Últimas notícias

Fique informado

Financiamento imobiliário digital é aposta dos bancos

27 de fevereiro de 2023

Spotlight

Ricardo Saravalle assume a liderança do Meta Hub de Soluções Digitais

O executivo vai liderar o centro de excelência de soluções

23 de maio de 2024

INSS passa exigir Certificado ICP-Brasil A3 para advogados que atendem Acordos de Cooperação Técnica (ACTs)

Para acessar o Portal de Atendimento (PAT) os advogados precisarão ter o certificado digital ICP-Brasil A3.

21 de maio de 2024

Do Deepfake ao ChatGPT: como a evolução tecnológica está influenciando as fraudes e golpes que vemos hoje?

Os golpes, de falsificação de identidade bancária a investimentos fictícios e golpes românticos, são cada vez mais diversificados

20 de maio de 2024

Contato Seguro une forças com a DOC9 para trazerem mais segurança aos abrigos do Rio Grande do Sul

Contato Seguro une forças com a Doc9 para trazerem mais segurança aos abrigos do Rio Grande do Sul. Essa parceria é essencial para enfrentar o momento difícil que o estado está passando devido às enchentes.

20 de maio de 2024

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

Reconhecimento facial: a nova fronteira de segurança em meio aos desafios dos Deepfakes

A capacidade dos deepfakes de imitar e falsificar identidades compromete diretamente a eficácia do reconhecimento facial

20 de maio de 2024

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Serp vai viabilizar o serviço no País

Concluir um financiamento imobiliário sem sair de casa e em menos de duas semanas é uma realidade que avança em bancos privados do Brasil.

As instituições aumentam seus investimentos em trâmites 100% digitalizados para reduzir o tempo de negociação e a burocracia.

A celeridade do processo deve atingir todos os bancos com a unificação dos cartórios, prevista para ser concluída ainda neste semestre. Pelo Sistema Eletrônico dos Registros Públicos (Serp) será possível acessar de forma remota e eletrônica as informações dos cartórios brasileiros, além de fazer matrículas de imóveis, consultar dados de registros pessoais e cadastrar procurações.

Antonio Linhares, head da V Hub

“Os bancos estão se adaptando para que o processo [crédito imobiliário] deixe de ser físico para ser 100% digital. Atualmente, cerca de 20% dos financiamentos são eletrônicos. Ainda é muito presente a cultura do documento físico”, afirma Antonio Linhares, head da V/Hub, plataforma da Valid responsável pelos contratos digitais de duas das maiores instituições financeiras privadas do país.

Quem pega o crédito imobiliário pelo Bradesco no estado de São Paulo pode assinar o contrato de financiamento, enviar documentos e transferir o imóvel para o seu nome de forma totalmente remota. Por meio de um aplicativo, as partes envolvidas assinam digitalmente e acompanham todo o processo.

José Ramos Rocha Neto, diretor-executivo do Bradesco

Segundo o diretor-executivo do Bradesco, José Ramos Rocha Neto, com a assinatura digital o banco prevê reduzir em até 65% o prazo médio -atualmente estimado em 28 dias na capital paulista- entre a assinatura do contrato, a realização do registro de transferência do imóvel no cartório e o pagamento ao vendedor.

A média nacional para bancos liberarem o financiamento de um imóvel é de 40 dias, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

O Santander afirma que, hoje, todo o processo em suas agências leva em média 12 dias, contados do envio da documentação até a emissão do contrato.

“Inclui aprovação do crédito no mesmo instante; emissão do laudo do imóvel no mesmo dia, realizado por inteligência artificial; e uso de tecnologia de reconhecimento de dados para preenchimento do contrato”, afirma, em nota.

Há três anos oferecendo a contratação do crédito imobiliário de forma digital, o Santander afirma que, agora, está investindo e desenvolvendo ferramentas para digitalizar a assinatura e enviar o contrato aos cartórios.

Sem detalhar dados, o Itaú Unibanco afirma ter “avançado significativamente na digitalização dos produtos e serviços dentro do segmento imobiliário, desde a contratação de um financiamento, que vai da assinatura digital ao registro eletrônico, até o pós-venda”.

