Últimas notícias

Fique informado

Como é possível governar sem papel? Entenda a transformação digital no governo brasileiro

18/12/2019

Tecnologia já ajuda administrações de cidades a reduzir despesas e agilizar o atendimento da população devido a transformação digital

O setor público brasileiro vive um momento de despertar para a transformação digital. Este ano, o governo federal anunciou que mais 1.000 serviços públicos serão digitalizados nos próximos dois anos. Até dezembro, praticamente metade da meta estava batida. Estão liberadas operações como pedidos de aposentadoria, licença maternidade, carteira de trabalho digital e carteira de vacinação internacional. A equipe econômica calcula que, ao oferecer digitalmente os benefícios, a economia para os cofres públicos pode chegar a R$ 345,42 milhões, principalmente com a redução do uso de papel.

Grandes cidades de três estados do país já diminuíram o uso de papel em seus governos, utilizando tecnologias que permitem digitalizar processos e documentos. Aracajú (SE), São  Bernardo do Campo (SP) e Vitória (ES) têm juntas quase 2 milhões de habitantes que já se beneficiam direta ou indiretamente por essa nova forma de se fazer gestão pública: combinando com o digital, mais agilidade de atendimento ao cidadão, o uso otimizado do dinheiro público e maior preservação do meio ambiente. Confira como isso foi feito:

Aracajú (SE)

Utilizando a plataforma da 1Doc, a prefeitura de Aracajú (SE) agilizou o atendimento à população e poupou mais de R$250 mil com papel. Desde maio, mais de 650 mil habitantes do município são diretamente impactados com os serviços. A estimativa é que, ao digitalizar todos os processos da gestão pública, a administração municipal economize mais de R$ 190 mil por mês com a redução de compra de papel.

A medida deve ainda poupar mais de 150 árvores e 11,5 milhões de litros de água por mês. A 1Doc é uma plataforma digital em nuvem da Softplan que auxilia os servidores públicos a organizar o trabalho, se comunicar melhor e atender as demandas da população com maior eficiência, transparência e engajamento.

São Bernardo do Campo (SP)

Em São Bernardo do Campo (SP), com cerca de 830 mil habitantes e o 16º PIB do Brasil, a desburocratização começou em 2016, com a contratação da Softplan pela prefeitura para a digitalização de serviços e processos. Hoje, a cidade conta com mais de 200 serviços digitais disponíveis para o cidadão, 190 mil processos digitais cadastrados no sistema desde sua implementação e uma economia de 3,2 milhões de folhas de papel.

A digitalização facilita a interação dos cidadãos com a prefeitura, tirando a necessidade de irem aos balcões, e, ao mesmo tempo, melhorando a eficiência do órgão público para que ele possa responder às demandas da população.

Vitória (ES)

Já a prefeitura de Vitória (ES) inovou ao implementar a certificação digital no atendimento de saúde. A tecnologia está disponível em toda a rede de saúde pública da capital capixaba. Com as soluções desenvolvidas pela BRy Tecnologia, empresa que atua no mercado de certificação digital, o município economiza cerca de dois milhões de folhas por ano.

Em 2019, a média mensal de documentos assinados digitalmente pelos médicos e farmacêuticos de Vitória é de 390 mil, incluindo prontuários, receitas, exames e atestados.  A solução também reduziu o prazo de entrega de exames, que passaram de 30 dias para uma semana, além de evitar a fraude de atestados.

A digitalização de processos é o primeiro passo da transformação digital no setor público. Após ter um processo digital já estruturado, pode-se partir para níveis mais altos de uso da tecnologia, como a aplicação da Inteligência Artificial ou de Blockchain. O que pode ser pensado para cada tipo de serviço dentro de um mesmo órgão.

Fontes:

  • Jéferson Castilhos, fundador da 1Doc

  • Moacir Marafon, sócio fundador e diretor executivo da Softplan

  • Carlos Roberto Del Rolt, fundador da BRy Tecnologia

Câmara dos Deputados debate importância da ICP-Brasil para digitalização segura de processos 

Criação de Partido expõe a excesso de burocracia e o atraso da Transformação Digital no país

Governo Federal lança carteira estudantil digital e gratuita