Últimas notícias

Fique informado

Pesquisa revela que supermercados se destacam entre os varejistas no uso de aplicativos como canal de vendas

13 de setembro de 2022

Spotlight

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Os supermercados/hipermercados e atacarejos estão entre os varejistas que mais utilizam aplicativos como canal de venda, sejam apps próprios (29%) ou de terceiros (23%), como de delivery

Segundo estudo da TOTVS, o setor apresenta um índice de produtividade superior à média geral do Varejo

Os dados são do Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Varejo — pesquisa da TOTVS, maior empresa de tecnologia do país, em parceria com a H2R Pesquisas Avançadas –, que avalia a adoção de tecnologias e sua performance em estabelecimentos do setor.

Em decorrência da pandemia e restrições de circulação, os hábitos de consumo dos brasileiros mudaram e o uso de apps como canal de compras foi privilegiado, e isso também chegou ao setor supermercadista. E mesmo com a reabertura, observamos que muitos consumidores de fato se habituaram ao uso de aplicativos para realizar suas compras, muito pela praticidade de fazer os pedidos pelo celular e receber seus produtos em casa”, explica Sérgio Missão, diretor de Varejo Supermercados da TOTVS.

O setor teve uma boa performance no índice, registrando 0,45 pontos (em uma escala de 0 a 1), enquanto a média do setor foi de 0,43.

O estudo ainda ressalta o investimento do setor supermercadista em ferramentas para gestão de clientes: 31% dos entrevistados afirmaram adotar CRM (Customer Relationship Management), solução para gerenciar e digitalizar o relacionamento com os clientes.

Paralelamente, o mesmo percentual de empresas (31%) apontou fazer uso de Programas de Fidelidade, indicando que as duas estratégias estão alinhadas e se complementam, principalmente para as estratégias de promoção, ações comuns realizadas pelo setor.

Quando analisadas as tecnologias para gestão de vendas, comparado ao setor de Varejo como um todo, os super/hipermercados se destacam em relação ao uso TEF (Transferência Eletrônica de Fundos) e carteiras digitais, ambos com 40%.

Meios de pagamento e recebimento são importantes para todo o varejo, sem dúvidas. E no caso das redes de super/hipermercados é extremamente necessário que a frente de caixa esteja com os melhores sistemas para facilitar e melhorar a experiência do consumidor e, paralelamente, aprimorar a própria gestão do fluxo de caixa”, destaca Missão.

Um ponto de destaque é que, mesmo com a boa adoção de canais de venda digital, as lojas físicas ainda têm um papel importante na composição do faturamento do setor supermercadista, 72%, seguido dos representantes/vendas por telefone (16%) e dos canais digitais (12%), alinhado ao perfil geral do varejo.

De olho nos supermercados de proximidade

Os supermercados de proximidade, mercados menores, parte de grandes redes e localizadas a curta distância dos consumidores, obtiveram alto desempenho geral no IPT de Varejo, registrando 0,53 pontos.

Uma das razões é o perfil do negócio, pois 65% deles fazem parte de uma rede, fator que contribui para o investimento e bom aproveitamento de tecnologias na operação.

O subsegmento também está entre os que melhor aproveitam a tecnologia a seu favor, uma vez que são os que mais utilizam aplicativos próprios, com 31%, sobretudo com o objetivo de digitalizar os anúncios e promoções, o que anteriormente era feito de maneira mais comum em formado de tabloides impressos.

Os supermercados de proximidade também se diferenciam quanto ao uso de ferramentas para a gestão de clientes, 54% dos entrevistados afirmaram adotar uma solução CRM, o maior percentual identificado no levantamento.

O público dos supermercados de proximidade se diferencia dos consumidores de super/hipermercados e atacarejos, pois este tipo de negócio está mais próximo do consumidor e pode ser facilmente visitado em pequenas compras do dia a dia. Nesse sentido, fazer uma gestão dos clientes, por meio de cadastros, programas de fidelidade e alertas para promoções, faz com que haja uma fidelização maior do público, apoiando o fluxo de caixa”, afirma o executivo. 

O Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Varejo ouviu 673 empresas, nacionais e multinacionais, de todas as regiões do Brasil, com faturamento anual igual ou superior a R$ 2 milhões. Para conferir o estudo na íntegra, acesse.

A biometria é o futuro do varejo

Cibersegurança: golpes de cartão de crédito crescem no e-commerce; veja como se proteger

Quando utilizar o SSL EV – Validação Estendida?

E-commerce deve atingir U$ 4,9 trilhões até 2025

e-COMMERCE & VAREJO

Aqui no Crypto ID você encontra soluções para o varejo que vão proporcionar segurança e confiança entre sua marca e seus consumidores.

Sobre a TOTVS 

Líder absoluta em sistemas e plataformas para gestão de empresas, a TOTVS entrega produtividade para 70 mil clientes por meio da digitalização dos negócios.

Indo muito além do ERP, oferece serviços financeiros e soluções de business performance, investindo R$2 bilhões em pesquisa e desenvolvimento nos últimos cinco anos para atender as exigências de 12 setores da economia.

Como uma empresa originalmente brasileira, a TOTVS acredita no “Brasil que Faz” e apoia o crescimento e a sustentabilidade de milhares de negócios e empreendedores, de norte a sul do país, por meio de sua tecnologia.

Você quer acompanhar nosso conteúdo? Então siga nossa página no LinkedIn!