Entre os bancos públicos, a Caixa oferece um aplicativo para contratar o financiamento habitacional, desde o cadastro até a aprovação. Segundo o banco, atualmente, 3 milhões de clientes acompanham e gerenciam seus contratos pelo aplicativo.

“A alternativa traz comodidade ao cliente, que poderá acompanhar de perto todas as etapas do seu processo habitacional de forma simples e intuitiva e, se necessário, resolver pendências pelo próprio aplicativo”, diz a Caixa, em nota.

Experiência

O coordenador de engenharia de TI Aristides Messias Junior, 43, assinou seu contrato imobiliário por aplicativo em dezembro do ano passado. Ele comprou uma casa na planta por quase R$ 2 milhões sem assinar um papel físico, correr atrás de documentação ou ir a um cartório.

“Após o time responsável pelo contrato me enviar a documentação, demorou mais a minha parte, que era ler todo o contrato. Depois que fiz essa conferência, a minha assinatura na plataforma foi coisa de segundos”, disse à Folha de S.Paulo.

“Consegui acompanhar todas as etapas do processo e também as assinaturas de todos os envolvidos, houve rapidez para isso”, afirmou Messias Junior.

Cuidados na contratação

O crescimento da contratação digital é limitado para além da cultura do documento em papel. A facilidade esbarra no medo de muitos em usar ferramentas eletrônicas para concluir a maior compra da vida.

O equilíbrio entre automatização e humanização é um dos grandes desafios para o setor, admite Linhares. “A gente precisa ensinar o cliente a como tirar foto, por exemplo.”

A segurança do sistema preocupa também especialistas em identificação digital. Em 31 de janeiro, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizou, em Brasília, uma audiência pública para discutir a estrutura e o funcionamento do Serp.

Presentes na audiência, associações alertaram sobre uso adequado das assinaturas eletrônicas.

Egon Schaden Júnior, diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD)
Egon Schaden Júnior, diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD)

Segundo o diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), Egon Schaden Júnior, para determinados atos, o uso de assinaturas com certificado digital no padrão da ICP-Brasil é fundamental para garantir a preservação em longo prazo dos documentos e das assinaturas digitais.

Para o presidente-executivo da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB), Edmar Araújo, os agentes podem usar uma infraestrutura já existente, com a presença do Estado brasileiro, em que as entidades se credenciam por meio de processos rigorosos, com os equipamentos utilizados na emissão de certificado digital chancelados pelo Inmetro.

gasolina
Edmar Araújo, presidente-executivo da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB)

“Temos um sistema nacional de certificação digital pronto para ser usado e que vai ao encontro dos anseios de garantir uma transação moderna, descomplicada, conveniente e, acima de tudo, segura no que diz respeito aos registros públicos, inclusive os imobiliários”, afirma Araújo. (Ana Paula Branco/Folhapress)

Instituições estimam alta de 8,3% nas operações

As projeções feitas pelos bancos sobre o mercado de crédito apontam ligeira melhora para este ano – agora é esperada alta de 8,3% em 2023 ante 8,2% em dezembro de 2023, revela a Pesquisa Febraban de Economia Bancária e Expectativas, que é realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) a cada 45 dias, logo após a divulgação da Ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). O aumento ocorre devido à expectativa de maior crescimento do crédito direcionado (+8,4% ante +7,7% da pesquisa em dezembro).

O levantamento captou melhora da estimativa para a expansão do crédito direcionado tanto para a pessoa física quanto jurídica. A projeção para a carteira do crédito direcionado pessoa física passou de 8,6% para 9,2%, enquanto para a carteira pessoa jurídica, a projeção subiu de 5,8% para 7,1%.

Rubens Sardenberg, Diretor de Economia, Regulação Prudencial e Riscos da Febraban

No caso da carteira direcionada, uma explicação possível é a possibilidade de termos uma maior atuação dos bancos públicos no novo governo no mercado de crédito”, analisa o diretor de Economia, Regulação Prudencial e Riscos da Febraban, Rubens Sardenberg. “Outra possibilidade, que não é contraditória com a explicação anterior, é que a elevação dos juros no mercado livre e um desempenho mais fraco do mercado de capitais podem aumentar a demanda por recursos no segmento direcionado de pessoa jurídica”, complementa.

