Últimas notícias

Fique informado

88% das instituições de saúde adotam algum tipo de sistema eletrônico para registro de informações

14 de novembro de 2023

Spotlight

A Transformação Digital do Mercado Imobiliário: Blockchain, Moedas digitais, Cartórios e o Futuro

A tecnologia blockchain tem despertado interesse devido ao seu potencial disruptivo em vários setores, incluindo o setor imobiliário.

8 de abril de 2024

Empresa de Israel traz tecnologia de ponta em cibersegurança para o mercado brasileiro

Com o potencial de crescimento do mercado brasileiro e sua consequente inserção no ambiente digital, os fundadores da Cysfera decidiram trazer as inovações de ponta israelenses ao cenário nacional.

3 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Saúde aposta em low-code para sistemas online de laudos

A programação low-code traz agilidade, reduz chances de brechas na segurança e permite um sistema integrado

15 de dezembro de 2022

Cresce necessidade de cibersegurança e tecnologia na saúde

As empresas e instituições de saúde precisam se preparar para lidar com ciberataques e tecnologias Zero Trust.

9 de dezembro de 2022

Entrevista com Sérgio Muniz e Octavio Cazonato Neto sobre o cenário brasileiro da cibersegurança no setor de saúde – Parte II

Iniciamos a 2ª parte da entrevista com a Thales e Trasmontano falando sobre as vantagens e vulnerabilidades dos dados armazenados em nuvem.

8 de dezembro de 2022

Prontuários eletrônicos são ferramentas eficazes para oferecer melhor atendimento aos pacientes: conheça as principais tendências

Nos últimos anos, cresceu a proporção de estabelecimentos de saúde que adotam algum tipo de sistema eletrônico para registro das informações dos pacientes.

Em 2021, 88% já possuíam um sistema dessa natureza – seis pontos percentuais a mais do que em 2019, de acordo com a mais recente pesquisa TIC Saúde, elaborada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil.

Dentre as diversas tecnologias disponíveis, encontram-se o prontuário digital e o prontuário eletrônico. São ferramentas que se destacam por sua relevância no gerenciamento das informações médicas.

Ambos representam uma transição significativa da abordagem tradicional de registro em papel para o ambiente digital. A importância desses registros digitais contém diversos âmbitos, incluindo: facilitação do acesso e compartilhamento de informações, redução de erros, armazenamento eficiente, melhor gerenciamento de dados e segurança das informações.

“A disponibilização das informações de cada paciente para todas as áreas de um hospital amplia a qualidade e segurança do atendimento e melhora as experiências dos pacientes e dos profissionais. Por isso, todo o setor de saúde precisa ter clareza sobre as diferenças entre o prontuário eletrônico e o chamado prontuário digital”, ressalta a diretora de produtos da MV, Daennye de Andrade Oliveira.

A evolução do prontuário tradicional para o digital e eletrônico é impulsionada por avanços tecnológicos que visam melhorar a qualidade do atendimento médico, tornando-o mais eficiente e seguro.

Daqui para a frente, os prontuários eletrônicos e digitais devem incorporar outras tecnologias, de forma a auxiliar de forma ainda mais precisa os especialistas em saúde a cuidar melhor do paciente e a usar os dados de forma ainda mais inteligente.

Veja as principais tendências tecnológicas:

Inteligência Artificial e aprendizado de máquina (ML)

A IA e o ML serão usados para analisar grandes volumes de dados de pacientes e fornecer insights valiosos para apoiar diagnósticos, tratamentos e prevenção de doenças.

Segurança cibernética reforçada

Com a crescente digitalização das informações de saúde, haverá um foco maior na segurança cibernética para proteger os dados dos pacientes contra ameaças virtuais.

Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA)

A RV e a RA podem ser usadas para melhorar o treinamento médico, simulação de procedimentos e visualização de informações de pacientes em ambientes 3D.

Blockchain na saúde

A tecnologia blockchain pode ser adotada para garantir a segurança e a privacidade dos registros de saúde, bem como para rastrear a proveniência das informações de forma confiável.

Padrões de dados e interoperabilidade global

O estabelecimento de padrões de dados globais e a interoperabilidade entre países facilitarão a troca de informações de saúde entre sistemas em diferentes partes do mundo.

Personalização do atendimento e ênfase na experiência do usuário

Os prontuários eletrônicos usarão análises avançadas para personalizar o atendimento com base em dados genéticos, histórico médico e preferências do paciente.

Haverá também um foco crescente na usabilidade e na experiência do usuário nos sistemas de prontuário eletrônico, para facilitar o uso por parte dos profissionais de saúde.

Essas tendências refletem a contínua evolução da tecnologia e das práticas de cuidado da saúde, visando melhorar a qualidade, a eficiência e a acessibilidade dos registros de saúde eletrônicos.

Elas têm o potencial de transformar a forma como os profissionais de saúde trabalham e como os pacientes interagem com seu próprio atendimento médico.

A MV, multinacional especializada em transformação digital na saúde, possui como uma das soluções seu Prontuário Digital.

A ferramenta garante economia com uma certificação única da unidade de saúde, sem custos com várias certificações individuais, gerando também integração com outros sistemas de gestão, fundamentação jurídica comprovada por profissionais de saúde, e garantia que os documentos não serão alterados depois de realizar a certificação. O intuito é reduzir os custos com compra de certificados para cada profissional da área assistencial.

Além disso, a empresa também possui o Prontuário do Paciente Eletrônico, conhecido também como PEP. A solução é adotada por diversas instituições de saúde para dar o primeiro passo da digitalização.

Entre os benefícios principais, a ferramenta garante a assistencialidade, assegurando as atividades realizadas pelos profissionais de saúde e gerando qualidade na assistência ao paciente.

Outro ponto é que o PEP fornece integração com todos os setores do hospital, garantindo padronização e eficiência dos processos.

Por fim, a solução acaba assegurando a satisfação dos pacientes por meio da agilidade no atendimento e maior controle dos riscos e eventos adversos, aumentando a segurança do paciente.

“Cartilha sobre Prontuário Eletrônico – a Certificação de Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde”.

ANVISA lança registro eletrônico de medicamentos

3 vantagens do uso da assinatura eletrônica nas instituições de saúde

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!