  • Demonstrar que o endividamento aconteceu por um imprevisto;
  • Manter o acesso a crédito no mercado;
  • Juros mais baixos;
  • Vantagens no financiamento de empréstimos;
  • Melhores prazos de pagamento;
  • Negociação de dívidas;
  • Melhores taxas;
  • Melhores condições de pagamento.

Menos stress e mais saúde

Dívidas causam estresse e acabam ocasionando problemas de saúde, como úlceras, insônia e aumento da pressão arterial. A melhor maneira de evitar esse tipo de problema é buscando regularizar sua situação junto aos órgãos de proteção ao crédito.

Mais acesso a crédito

Estar com o nome limpo ajuda a aumentar suas chances de ter o pedido aprovado quando for solicitar um serviço de crédito junto a uma instituição financeira. 

Não possuir restrições é uma forma de dizer às instituições que não é arriscado conceder crédito a você. Isso traz facilidades como:

  • Obter um cartão de crédito;
  • Emitir cheques;
  • Realizar financiamentos;
  • Obter empréstimos com juros reduzidos.

Como saber se estão usando o seu CPF indevidamente

A maneira mais eficaz como saber se estão usando meu CPF indevidamente é fazendo consultas regulares ao documento. O hábito de checar regularmente te ajuda a se resguardar e contatar as instituições financeiras ou empresas antes de ser negativado de forma indevida.

Por meio de serviços antifraude, você pode receber alertas sempre que:

  • Seu CPF for consultado para empréstimos ou compras;
  • Uma empresa for aberta usando seu CPF;
  • Seu nome estiver próximo de ser negativado;
  • Seu nome for retirado da lista de inadimplência.

Como saber se alguém abriu uma conta no seu nome

Um dos principais usos que pessoas mal intencionadas podem fazer de seu CPF é abrir uma conta em uma instituição financeira. Por isso, é importante monitorar e saber se estão usando seu CPF indevidamente.

Para consultar bancos nos quais você tem conta, empréstimos, operações de câmbio e chaves PIX em seu nome, é possível usar recursos disponibilizados pelo Banco Central do Brasil (BACEN) e pelos órgãos de proteção ao crédito. 

Abaixo, você confere mais sobre esses recursos:

Aprenda a monitorar o CPF

Registrato

Registrato é uma plataforma do Bacen que possibilita que o cidadão monitore o uso de seu CPF, mapeando aberturas de contas, empréstimos e outros. O serviço é gratuito. Basta utilizar uma Conta gov.br, nível prata ou ouro para acessar o sistema.

Serasa

Por meio do Serasa, é possível solicitar uma lista de quem consultou seu CPF nos últimos 24 meses. Se você não reconhecer uma consulta que possa indicar risco, deve entrar em contato com a empresa que verificou o documento e solicitar detalhes.

O cadastro é gratuito, mediante a criação de uma conta de acesso.

Serasa Premium

Já o Serasa Premium permite que você receba alertas sempre que uma consulta for realizada em seu CPF. A ferramenta também possui uma funcionalidade que permite bloquear as consultas ao Serasa Score, o que também é uma forma de evitar fraudes.

O serviço é pago e custa R$ 19,90 por mês, no plano mensal, ou R$ 169,90, no plano anual. Para fazer o cadastro, é preciso criar uma conta de acesso.

SPC Consumidor

Também é possível acompanhar seu CPF e a nota de seu score por meio do SPC Consumidor. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente por meio da Apple Store e Play Store. O serviço é gratuito, mediante a criação de uma conta de acesso.

SPC Avisa

Por meio do SPC Avisa é possível monitorar seu CPF por meio de alertas sobre qualquer alteração, consultas feitas por empresas ou mudanças na nota do score. O serviço é gratuito por 30 dias. Após esse período, a assinatura passa a custar entre R$9,90 mensais a R$209,90, no plano anual mais completo.

O que golpistas fazem com o CPF?

Com dados como o número de CPF, golpistas conseguem solicitar empréstimos, abrir contas em instituições financeiras ou fazer compras em seu nome. Isso tudo pode fazer com que a vítima fique com o nome sujo após a fraude.

Tendo pendências no CPF, a vítima terá dificuldades para conseguir crédito no mercado, como empréstimos e financiamentos.

Como este é um documento fundamental para a identificação dos cidadãos diante dos órgãos, instituições financeiras e outras, os golpistas buscam obter essa informação para adquirir coisas e obter vantagens ilícitas.

Abaixo, você confere uma lista do que golpistas fazem com o CPF e outros dados pessoais. Veja só:

Golpistas podem cometer fraudes com seu CPF

Fraudes são atos de má-fé que visam enganar outra pessoa ou deixar de cumprir com obrigações e deveres. Além disso, esse termo é utilizado para falar sobre o uso indevido de marcas e documentos de empresas e pessoas físicas.

