Últimas notícias

Fique informado

Por que o Brasil ainda conta com alto volume de ciberataques?

1 de dezembro de 2023

Spotlight

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Ano após ano, o Brasil vem sendo cenário de uma batalha invisível no universo cibernético que leva a bilhões de reais em prejuízos

Cristiano Ribeiro de Souza, gerente de TI da Microservice

Ano após ano, o Brasil vem sendo cenário de uma batalha invisível no universo cibernético, mas que leva a bilhões de reais em prejuízos.

Os ciberataques são uma ameaça cada vez mais constante e danosa, afetando empresas, órgãos governamentais e até mesmo cidadãos comuns.

O Relatório do Cenário de Ataques Cibernéticos da Tenable mostra que, só no Brasil, cerca de 112 terabytes de dados foram expostos em 2022, o que torna o país com maior volume de vazamento no mundo, representando 43% do total de dados expostos.

O documento ainda mostra que 800 milhões de registros foram vazados devido a bancos de dados desprotegidos.

Em 2023, a questão que ainda martela na minha cabeça é: por que o Brasil ainda conta com bilhões de ciberataques todos os anos? Mesmo com tanta discussão sobre o assunto, é preocupante que as ameaças persistam e aumentem.

Acredito que, em primeiro lugar, muitos gestores ainda não percebem a gravidade do problema ou subestimam o impacto dos ciberataques, por incrível que possa parecer.

A mentalidade de que “isso nunca vai acontecer comigo” é perigosa e, de certa forma, irresponsável. Qualquer entidade, grande ou pequena, está sujeita a ataques cibernéticos. Ignorar essa realidade é a primeira questão a ser corrigida.

Outro erro comum dos gestores é a falta de investimento adequado em segurança cibernética. Muitas empresas e instituições não alocam recursos suficientes para proteger suas redes e dados.

A segurança cibernética não deve ser vista como um gasto desnecessário, mas sim como um investimento essencial para proteger os ativos da organização e a confiança dos clientes.

Além disso, a falta de conscientização e treinamento em segurança cibernética é um problema persistente. Muitos funcionários não estão devidamente informados sobre as práticas seguras na internet e podem se tornar intermediários de ataques, devido à falta de cuidado e atenção. A educação e a conscientização são elementos-chave na proteção contra ciberataques.

E afinal, quais são as principais soluções para combater essa epidemia de ciberataques?

Já que concordamos que a falta de conscientização e educação levam a falhas na segurança, é crucial que gestores estejam cientes dos riscos e das boas práticas de segurança cibernética e eduquem suas equipes. Campanhas de educação e treinamento podem desempenhar um papel significativo na redução dos riscos.

Investir em tecnologias de segurança cibernética de ponta também é fundamental. Isso inclui firewalls, sistemas de detecção de intrusões, antivírus e outras ferramentas de proteção, como backups em nuvem. Essas tecnologias podem ajudar a identificar e mitigar ameaças antes que causem danos significativos.

Por último, a regulamentação e a aplicação da lei desempenham um papel fundamental para afastar o risco de ciberataques.

É necessário que haja leis claras que punam os criminosos cibernéticos e que as autoridades tenham os recursos necessários para investigar e processar esses criminosos.

A segurança cibernética é um desafio constante, mas com esforço e investimento adequados, podemos tornar o Brasil um lugar mais seguro no mundo digital.

Sobre a Microservice

Com três décadas de atuação, mais de 950 clientes e presença em todo o país, a Microservice é uma empresa de tecnologia que oferece serviços e soluções para segurança da informação, backup em nuvem, além de soluções Microsoft. Tem sede em Blumenau (SC) e conta com uma equipe de especialistas que analisam e propõem as melhores tecnologias para otimizar o modelo de negócio  de cada cliente.

Segurança Compartilhada: Uma Estratégia Coletiva para Combater Ataques Cibernéticos no Brasil

Drex: quais são os principais pilares de segurança para a proteção da moeda digital brasileira?

Brasil registra queda de ataques cibernéticos nos primeiros três trimestres de 2023

Crypto ID trilhou um caminho incrível!

Em novembro de 2024 completaremos uma Década De Sucesso!

Desde o seu início, temos sido acompanhados por uma comunidade apaixonada e engajada, que cresce a cada ano. Com dois milhões de seguidores por ano, nossa jornada é marcada por conquistas, inovação e colaboração.

As empresas mantenedoras têm sido pilar fundamental para o nosso crescimento contínuo. Seu apoio nos permite manter a qualidade e a relevância das informações que compartilhamos. Agradecemos a cada uma delas por acreditar na nossa missão e nos ajudar a construir uma comunidade forte e informada.

E não podemos esquecer do nosso excepcional time de colunistas! São eles que trazem insights, análises e opiniões valiosas para os nossos leitores. Com suas vozes únicas, eles enriquecem o conteúdo do Crypto ID e nos ajudam a manter a excelência e nem a parceria incrível que temos com a Assessorias de Imprensa que nos fornecem informações atualizadas sobre as empresas que atendem.

À medida que nos aproximamos de mais um aniversário, renovamos nosso compromisso com a segurança digital, a privacidade e a tecnologia. Obrigado a todos que fazem parte dessa incrível jornada!

Juntos trabalhamos por um mundo digital com mais sigilo, identificação, segurança e gestão gerando confiança para que empresas, máquinas e pessoas possam confiar umas nas outras.

CATEGORIAS

Destaques Notícias