Últimas notícias

Fique informado

Empresários de Tecnologia da Informação vão ao Congresso para entregar propostas do setor

12 de março de 2020

Spotlight

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Crise? Não no mercado de Tecnologia da Informação!

Cresceram tanto a procura por pós-graduação na área quanto a

1 de abril de 2016

Gerando mais de 620 mil empregos diretos, apesar da falta de mão-de-obra qualificada, a área de Tecnologia da Informação (TI) brasileira vai na contramão da crise econômica do país

O setor é responsável por 1,6% do PIB, apresenta um crescimento na folha salarial dos empregados (que recebem 2,2 vezes mais do que a média nacional) e cresceu 14,3% entre 2010 e 2015, além de promover inovação e aumento da eficiência na economia através da produtividade.

Representados pela Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), empresários de TI vão à Câmara dos Deputados, às 17h, a fim de entregar propostas demandadas pelo setor de TIC (Tecnologia da Informação e da Comunicação) ao Congresso Nacional.

As proposições variam entre projetos que defendem políticas públicas para startups, taxação de menos imposto para o setor, incentivo à adoção da Inteligência Artificial (IA) e outras pautas.

Visando melhorar o ambiente de negócios para o surgimento de novas empresas inovadoras e disruptivas, uma das propostas do setor é a aprovação do Marco Legal das Startups. A criação de uma legislação específica para facilitar a atração de investimentos, reduzir barreiras e aumentar a segurança jurídica de quem investe é algo que, na avaliação dos empresários de Tecnologia da Informação, é essencial.

Outra proposta que visa melhorar o ambiente de negócios e a produtividade de TIC do Brasil passa pelo uso da Inteligência Artificial.

Na visão da Assespro, o uso dessa nova tecnologia significa produzir em maior quantidade sem abrir mão da qualidade, além de tornar as empresas mais competitivas global e localmente. Outro aspecto relevante é o fomento à pesquisa e o desenvolvimento da IA pelas universidades e institutos de pesquisa.

A Assespro também faz proposições relacionadas à Reforma Tributária. As propostas que estão atualmente em discussão, elevam a carga tributária da área de Tecnologia da Informação em 189%. Isto impactaria negativamente o crescimento do setor, enfraquecendo e retirando competitividade das empresas brasileiras.

Por isto, a federação sugere que os tributos que oneram a folha de pagamentos de setores intensivos no “fator trabalho” devam gerar crédito ou serem desonerados (sem transição), visando compensar parte do impacto de Imposto sobre Valor Adicionado proposto; bem como a instituição de uma alíquota diferenciada para o setor de software e serviços de informática.

Propostas:

Startups e Capital Empreendedor

Reforma Tributária

Dados Pessoais tecnologia

Bloqueio de Apps

Inteligência Artificial

Licitações

ICMS x ISS

Serviço: Lançamento da Agenda Legislativa Assespro 2020

Dia: 11/03 tecnologia 

Local: Plenário 4 da Câmara dos Deputados, Pça. Dos Três Poderes, Brasília-DF

Horário: 17h tecnologia

Segurança de Informações para a consumerização segura de tecnologias da informação

Assespro aproxima-se do Governo Federal para promover avanços no setor de tecnologia

Em cinco anos o setor de TI irá demandar mais de 420 mil novos profissionais

Aqui é o melhor para se informar sobre Tecnologia da Informação! 

  Explore outros artigos!