Quando um CPF é fraudado, possivelmente o golpista irá agir de má-fé e tentará criar dívidas em seu nome. 

Por exemplo: é comum que as seguintes situações ocorram com uma vítima de fraude:

  • Cobranças de dívidas que a pessoa não contraiu;
  • Ligações de instituições financeiras cobrando dívidas que a pessoa desconhece;
  • Ficar com o nome negativado devido a essas dívidas desconhecidas.

Golpistas podem abrir contas em instituições financeiras em seu nome

Outra situação comum é a abertura de contas em instituições financeiras usando o nome da vítima de fraude. Com isso, os golpistas tentam usar o crédito que a vítima possui junto à instituição para gerar dívidas ou usam a conta para movimentar o dinheiro de atividades ilícitas, como lavagem de dinheiro ou tráfico de drogas.

Toda a movimentação realizada em uma conta em seu nome, mesmo que tenha sido aberta por um golpista, fica registrada em seu histórico, e pode gerar grandes dores de cabeça.

Golpistas podem solicitar cartões de crédito em seu nome

Obter um cartão de crédito não é mais tão difícil quanto era antigamente. Hoje, muitas instituições financeiras possuem limites de crédito pré-aprovados com base nos dados dos clientes e em seu score, por exemplo.

Assim, quando os golpistas conseguem roubar o número de CPF de alguém, conseguem solicitar um cartão de crédito em nome da vítima sem muitas dificuldades. Com ele, conseguem realizar compras e gerar dívidas de valores elevados, que podem levar à negativação do nome da vítima.

Golpistas podem criar contas em redes sociais

Com seus dados, golpistas podem abrir contas em redes sociais para se passar pela vítima. Com isso, podem usar sua imagem para enganar seus contatos e obter os dados deles ou vantagens financeiras, por exemplo.

Redes como Instagram e Whatsapp são os principais canais que golpistas utilizam para obter dinheiro dos contatos das vítimas, que acreditam que estão falando com a pessoa, mas acabam enviando seu dinheiro para os golpistas.

Passei meu CPF por telefone. O que fazer?

Quando a vítima percebe que passou seu CPF por telefone em uma tentativa de golpe, é importante realizar um boletim de ocorrência online ou presencial, fornecendo o máximo de detalhes possível. Fazer essa denúncia é muito importante para se prevenir.

Quando você faz esse tipo de alerta, as empresas que consultarem os órgãos de proteção ao crédito serão informadas sobre a situação. Com isso, poderão solicitar mais dados ou outros documentos para comprovar a identidade do golpista solicitante.

Dessa maneira, quando constatarem a fraude, não liberarão o crédito e evitarão uma enorme dor de cabeça para a vítima.

Como evitar que usem seu CPF indevidamente

Pesquisas relacionadas a “como saber se estão usando meu CPF indevidamente” ou “como proteger meu CPF contra fraudes” são cada vez mais comuns. Mas, a boa notícia é que, com medidas simples, é possível proteger seu documento. 

O primeiro passo é buscar sempre preservar o número do seu CPF. Os golpistas terão mais dificuldades de realizar fraudes se eles tiverem outros dados, mas não seu CPF. Por isso, evite informá-lo ao receber ligações ou quando não houver solicitado um contato, por exemplo.

Também busque consultar seu CPF com frequência. Essas consultas podem ser feitas nos portais dos órgãos de proteção ao crédito, como já listamos acima. 

No portal do Serasa, por exemplo, basta:

  • Clicar em “Consultar CPF grátis”;
  • Fazer seu cadastro;
  • Clicar em “Meu CPF”;
  • Fazer a sua consulta. 

Por meio do sistema, é possível identificar dívidas em seu nome e acompanhar o score de crédito, que é a nota que os órgãos concedem a cada consumidor, e que as empresas avaliam antes de conceder o crédito.

Além disso, tome muito cuidado ao preencher seus dados no ambiente digital, como redes sociais, aplicativos, e-mails, testes e em compras online. Empresas sérias não solicitam seus dados pessoais por telefone, e-mail, WhatsApp ou mensagem, por exemplo.

Dicas para evitar fraudes com o seu CPF

Confira alguns cuidados que você pode tomar para evitar fraudes usando os dados de seu CPF:

Mantenha seus documentos por perto

Quando estiver em alguma loja ou for realizar algum serviço no qual os atendentes peçam para conferir seus documentos, não deixe que eles sejam levados para longe de você, fora de seu campo de visão. Esse cuidado te ajudará a se proteger contra clonagens de documentos.

Desconfie de testes online

Os testes online são muito populares nas redes sociais e costumam viralizar entre os contatos, principalmente nas redes sociais. Porém, muitos desses testes são iscas para golpistas acessarem seus dados. Por isso, evite realizar testes em sites que você não confia, mesmo que os ache engraçados.

