Últimas notícias

Fique informado

Como manter suas criptomoedas seguras em 2024

11 de dezembro de 2023

Spotlight

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

As criptomoedas estão mais populares do que nunca. No entanto, não adianta ter criptoativos e mantê-los sob o risco de um golpe, enviar para a pessoa errada ou até esquecer como acessá-los. E, embora esses dois últimos exemplos pareçam um pouco tolos, são algumas das maneiras mais comuns de as pessoas perderem suas criptomoedas.

Mas as criptomoedas são construídas para serem muito seguras. Não por acaso, são usadas em diferentes indústrias, especialmente entretenimento e cassinos online. Mas isso só é uma garantia se você seguir algumas das melhores práticas de cibersegurança discutidas neste artigo.

Golpes de criptomoedas podem estar disfarçados como sites reais. Eles vêm em várias formas, variando de bolsas cripto e cassinos online a plataformas de jogos pelas quais você pode comprar itens no jogo com moedas digitais próprias. Em alguns casos, os sistemas são configurados para roubar as informações da sua conta de criptomoedas. Não caia nessa.

Em vez disso, você deve confirmar se o site ao qual está prestes a vincular sua conta cripto é confiável. Isso é especialmente importante quando você está comprando tokens novos, recém-lançados ou ainda em pré-venda. 

Há uma grande seleção de novas criptomoedas para quem procura investir em algo relativamente desconhecido, esperando que seja o ‘próximo Bitcoin’. Mas a indústria cripto é conhecida por projetos cujos fundadores desapareceram rapidamente, deixando os investidores sem nada. Sempre pesquise sobre a equipe por trás da startup antes de comprar um ativo em pré-venda.

Chaves privadas são as senhas para suas criptomoedas. São códigos alfanuméricos longos gerados pela sua carteira cripto e usados para gerar sua chave pública. A tecnologia de criptografia exige que você forneça essas chaves para provar a propriedade dos ativos e autorizar uma transação.

Esse papel das chaves privadas é a base da frase comum no mundo cripto: “Não são suas chaves, não são suas moedas”. Isso porque estar na posse das chaves privadas de uma carteira de criptomoedas concede ao titular total autonomia sobre os fundos cripto.

Como tal, assumir a autogestão de suas chaves privadas implica que você deve ser capaz de proteger as chaves privadas da sua carteira. Isso significa não confiar a tarefa a um terceiro, como uma exchange ou serviço de carteira online.

O que isso significa

Autogestão não significa que seus criptoativos estão diretamente em sua posse. Em vez disso, significa que você está assumindo total responsabilidade por proteger suas participações cripto na posse do provedor da carteira de autogestão. Provedores comuns de carteiras de autogestão incluem MetaMask e Binance Chain Wallet. Em contraste, carteiras custodiais assumem controle de suas chaves privadas em seu nome. Exemplos de tais carteiras incluem a conta regular da Binance, Binance Custody, Blockchain.com, etc.

No contexto de jogos de azar online, ao assumir a autogestão de suas chaves privadas, os jogadores garantem que só eles têm acesso e controle sobre seus fundos. Isso reduz riscos de uso não autorizado, o que é importante para transações de jogos de azar quando a mitigação de riscos é uma preocupação.

Os registros em blockchain são irreversíveis. O que implica que transações feitas para o endereço errado não podem ser revertidas.

Portanto, para proteger suas moedas dessas perdas, você deve fazer verificações duplas antes de autorizar qualquer transferência. Ademais, é aconselhável copiar e colar o endereço de destino para minimizar a probabilidade de erros. Ao fazer isso, você também deve verificar se há espaços em branco antes e depois do endereço ao colar.

Após colar o endereço com sucesso, verifique manualmente e confirme se o endereço correto foi copiado. Essa verificação ajudará a proteger seus fundos contra malwares sequestradores de criptomoedas, usados por golpistas para substituir endereços copiados pelos deles.

Cuidado nunca é demais

Carteiras frias são dispositivos físicos de hardware que armazenam suas chaves privadas offline, ou seja, sem conexão com a internet.

Com carteiras de hardware, você precisará conectá-las fisicamente em uma interface ou computador para efetuar transações. Este recurso ajuda você a acessar suas moedas cripto sem expor suas chaves privadas à rede da internet.

Armazenar suas criptomoedas em carteiras frias é, sem dúvida, um método seguro para proteger seus ativos cripto. Ele o protege de inúmeras ameaças, como centralização, vírus/malware de computador, hacks de computador, etc.

Uma carteira de hardware protege suas chaves privadas e, por extensão, suas criptomoedas de praticamente todas as ameaças de segurança online. Mas isso também significa que, se ela cair nas mãos erradas, eles terão acesso a todos os seus fundos cripto. Portanto, é aconselhável manter sua carteira fria segura e protegida o tempo todo. Se você decidir manter a maior parte de suas participações cripto em uma carteira de hardware, considere mantê-la em um cofre.

Não procure por um aplicativo cripto diretamente na loja de apps

O motivo deste aviso é que numerosos golpistas se esforçam ao máximo para desenvolver e carregar réplicas exatas de seus aplicativos cripto favoritos nas lojas de apps. Eles até povoam esses aplicativos com avaliações e comentários para garantir que você não desconfie. Se você transferir seus fundos para esses aplicativos, pode se despedir deles.

Em vez disso, procure o aplicativo cripto no site oficial da plataforma. Dessa forma, você tem certeza de que está baixando o site original, pois você receberá um link de download diretamente no site. Ou um link que o redireciona para o aplicativo autêntico da plataforma na loja de aplicativos.

Habilitar a autenticação de dois fatores em seus dispositivos cripto adiciona uma camada extra de segurança caso seu nome de usuário e senha caiam em mãos erradas. O 2FA garante que seu dispositivo autorize a ação antes que sua conta cripto possa ser acessada.

Outras medidas de segurança incluem usar uma VPN e um firewall ao acessar Wi-Fi público ou sites em geral. Ambos protegem seu dispositivo de ser hackeado por golpistas porque, quando um hacker ganha acesso ao seu dispositivo, as chances de acessar sua conta cripto e outras informações valiosas são muito altas.

Um firewall bloqueia especificamente todo o tráfego não solicitado de alcançar seu computador pela internet. Usar uma VPN o torna anônimo e permite que você acesse a internet de forma privada, garantindo que espiões não roubem suas criptomoedas e outras informações valiosas.

Manter suas criptomoedas seguras em 2024 começa com você. Portanto, você deve assumir a responsabilidade por verificar a autenticidade dos sites que visita, assumir a autogestão de suas chaves privadas, realizar verificações duplas minuciosas e usar medidas de segurança avançadas quando aplicável. Não seja pego desprevenido!

Leia outros artigos sobre Criptomoedas, Criptoativos e Tokenização aqui!

Cadastre-se para receber o IDNews e acompanhe o melhor conteúdo do Brasil sobre Identificação Digital! Aqui!

TAGS

jogos