Últimas notícias

Fique informado

Compartilhamento de informações é passo importante para combate a fraudes e golpes

25 de maio de 2023

Spotlight

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte II

Essa segunda parte discute os padrões e requisitos para o processamento eletrônico de documentos no registro de imóveis no Brasil.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte I

Questão das assinaturas eletrônicas no Registro de Imóveis é incerta, mesclando aspectos tecnológicos e jurídicos.

14 de maio de 2024

Por que é tão complexo se proteger de ataques cibernéticos? Por Rodrigo Fragola

“A meta agora não é alcançar segurança absoluta, mas sim segurança relativa no mercado em que se atua.” Fragola

13 de maio de 2024

Edmar Araujo, o novo diretor-executivo da ANCD concede sua 1ª entrevista ao Crypto ID

Edmar Araujo diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital e fala com exclusividade ao Crypto ID.

13 de maio de 2024

Confira 7 dicas para a redução do uso de papel nas empresas

São sete dicas essenciais para ajudar as empresas a reduzirem o uso de papel e promoverem práticas mais sustentáveis.

9 de maio de 2024

A norma que determina o compartilhamento de dados e informações sobre fraudes é resultado de uma agenda de medidas propostas pela Febraban

A norma publicada pelo Conselho Monetário Nacional e pelo Banco Central, que determina o compartilhamento de dados e informações sobre fraudes no Sistema Financeiro Nacional (SFN) e no Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), é resultado de uma agenda de medidas propostas pela Febraban aos órgãos reguladores para fortalecimento das ações de prevenção a fraudes bancárias no país, sendo sua publicação um passo importante para a prevenção desses crimes.

Ao dar respaldo legal para o uso da base compartilhada de dados de transações fraudulentas entre as instituições financeiras, e tornar obrigatório o uso dessa ferramenta ou similares, a resolução torna-se um marco para o sistema financeiro, para seus clientes e para a sociedade no combate a fraudes e golpes bancários.

A redução na assimetria no acesso a dados e informações tornará mais ágil a ação dos bancos na prevenção destes ilícitos, inclusive na atuação direta junto às pessoas destinatárias de recursos oriundos de fraudes e golpes.

As instituições financeiras poderão identificar com mais facilidade os autores que executam ou tentam executar as fraudes, ter a descrição dos fatos ocorridos, além de dados dos bancos responsáveis pelo registro das informações e da conta destinatária e de seu titular, no caso de transferência.

O Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban já utiliza ferramenta nesses moldes, elaborada em parceria com empresas de tecnologia. Com o advento dessa norma, o que era uma boa prática iniciada pela Febraban, torna-se padrão de mercado, beneficiando todo o sistema financeiro.

Bancos deverão compartilhar dados para prevenção de golpes e fraudes determina BC

O Certificado TLS e a importância da segurança para o Open Finance

Evolução do Open Finance é destaque no primeiro dia do Febraban Tech 2023

Febraban alerta para o golpe do falso empréstimo

Líderes de TI das maiores instituições do Brasil debatem inovação no Febraban Tech 2023