Tome cuidado com sites de compra

Antes de realizar uma compra online, é fundamental verificar a confiabilidade do site no qual você está navegando. Busque acessar o site de forma direta, sem usar links de redirecionamento, que podem te encaminhar para sites corrompidos que roubam dados. Também procure pesquisar sobre a reputação da loja antes de realizar a compra.

Fique atento ao descartar documentos que possuem seus dados

Antes de jogar no lixo contas antigas, cartões vencidos, documentos antigos e outros documentos que possuem seus dados pessoais, busque rasgar e picotar tudo que for possível. Evite jogar suas contas sem rasgar em muitos pedaços para evitar que seus dados pessoais vão parar em mãos erradas.

 Monitore seu CPF

Procure acessar com uma frequência mensal ou semanal os portais dos órgãos de proteção ao crédito para consultar seu CPF. Se possível, também busque assinar os serviços de alerta de tentativa de fraude desses mesmos órgãos.

Tenha cuidado com e-mails de alerta

Imagine que você abra sua caixa de e-mail e veja um e-mail em tom de alerta sobre a falta de um pagamento, uma dívida, nome sujo ou um tema relacionado. Em primeiro lugar, não clique em absolutamente nenhum link, imagem ou campo deste e-mail.

Em seguida, busque identificar quem é o remetente do e-mail e entre em contato com a empresa imediatamente. Algumas empresas têm o hábito de enviar cobranças por e-mail, mas o destinatário precisa ser informado oficialmente pelo negócio por outros canais.

Fique atento ao golpe do prêmio

Mensagens de texto avisando que o destinatário recebeu um grande prêmio em dinheiro costumam ser uma tática muito comum para o roubo de dados. 

Normalmente, os golpistas informam que a pessoa ganhou um prêmio e pedem que entre em contato para recebê-lo. Quando a pessoa liga, eles solicitam os dados e os roubam para realizar fraudes.

Apesar de esse tipo de armadilha parecer batida, elas ainda fazem muitas vítimas todos os dias. São milhares de tentativas de fraudes diariamente. Por isso, todo cuidado é pouco ao proteger seus dados pessoais.

Busque manter suas informações online protegidas

Evite utilizar a mesma senha para acessar diversos serviços online e busque redefini-las sempre que possível. Também ative a autenticação de dois fatores para garantir uma camada extra de segurança para seus aplicativos e contas.

Usaram meu CPF. O que fazer? 

Se você for vítima de uma fraude, golpe, roubo ou furto, o mais importante é agir com rapidez. Busque realizar um boletim de ocorrência o mais rápido possível para que todos os órgãos de proteção ao crédito sejam informados.

Além disso, entre em contato com a instituição financeira imediatamente para relatar o ocorrido. Assim, será possível acionar os procedimentos para a proteção da sua conta e as tentativas de recuperação dos valores que possam ter sido transacionados possam ser iniciadas.

Cada instituição financeira possui seu próprio fluxo para lidar com esse tipo de situação. Por isso, é fundamental se informar sobre as medidas que devem ser tomadas pelo seu banco para recuperar, contestar ou ressarcir os valores perdidos. 

Além disso, você pode tomar medidas como:

– Entre em contato com a empresa que concedeu crédito ou que vendeu algo em seu nome para o golpista e explique a situação;

– Se você realizar alguma consulta sobre as movimentações indevidas, procure salvar esse relatório;

– Abra um processo contra a organização em que a fraude ocorreu;

– Se a instituição financeira se recusar a desfazer a operação, mesmo com todos os registros e abertura de processo, procure o Procon ou entre com uma ação judicial para solicitar o ressarcimento.

Conclusão

Ter informações a respeito de como saber se estão usando meu CPF indevidamente é fundamental para proteger o documento da melhor forma possível e evitar fraudes. Para isso, você pode aumentar a proteção ao redor de seus dados online, monitorar seu CPF e manter seus documentos sempre à sua vista.

Além disso, você pode contar com ferramentas como o Whom para manter seus dados sempre protegidos.

Continue acompanhando nosso blog para conferir dicas de como manter suas informações em segurança!

Sobre doc9

A Doc9 é uma das maiores startups de tecnologia jurídica do Brasil. Responsável pelo desenvolvimento de soluções inovadoras para a otimização da rotina jurídica, como o Whom, o primeiro gerenciador de certificados digitais do Brasil.

A Doc9 possui uma plataforma centralizada de serviços como audiências, cálculos e outras diligências, por meio da qual atende mais de 3 mil escritórios e departamentos jurídicos em todo o país.

Nossa missão é tornar a vida mais leve por meio de soluções inovadoras e tecnológicas.

Acompanhe a Doc9 no Site, no Blog nas redes sociais: LinkedIn, Instagram e Facebook.

Leia outros artigos da doc9 publicados no Crypto ID aqui!

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Doc9 e AB2L exploram o futuro do setor jurídico em webinar exclusivo

Quer trabalhar em uma startup? Doc9 abre 4 vagas anywhere office com direito a vários benefícios