Últimas notícias

Fique informado

Pacientes do SUS terão acesso online a exames e receitas

16 de julho de 2023

Spotlight

Entenda o Incidente de Segurança no Siafi que fez o Tesouro exigir a autenticação exclusivamente com Certificados Digitais ICP-Brasil

No Siafi os certificados ICP-Brasil vão conferir Integridade, autenticidade, conformidade, confidencialidade, disponibilidade, legalidade e irretratabilidade.

22 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Plataforma desenvolvida pela Rede Ebserh será adotada progressivamente em todo o Brasil

O compartilhamento do histórico de saúde pode ser a diferença para salvar vidas.

Uma das principais dificuldades para um atendimento mais ágil e seguro pelo SUS é o acesso ao histórico do paciente.

Se ele é atendido numa determinada UBS e depois precisa recorrer a um pronto socorro, ainda que estejam localizados na mesma cidade, o atendimento parece começar do zero, o que pode resultar em repetições desnecessárias de exames laboratoriais e medicamentos, entre outros procedimentos.

Agora, essa forma de atendimento quase manual está com seus dias contados.

Os hospitais públicos poderão adotar a plataforma AGHU, desenvolvida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao MEC que administra 41 hospitais universitários federais em todo o país.

Com essa nova tecnologia, o profissional de saúde terá acesso ao histórico do paciente como exames, laudos e receitas, o que possibilitará um tratamento mais eficaz. Por fim, o sistema vai garantir um controle de estoque confiável, além de agilizar a liberação de leitos, dentre outros benefícios.

Segundo a ministra da Saúde, Nísia Trindade, a parceria entre os dois ministérios e a Ebserh terá grande impacto porque beneficiará progressivamente toda a linha de cuidado no SUS, a partir do princípio da integralidade, consolidando informações da atenção primária até a especializada.

Isso garante que cada cidadão tenha todo o cuidado que ele merece nos diferentes níveis de atenção, trazendo assim a sua história e respeitando a sua cidadania. O AGHU é uma tecnologia voltada para reduzir essas desigualdades e garantir o acesso à informação e à saúde, e, também, uma tecnologia que reforça a dignidade de todos os usuários do SUS”, pontuou.

De acordo com o presidente da Rede Ebserh, Arthur Chioro, caso 3 mil hospitais públicos façam adesão ao AGHU, será possível uma economia para estados e municípios na ordem de R$ 3 bilhões, e outra redução de custos de R$ 2 bilhões nos próximos cinco anos apenas em relação ao montante necessário para implementação de um sistema similar. No campo da manutenção, a economia seria de cerca de R$ 1 bi em 5 anos, estimando uma adesão de 600 hospitais por ano, dadas as manifestações de interesse.

Estamos falando de maior eficiência do gasto público, em que a economia gerada pode ser reaplicada na melhoria do atendimento de saúde para a população. Outro ponto importante é que o AGHU permite controle detalhado de estoque dos hospitais.

O gestor pode saber a quantidade necessária, identificar carência de produtos e insumos, e assim ir controlando medicamentos de alto custo até a beira do leito, com diversos níveis de monitoramento passíveis de serem desenvolvidos e aplicados”, ressaltou.

Outro exemplo significativo citado por Chioro é que as receitas médicas passarão a ser legíveis. “Toda vez que um paciente for a uma unidade do SUS, precisando de medicamento ou for a uma farmácia, ele poderá ter toda a informação no seu celular”, afirmou.

O documento assinado entre as instituições prevê a instituição de um Comitê Estratégico do AGHU, que ficará responsável pela orientação quanto às diretrizes gerais de desenvolvimento e disseminação do aplicativo.

O diretor de Tecnologia da Informação da Rede Ebserh, Giliate Coelho, ressaltou a importância da parceria que traz como valor concreto a solidariedade na gestão da saúde pública do país. “Pela primeira vez em sua história, o SUS contará com um prontuário eletrônico hospitalar gratuito que possibilitará a informatização de milhares de hospitais no Brasil, melhorando não só o cuidado ao paciente, mas também a eficiência da gestão pública“, finalizou o diretor.

Sobre a Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 41 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) ao mesmo tempo que apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas e inovação.

Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh

GOVERNO E TECNOLOGIA

Aqui no Crypto ID você acompanha as principais ações do Governo Brasileiro e de outros Países relacionadas a privacidade, proteção de dados, serviços eletrônicos, formas de autenticação e identificação digital e Cibersegurança.

Acesse agora e conheça nossa coluna GovTech!

Banner Saúde