Últimas notícias

Fique informado

Futurecom 2023 trará temáticas sobre conectividade, inteligência artificial e universo TIC

25 de julho de 2023

Spotlight

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Sob o tema central “Connecting the Interactions – a era da interação de dados, pessoas e negócios conectados”, evento destacará assuntos relacionados às tecnologias emergentes e sustentabilidade das redes

Há muitas discussões em curso que impactarão vários públicos em 2023 e nos próximos anos.  É com esse olhar que o Futurecom 2023 – maior plataforma de inovação, conectividade e transformação digital da América Latina, que integra diferentes verticais de negócios durante todo o ano – traz para seu grande encontro presencial temáticas fundamentais que irão se conectar com o tema central do evento:Connecting the Interactions – a era da interação de dados, pessoas e negócios conectados”.

Entre as temáticas que permeiam o universo de telecomunicações está a busca pelo novo equilíbrio para a racionalização do uso das redes (com aplicações de Fair Share, Net Fee, Cost Recovery ou Senders-Pay Initiative). Para tanto, a sustentabilidade das redes e (o desejado) compartilhamento de investimentos em infraestrutura trazem diferentes perspectivas, com potencial de mudar as dinâmicas em todo o ecossistema.

Esse debate pretende trazer luz sobre os principais pontos e contrapontos do novo momento do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Entre eles, destacam-se a contribuição das big techs para fundos setoriais de infraestrutura, cobrança de uso de redes, políticas públicas para uma relação mais equilibrada em todo o ecossistema, flexibilização da regulação das telecom, limitação de franquias, inclusão digital e a conectividade significativa diante de novos cenários, além de questões ligadas à neutralidade de rede e evolução do Marco Civil da Internet.

“Redes Privativas – a grande virada de chave para a conectividade das empresas e de cidades mais conectadas e digitais” também terá um amplo debate no evento que será realizado entre os dias 3, 4 e 5 de outubro, no São Paulo Expo. À medida que as necessidades e os desafios de conectividade relacionados à cobertura, capacidade, confiabilidade e controle evoluem, a implantação de uma rede privada tem se mostrado atrativa para todo o ecossistema. No entanto, é urgente a exigência de que os parceiros de soluções de rede privada tenham uma compreensão profunda de seus requisitos de negócios. Com isso, a discussão será em torno das múltiplas possibilidades deste assunto e as tecnologias envolvidas.

Segundo o relatório TIC Domicílios 2022, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), 80% das residências brasileiras têm acesso à internet. Com uma onda crescente de fusões e aquisições de provedores de internet e a participação das grandes operadoras em um mercado onde 71% das casas já estão conectadas via banda larga fixa. Diante desses dados, o que esperar para os próximos anos? 

É preciso debater o “futuro do setor de fibra e banda larga no Brasil”, com abordagens voltadas para Redes Neutras, Consolidação das ISPs e a atuação de grandes operadoras. Não poderia ficar de fora dos temas relacionados às telecomunicações, o Connectivity as a Service e seu poder transformador. O Futurecom levará para o centro das discussões um panorama de crescimento, novos modelos de negócios e o posicionamento das redes de atacado.

Tecnologias emergentes

A tecnologia terá espaço especial nos painéis de debate com temas como a Inteligência Artificial (IA), com demonstrações da evolução das ferramentas de IA a serviço das pessoas e empresas, ao desenvolver melhores produtos e serviços que atendam às dores reais no mundo analógico e digital, com destaque para o verdadeiro potencial da IA, IA generativa, IA Aumentada, Machine Learning, Deep Learning, suas aplicações transversais e como evitar o viés dos dados.

Além de IA, outros temas irão permear as discussões no campo tecnológico: “Professionals of Future: como vencer o gap global de profissionais de TIC e os skills mais desejados até 2025”; “Arquitetura de confiança zero (zero trust), gestão de acesso e a gestão cultural”; “Estratégias data driven: data lake, cooperativa de dados, data space, IoT data driven, data storytelling”; e “Evolução das soluções de EdgeCloud, MultiCloud e (até) o MetaCloud”.

Em áreas verticais, os painéis cobrirão temas como “5G (UR2C), IA e automação na saúde”, onde serão debatidos como as novas tecnologias (robótica, IA e conectividade) são grandes aliadas dos médicos e favorecem a revolução digital na saúde, seja em cirurgia a distância, diagnósticos mais precisos, pesquisa e desenvolvimento de novas drogas e telemedicina.

No Agronegócios, verdades e desafios do agro conectado, digital, mais produtivo e com menor desperdício, abordando as reais necessidades para pequenos, médios e grandes produtores na digitalização do campo. Serão apresentadas soluções em conectividade únicas ou combinadas, além de Internet das Coisas (IoT), sensores, drones e veículos autônomos.

Já em transporte e logística, os modais, a cadeia de suprimentos e a conectividade em um país de proporções continentais trarão luz para temas relacionados, como as apostas, desafios e avanços do setor para a navegação de cabotagem aos pontos de intermodalidade e a rastreabilidade de cargas e insumos.

 “Certamente, faremos um debate rico e bastante abrangente, afinal, os temas escolhidos precisam ser discutidos amplamente, além de trazer iniciativas inovadoras e necessárias para atender a um público ávido por soluções para os principais desafios enfrentados nas mais diversas áreas da economia”, destaca Hermano Pinto, diretor do Portfólio de Tecnologia e Infraestrutura da Informa Markets, responsável pelo Futurecom.Congresso

Durante todo o evento, o congresso reunirá cerca de 800 palestrantes que transmitirão 200 horas de conteúdo para fomentar debates profundos sobre os impactos da tecnologia, inovação e principais tendências nacionais e internacionais nas relações entre telcos, empresas de tecnologia e as diversas verticais, como: indústria, agro, meios de pagamentos e bancos, saúde, educação, entre outros.

O congresso terá três trilhas: Future Congress, Future Payment e Future Gov, com temas sobre arquiteturas e sistemas 5G e 6G, redes óticas e cabos submarinos, cibersegurança, blockchain, token, inteligência artificial, machine learning, deep learning, redes neurais, entre outros. A trilha Future Payment trará discussões centradas na transformação provocada pelas novas tecnologias transacionais, de segurança e de identificação. Não faltarão debates em torno de cross-border payments, open & digital banking, e-wallets, pré-pagos, contactless payment, gateways de pagamentos e plataformas, deep learning, redes neurais. Já em Future Gov, estarão as maiores referências brasileiras e internacionais em painéis que demonstrarão como atender às demandas tecnológicas da Administração Pública e Judiciário brasileiros.
A plataforma Futurecom tem o objetivo de integrar toda comunidade das TICs e fomentar o desenvolvimento socioeconômico. Ao acessar a plataforma, o visitante encontra conteúdo rico nos links Canal Digital, Futurecom Xperience, Minutos Corporativos onde encontra casos de sucesso, entrevistas, podcasts e opinião de especialistas de vários setores da economia.

“Connecting the Interactions” é o tema central do Futurecom 2023

Futurecom 2023 – 3 a 5 de outubro

DÊ UMA OLHADA NOS EVENTOS QUE DIVULGAMOS!

Divulgamos e promovemos os principais eventos de tecnologia importantes para a economia digital que acontecem no Brasil e no Mundo. Confira aqui!

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!