Últimas notícias

Fique informado

E se o seu rosto for a senha? Por Sílvia Andrade

30 de junho de 2022

Spotlight

Entenda o Incidente de Segurança no Siafi que fez o Tesouro exigir a autenticação exclusivamente com Certificados Digitais ICP-Brasil

No Siafi os certificados ICP-Brasil vão conferir Integridade, autenticidade, conformidade, confidencialidade, disponibilidade, legalidade e irretratabilidade.

22 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Biometria facial: entenda o que é e como ela ajuda a prevenir fraudes

Um processo completo de biometria facial contempla 3 principais camadas: O Liveness, a validação em Bureau de Biometria Facial e o Face Match.

30 de junho de 2022

Plataforma antifraude internacionalmente reconhecida para e-commerce chega ao Brasil em parceria com ICTS Protiviti

A ICTS Protiviti, está ampliando seu ecossistema de soluções antifraude para e-commerce unindo forças com a Riskified

20 de junho de 2022

Entrevistamos Paulo Moura da Nethone Brasil sobre prevenção de fraudes

Fraude sintética é um modelo de crime em que a tecnologia é usada para criar perfis aparentemente reais e altamente detalhados de consumidores.

14 de junho de 2022

A limitação das senhas como forma de autenticar pessoas e barrar acessos indevidos está cada dia mais evidente

Por Sílvia Andrade, diretora de Parcerias na Unico

Sílvia Andrade, diretora de Parcerias na Unico

O fim das senhas já foi apontado como uma das tendências para o ano de 2022 pela MIT Technology Review, ancorado em tecnologias mais seguras e convenientes, como a biometria facial.

Recentemente, mais um episódio jogou luz ao tema, quando a gigante do streaming Netflix passou a testar em alguns países a cobrança de taxa extra de quem quisesse compartilhar senha com pessoas que não residirem na mesma casa, o que vem gerando confusão, questionamentos e até cancelamentos de assinaturas.

Para dar a dimensão do problema: um relatório divulgado pelo jornal britânico Daily Mail afirma que a venda ilegal de senhas por marketplaces, somado ao compartilhamento de acesso entre os próprios usuários, já fez com que a empresa de entretenimento perdesse cerca de US$ 6.25 bilhões por ano.

Mas sistemas ineficientes de autenticação não causam prejuízos a apenas a uma empresa ou setor. Trata-se de um desafio que afeta diversos negócios e seus consumidores. Afinal, login e senha podem ser compartilhados e transferíveis (mesmo que de forma irregular), as falhas de segurança aos ataques de robôs exigem que as senhas cada vez sejam mais complexas (longas, com letras maiúsculas e minúsculas, com números e caracteres especiais), porém difíceis de serem lembradas.

As vulnerabilidades desse formato de autenticação estão tornando a experiência do usuário muito ruim. Segundo a quarta edição do relatório global Psicologia das Senhas do LastPass, cerca de 90% dos participantes disseram que têm até 50 contas online/de aplicativos. Para o consumidor, gravar diferentes senhas e ter a necessidade de constantemente alterá-las é algo tido como negativo. Quantas vezes você deixou de se autenticar ou precisou fazer resgate de senha e teve de acionar um outro fator de autenticação para redefini-las?

Do outro lado, com as empresas, vemos muitas vulnerabilidades também. O mesmo estudo do LastPass, afirma que 65% dos usuários reutilizam senhas em diversas contas online. O compartilhamento voluntário dos dados de login e senha, os próprios dados pessoais anotados em locais inseguros e que podem ser acessados e até senhas iguais utilizadas em sites distintos e que podem ser vazadas são alguns exemplos de comportamento comum, mas muito prejudicial. Tudo isso faz com que o mercado ilegal de dados pessoais ganhe força e os robôs cada vez mais sofisticados consigam assumir essas contas.