Por outro lado, acrescenta Sardenberg, houve redução na projeção para o crédito livre, de alta de 8,6% para crescimento de 8,2% em 2023. A revisão foi mais relevante na carteira pessoa física, cuja projeção recuou de alta de 10,1% para 8,7%. “Há uma expectativa de desaceleração econômica devido à inflação elevada, juros altos e um cenário externo mais desfavorável, ainda com muitas incertezas, afirma.

Pela primeira vez, a pesquisa coletou projeções para o crédito em 2024. A média das projeções para a expansão da carteira total ficou em 7,4%, o que aponta para a continuidade do movimento de acomodação do crescimento do crédito.

A Pesquisa Febraban, realizada com 19 bancos entre 8 e 14 de fevereiro, reúne as percepções das instituições financeiras sobre a ata da reunião do Copom, do Banco Central e as projeções para o desempenho das carteiras de crédito no ano corrente e no próximo. 

Fiscal e Selic – O levantamento captou um certo pessimismo em relação à política monetária, com novo adiamento das expectativas quanto ao início da flexibilização. Agora, apenas 38,9% acreditam em queda da Selic no terceiro trimestre (ante 75% em dezembro). Por outro lado, 55,5% esperam que isso ocorra apenas a partir do quarto trimestre deste ano.

A mediana das expectativas projeta agora que a taxa Selic ficará estável em 13,75% ao ano ao menos até setembro. Na edição de novembro de 2022 da pesquisa, os analistas consultados projetavam queda já em junho.

Câmbio e PIB

Para o câmbio, a expectativa é de que se mantenha próximo de R$/US$ 5,30 até o final do 3º trimestre de 2023.

Em relação ao Produto Interno Bruto, a maioria dos participantes (55,6%) avalia que a atividade econômica irá crescer entre 0,5% e 1,0% em 2023. Os demais estão igualmente divididos (22,2%) entre um desempenho inferior ou superior ao do consenso.

Para 2023, um destaque positivo foi a melhora da expectativa para a taxa de inadimplência da carteira Livre, cuja projeção saiu de 4,7% para 4,4%.

Mercado americano- Quanto ao aperto monetário nos EUA, a maior parte dos analistas consultados (61,1%) espera que o Fed eleve os juros mais duas vezes (+0,25 ponto percentual em cada vez), para o intervalo entre 5,0% e 5,25% ao ano, e depois mantenha a taxa até o fim do ano.

Fonte: Diário do Comércio

Serp: segurança do sistema preocupa especialistas em identificação digital

ANCD destaca importância das assinaturas eletrônicas em audiência pública sobre o SERP

Serp, sistema eletrônico dos cartórios brasileiros passa a funcionar em 31 de janeiro de 2023

Em novembro de 2024 completaremos Uma Década De Sucesso!

Crypto ID trilhou um caminho incrível!

Desde o seu início, temos sido acompanhados por uma comunidade apaixonada e engajada, que cresce a cada ano. Com dois milhões de seguidores por ano, nossa jornada é marcada por conquistas, inovação e colaboração.

As empresas mantenedoras têm sido pilar fundamental para o nosso crescimento contínuo. Seu apoio nos permite manter a qualidade e a relevância das informações que compartilhamos. Agradecemos a cada uma delas por acreditar na nossa missão e nos ajudar a construir uma comunidade forte e informada.

E não podemos esquecer do nosso excepcional time de colunistas! São eles que trazem insights, análises e opiniões valiosas para os nossos leitores. Com suas vozes únicas, eles enriquecem o conteúdo do Crypto ID e nos ajudam a manter a excelência.

À medida que nos aproximamos de mais um aniversário, renovamos nosso compromisso com a segurança digital, a privacidade e a tecnologia. Obrigado a todos que fazem parte dessa incrível jornada!

Juntos trabalhamos por um mundo digital com mais sigilo, identificação e segurança gerando confiança para que empresas, máquinas e pessoas possam confiar umas nas outras.

No Crypto ID você encontra as principais informações sobre tecnologia, segurança da informação e identificação digital no âmbito dos Cartórios do Brasileiros e outros países. Confira!