Últimas notícias

Fique informado

Defesa – Brasil terá centro contra ataques cibernéticos

21/11/2018

“O local será escolhido em conjunto com o ComDCiber, do Exército Brasileiro, para que seja o lugar mais viável para a operação” afirma responsável pela Agência Brasileira de Desenvolvimento

A defesa cibernética é prioridade para os governos das principais economias mundiais. Grande parte das empresas possui dados confidencias, não só da própria organização, como também de todo o seu público, clientes, funcionários e parceiros. Essas informações não podem ser perdidas ou acessadas por hackers.

O Brasil possui um grande déficit de segurançacibernética e muitas empresas já passaram por problemas devido a essa falta de investimento no setor.

Pensando nisso, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, em sua missão a Israel, com o objetivo buscar know how e tecnologia de ponta, acaba de anunciar um investimento de R$ 10 milhões.

O presidente da ABDI, Guto Ferreira afirmou que: “Convidaremos o Comando de Defesa Cibernética do Exército Brasileiro para nos orientar nas ações e outros órgãos como a ABIN, também. O que vimos em Israel nos leva a um sentimento de urgência maior e atuaremos para apoiar o governo neste avanço”.

Segundo Guto Ferreira, está prevista a manutenção permanente de um campo de treinamento de defesa cibernética no país. O local será escolhido em conjunto com o ComDCiber, do Exército Brasileiro, para que seja o lugar mais viável para a operação.

O país escolhido para receber a missão de combate a ataques cibernéticos foi muito bem pensado pelos membros da ABDI. Israel é uma nação bastante desenvolvida nos quesitos defesa, segurança, tecnologia e desenvolvimento, por estar envolvido em diversos conflitos sociopolíticos. Por meio desse intercâmbio, a viabilização de um centro de defesa cibernética no Brasil é uma revolução para o país.

Leia também

O Brasil é o segundo país do mundo que mais utiliza o Watson, motor de inteligência artificial da IBM