Últimas notícias

Fique informado

Inteligência artificial, big data e 5G são a chave para a competitividade do setor financeiro

5 de junho de 2023

Spotlight

Doc9 lança Guia Prático de Prompts para ChatGPT no Jurídico: Como Maximizar a Eficiência com a Inteligência Artificial

Para obter os melhores resultados com o ChatGPT no contexto jurídico, siga as dicas importantes do Guia Prático de Prompts da doc9.

28 de maio de 2024

Governo Federal apoia Rio Grande do Sul na emissão 2ª via da Carteira de Identidade Nacional

O mutirão coordenado pelo Governo do RS começou nos abrigos de Porto Alegre. Expedição da segunda via será imediata

20 de maio de 2024

As empresas do setor têm priorizado tecnologias para atender expectativas dos clientes; as mais importantes são Inteligência Artificial e 5G

Por Marcio Martin

Marcio Martin, vice-presidente da América Latina na green4T

Globalmente, a indústria bancária é a que mais investe em tecnologia, depois dos governos. De acordo com o Gartner, o volume chega a US$ 3 trilhões anuais.

No Brasil, foram cerca de US$ 35 bilhões, apenas no ano passado, segundo a Federação Brasileira de Bancos, na Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2022, realizada em parceria com a Deloitte.

Ainda assim, uma pesquisa realizada pela publicação especializada American Banker indica que a maior parte das empresas do setor planeja elevar em, pelo menos, 10% os investimentos em tecnologia em 2023.

É um dinheiro destinado à busca por competitividade em um mercado que tem sido sacudido por novos entrantes, mudanças regulatórias e de infraestrutura.

Startups do setor captaram, só nos últimos cinco anos, cerca de US$ 11 bilhões para desenvolver novos produtos e financiar programas de expansão, de acordo com a Sling Hub, plataforma de inteligência de dados.

Em paralelo, o Banco Central brasileiro lançou um sistema de pagamentos instantâneo, o PIX, e avançou na implementação de uma série de mudanças regulatórias, como o open banking e do open finance, que permitem maior personalização dos serviços.

Diante do aumento da concorrência e das adaptações na regulamentação, as empresas do setor têm priorizado algumas tecnologias para atender às crescentes expectativas dos clientes. Entre elas, de acordo com a Febraban, três das mais importantes são Inteligência Artificial (IA), Big Data e 5G.

Inteligência artificial

No setor financeiro, em particular, a expectativa é de que a IA cresça a uma taxa anual composta de 25%, até 2027, conforme afirma o último estudo da Mordor Intelligence.

Seu uso é voltado tanto para a redução de custos quanto para a melhoria da experiência dos clientes e a oferta de produtos personalizados. Entre os exemplos mais conhecidos, estão: os chats de atendimento, a prevenção e a análise de fraudes.

Além desses, há iniciativas bem mais sofisticadas em curso, como a plataforma NOMI, de um dos maiores bancos canadenses. Idealizada para ajudar os clientes a planejarem melhor suas finanças, ela oferece previsões de fluxo de caixa, para que os clientes saibam de quanto vão dispor nos sete dias seguintes.

A NOMI também tem um recurso que, quando ligado, arredonda para cima o valor de pequenas compras e envia os centavos de diferença para uma conta poupança, ajudando na formação de reservas e na melhoria da saúde financeira dos clientes.

O banco mais rentável do mundo, no ano passado, também usa a IA para identificar e comunicar os usuários de seu assistente virtual, chamado Eno, sobre aumentos em serviços por assinatura no cartão de crédito. No Brasil, uma das novas fronteiras da IA, em 2023, é o reconhecimento de voz e a integração de chatbots a assistentes virtuais, como Alexa, Google e Siri.

Big data

O open finance, que inclui o open banking, é também conhecido como sistema financeiro aberto, por permitir a troca de informações dos clientes entre as instituições, quando autorizadas por eles.

Com a sua implementação, a Febraban estima que os bancos brasileiros vão elevar os investimentos tanto em Customer Relationship Management (CRM) quanto em big data.

A necessidade de organizar, integrar e analisar esse volume crescente de dados deve levar o mercado de big data analytics a se expandir globalmente a uma taxa composta de 23% ao ano, até 2028, indica o último estudo da Mordor Intelligence.