Hoje em dia, tudo pode ser mais seguro e prático. Empresas de tecnologia estão trabalhando constantemente para elevar a proteção de outras empresas e pessoas em um momento em que fraudes e golpes estão cada vez mais sofisticados. Interessante pensar como a adoção de tecnologias de forma massiva toma algum tempo, mesmo quando são soluções mais atuais e que apresentam maior segurança com uma menor fricção. Sistemas legados, falta de conhecimento sobre outros formatos e aversão ao risco podem ser algumas das causas.

A biometria facial é uma dessas possibilidades mais robustas de proteção. Ela já é a forma principal de autenticação de grandes marcas de celulares, por exemplo. A Apple foi pioneira em adotar essa solução e um grande caso de sucesso. A biometria é intransferível, não requer que o usuário se lembre de senhas, mas apenas apresente seu rosto, o que torna o processo muito mais difícil de ser fraudado.

De acordo com um relatório da Allied Market Research, a demanda global por sistemas de biometria facial deve movimentar mais de R$ 50 bilhões em 2022. Isso mostra como a tecnologia de reconhecimento facial vem ganhando espaço nas empresas, sobretudo devido aos custos mais acessíveis e ao aumento da precisão dos sistemas, fruto da integração com tecnologias como a Inteligência Artificial.

A biometria facial já possui diversas aplicações no nosso dia a dia e, conforme a tecnologia vai avançando, ela se torna ainda mais presente em nossa rotina e proteção. Assim como existem instituições financeiras que utilizam a leitura da impressão digital ou da palma das mãos, alguns segmentos da economia hoje realizam a liberação de operações por meio do reconhecimento facial. Pagamentos, saques, empréstimos e aberturas de contas, por exemplo, já podem ser feitos dessa forma.

A tecnologia vem sendo utilizada também em aeroportos e condomínios residenciais. Seja para a liberação dos viajantes nos totens eletrônicos de leitura de passaporte, seja para o monitoramento e segurança das pessoas que circulam nesses locais de alto fluxo. Ela é capaz de trazer mais segurança a diferentes tipos de operação e desponta como uma importante aliada em um cenário complexo, já que ajuda a proteger clientes, empresas e seus dados, além de criar sistemas de segurança mais robustos e confiáveis.

Além de ser uma camada mais segura, que dificulta o acesso ou uso de um serviço ou local por pessoas não autorizadas, a biometria facial tem se tornado cada vez mais acessível e disseminada. Eu sonho com o dia em que não terei mais de lembrar da última senha que tive de definir nem ter de fazer tantas vezes o processo de resgate de senha. E você?

Acompanhe como o reconhecimento facial e impressões digitais, de íris e voz estão sendo utilizados para garantir a identificação digital precisa para mitigar fraudes e proporcionar aos usuários conforto, mobilidade e confiança. Crypto ID, o maior canal brasileiro sobre identificação digital. Leia outros artigos aqui!

Learn how facial recognition and iris, voice and fingerprints are being used to ensure accurate digital identification to mitigate fraud and provide users with comfort, mobility and trust. Read other articles here! Crypto ID, the largest Brazilian channel on digital identification. Read other articles here!

Descubra cómo se utilizan el reconocimiento facial y el iris y las huellas dactilares del voz para garantizar una identificación digital precisa para mitigar el fraude y brindar a los usuarios comodidad, movilidad y confianza. Crypto ID, el mayor canal brasileño de identificación digital. ¡Lea otros artículos aquí!

Biometria facial: entenda o que é e como ela ajuda a prevenir fraudes

Valid lança iniciativa de Corporate Venture Capital e anuncia participação na IDTech Vsoft

Plataforma antifraude internacionalmente reconhecida para e-commerce chega ao Brasil em parceria com ICTS Protiviti

MFA: Você sabia que as senhas estão deixando sua empresa vulnerável?

Entrevistamos Paulo Moura da Nethone Brasil sobre prevenção de fraudes

LastPass apresenta na RSA 2022 autenticador que permite aos clientes acesso com um login sem senha

5 controles antifraude para proteger sua empresa

Como a biometria comportamental reduz os gastos com sistemas antifraude?

Biometria facial barrou mais de um milhão de fraudes no Brasil

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!