Últimas notícias

Fique informado

CESAR lança posicionamento sobre as transformações provocadas pela IA Generativa

19 de maio de 2023

Spotlight

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

A Transformação Digital do Mercado Imobiliário: Blockchain, Moedas digitais, Cartórios e o Futuro

A tecnologia blockchain tem despertado interesse devido ao seu potencial disruptivo em vários setores, incluindo o setor imobiliário.

8 de abril de 2024

Empresa de Israel traz tecnologia de ponta em cibersegurança para o mercado brasileiro

Com o potencial de crescimento do mercado brasileiro e sua consequente inserção no ambiente digital, os fundadores da Cysfera decidiram trazer as inovações de ponta israelenses ao cenário nacional.

3 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

A instituição investirá R$1,6 milhão em pesquisa aplicada ao tema para acelerar e colaborar com desenvolvimento de metodologias e aplicações

A Inteligência Artificial generativa transformará negócios e mudará a maneira como vivemos, trabalhamos e criaremos software, produtos, serviços, arte, música, conteúdo e muito mais. O crescimento é acelerado.

Segundo dados do PitchBook, em 2022, investidores de capital de risco injetaram ao menos US$ 1,37 bilhão em 78 negócios na área – quase o total aplicado nos cinco anos anteriores. Até 2025, estima o Gartner Group, essa tecnologia será responsável por 10% de todos os dados produzidos no mundo.

Para se consolidar como referência global em pesquisa, experimentação, design, inovação e desenvolvimento de novos casos de uso em IA generativa, o CESAR investirá R$ 1,6 milhão em estudo aplicado ao tema e acaba de lançar o positioning paper A Era da IA Generativa chegou – e transformará tudo.

O material traz a opinião de desenvolvedores, engenheiros de software e designers do CESAR e professores da CESAR School e o posicionamento da instituição em relação às mudanças causadas pela IA generativa, em tecnologias como ChatGPT e Dall-E 2, nas áreas de Design, Educação e Tecnologia, especialmente Desenvolvimento de Software.

O objetivo do CESAR é ser modelo no desenvolvimento de metodologias que possam contribuir para o mercado direcionar seus negócios com mais assertividade.

Entre outras ações, o CESAR promoverá eventos para instigar debates sobre IA generativa, workshops para o ecossistema e o Prêmio de Criatividade com IA, cujos detalhes ainda serão anunciados.

Cursos de extensão e de especialização na área também serão criados, assim como o desenvolvimento de experimentos internos e a produção de whitepapers e artigos científicos.

Semelhante ao papel desempenhado nas últimas três décadas, o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, instituição âncora e parte integrante do Porto Digital, também pretende liderar a educação de uma nova geração para os empregos do futuro, formando estudantes e requalificando profissionais para otimizar suas perspectivas para novos papéis resultantes do progresso tecnológico.

“Somos um grande laboratório de projetos que envolvem IA e temos pesquisadores de alto nível, por isso vimos urgência em nos debruçarmos sobre o tema, estudá-lo e propormos uma análise a respeito de como podemos lidar com o assunto”, diz Eduardo Peixoto, CEO do CESAR.

“Sabendo que haverá novas formas de desenvolver software, pretendemos ser uma instituição referência no ensino dessas novas abordagens e na formação dos profissionais do futuro. Para isso, vamos usar a nossa experiência para desenvolver metodologias para que outras empresas e instituições possam descobrir como mudar seus próprios negócios”, comenta.

O CESAR vem conduzindo uma série de estudos e experimentos com o intuito de ajudar empresas a desenvolverem suas capacidades de adotar novas tecnologias.

Para isso, diversas análises estão sendo feitas, como os impactos dessas inovações sob a produtividade no desenvolvimento de software em educação ou no design, por exemplo.

“Nosso objetivo é nos anteciparmos para ajudar na educação desta nova sociedade. Acreditamos que haverá esta grande mudança e que será necessário repensarmos muitos aspectos das nossas vidas”, avalia César França, head de Conhecimento do CESAR.

“Temos uma equipe exclusiva e dedicada a estes estudos, tamanha relevância enxergamos no assunto. Além delas, há diversas outras pessoas no CESAR nos prestando suporte também e estamos convidando todo o ecossistema do Porto Digital para contribuir conosco. O uso de IA no desenvolvimento de software é a nova grande revolução que viveremos, e o Centro espera ajudar empresas e a sociedade a extrair o que há de melhor nessa tecnologia”, diz César França.

Papel central

Em um futuro próximo, cada vez mais programadores e designers do mundo se tornarão nativos da IA generativa, e o CESAR quer desempenhar um papel integrante para pesquisar, entender e educar mais pessoas sobre isso.

“Do ponto de vista de nossas três principais áreas de foco no CESAR – ensinando novos alunos, retendo profissionais antigos e conduzindo projetos de pesquisa, design e inovação (RD&I) para pequenas e médias marcas de todo o mundo – estamos focados diretamente em testar novas maneiras de aumentar a produtividade, unindo humanos e máquinas, para gerar ou reiterar o design, o conteúdo e o código”, afirma Eduardo Peixoto.

Baseadas em grandes modelos de linguagem – LLMs (Large Language Models), que são algoritmos de aprendizagem profunda (deep learning), as IAs generativas são capazes de criar novos dados e conteúdos originalmente.

“A IA Generativa desempenhará um papel central em nossos cursos avançados em tecnologia digital para o empreendedorismo e em nosso trabalho de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Trabalharemos para acelerar o conhecimento tecnológico, desenvolver novas abordagens e acelerar a produção de inovação para os clientes”, conclui o CEO do CESAR.

Sobre o CESAR

O CESAR é um centro de inovação que há 26 anos transforma pessoas e impulsiona organizações, potencializando suas estratégias digitais.

Por meio de um time diverso e multidisciplinar de mais 1100 colaboradores, desenvolve soluções com qualidade e impacto para os negócios, articulando talentos e conhecimento nos ecossistemas nos quais estão inseridos.

Atua ao longo de todo o ciclo de inovação, desenvolvendo soluções que apoiam organizações em qualquer nível de maturidade digital que se encontre.

A organização faz parte do Porto Digital – parque que agrega no Recife mais de 350 empresas dos segmentos de Tecnologia da Informação e Comunicação e Economia Criativa.

Também administra a CESAR School, escola de inovação criada com a finalidade de capacitar profissionais para as novas demandas de um mercado cada vez mais disruptivo.

O impacto comercial da IA generativa será lento, depois lento e depois grande

Explorando a Evolução e Importância da IA Generativa

CESAR School é a melhor instituição de ensino superior de Pernambuco, de acordo com avaliação do MEC

Acompanhe os principais conteúdos sobre Inteligência Artificial!