Além de ajudar na detecção de fraudes e na melhoria de processos, o maior volume de informações é visto como estratégico pelo mercado, por permitir a personalização e o desenvolvimento de produtos e serviços.

O cruzamento de uma variedade crescente de fontes, que vão de transações financeiras e informações de redes sociais a interações diretas, vai permitir que os bancos tenham uma visão cada vez mais completa, matizada e contextualizada dos clientes.

A relação de variáveis demográficas com o histórico de transações e ofertas recusadas no passado, por exemplo, pode evidenciar padrões que irão ajudar no desenvolvimento de ofertas, produtos e serviços personalizados, com maior potencial de vendas.

Ou dar origem a opções de cross-selling (venda de produtos complementares). Tudo em ciclos de desenvolvimento cada vez mais curtos, de dias ou semanas, em vez de meses, afirma a consultoria McKinsey.

5G

A recente chegada do 5G ao mercado foi um marco para a internet das coisas (IoT) e, em função disso, sua expansão abre novas fronteiras para os bancos.

A começar pelo fato de que qualquer dispositivo “usável” (wearables), conectado à internet, poderá se tornar um meio de pagamento – relógios, óculos e anéis, por exemplo. Soluções de pagamento com menos “fricção”, baseadas em biometria e reconhecimento facial, também vão se tornar bem mais comuns.

Além disso, mais dispositivos conectados à internet significam mais informações sobre os clientes e seus hábitos de consumo, que poderão ser traduzidos na personalização de produtos e serviços. O 5G permite a conexão de até 1 milhão de dispositivos por quilômetro quadrado, contra 10 mil no 4G.

No setor agrícola, por exemplo, existe a expectativa de que, com mais informações sobre a produção, atualizadas com mais frequência, será possível avaliar melhor os riscos envolvidos (com o auxílio de IA) e oferecer aos produtores ofertas de crédito personalizadas.

A infraestrutura de TI desempenha um papel crucial na aceleração dessas novas tecnologias, e é fundamental analisar onde, conforme a demanda, o processamento de dados deve ocorrer: no data center on-premise, no edge computing, ou na nuvem.

Além disso, os serviços gerenciados são essenciais para garantir disponibilidade, segurança e sustentabilidade da operação, permitindo que as organizações aproveitem ao máximo as vantagens proporcionadas pela inteligência artificial, big data e 5G.

O outsourcing desses serviços com empresas especializadas permite que as organizações mantenham o foco no seu negócio e no crescimento, assegurando que a gestão da infraestrutura de TI esteja nas mãos de profissionais experientes.

Nesse contexto, a escolha da infraestrutura de TI, a implementação de serviços gerenciados eficientes e a parceria com empresas especializadas são fatores críticos para o sucesso no setor financeiro e a conquista de vantagem competitiva.

Sobre a green4T

A green4T é uma empresa brasileira, fundada em 2016 e presente em todos os países da América Latina. Tem o compromisso de desenvolver soluções de tecnologia e infraestrutura para a transformação digital de empresas e cidades de forma eficiente e sustentável para o planeta.

Segurança Nativa: armazenamento em nuvem e a melhor forma de proteger dados

Startups usam Inteligência Artificial para revolucionar diferentes mercados

Setores bancários e tributários garantem resultados mais potentes e ágeis com a aplicação da Inteligência Artificial

Temos excelentes artigos na coluna Mercado Financeiro relacionado à segurança da informação, soluções antifraude, autenticação forte, moedas digitais, CDCD, estudos e recomendações FIDO e muitos outros artigos sobre os meios de pagamentos no Brasil e no Mundo. E somos, historicamente, a maior cobertura do Febraban Tech então segue a gente e fique por dentro do que vai rolar no #FEBRABANTECH2024!

Você também pode se interessar por Criptomoedas e Tokenização. Dá uma olhadinha!

25jun(jun 25)18:1527(jun 27)18:15Febraban Tech 2024 - 25 a 27 de junhoO evento acontecerá nos dias 25 a 27 de junho de 2024 e falará sobre inteligência artificial generativa, internet 5G e 6G e outros assuntos18:15 - 18:15 (27) gmt Transamerica Expo Center - São Paulo, Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387, Santo Amaro – São Paulo/SP

28mai09:0012:00Webinar: O que você precisa conhecer da evolução da Criptografia Junte-se aos principais especialistas em cibersegurança do Brasil e explore soluções criptográficas inovadoras para os negócios.09:00 - 12:00