Últimas notícias

Fique informado

Em 2024, o caminho é economizar sem perder competitividade

5 de dezembro de 2023

Spotlight

A Transformação Digital do Mercado Imobiliário: Blockchain, Moedas digitais, Cartórios e o Futuro

A tecnologia blockchain tem despertado interesse devido ao seu potencial disruptivo em vários setores, incluindo o setor imobiliário.

8 de abril de 2024

Empresa de Israel traz tecnologia de ponta em cibersegurança para o mercado brasileiro

Com o potencial de crescimento do mercado brasileiro e sua consequente inserção no ambiente digital, os fundadores da Cysfera decidiram trazer as inovações de ponta israelenses ao cenário nacional.

3 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

O equilíbrio entre pressões orçamentárias e a necessidade por armazenamento de dados impulsionará a demanda por aquisição de tecnologias

Paulo de Godoy, country manager da Pure Storage

O equilíbrio entre as pressões orçamentárias e a necessidade crescente de mais armazenamento de dados impulsionará a demanda por aquisição de tecnologias de infraestrutura baseadas em assinatura no próximo ano.

Há várias razões para isso, tanto em termos de custo quanto de objetivos como, por exemplo, a redução do custo total de propriedade (TCO). Sair do modelo CapEx para assinaturas (OpEx) pode gerar economias significativas de TCO para as empresas no longo prazo da vida útil de um produto.

Os serviços estão impulsionando esse tipo de demanda, à medida que os líderes percebem que o valor dos SLAs está nos modelos de assinatura, com garantias robustas e sem se preocupar em pagar por mais do que precisam – tudo é entregue conforme a necessidade de uso.

Aliás, as empresas já vêm notando que esse consumo flexível também favorece as metas de consumo consciente de energia e de resfriamento de equipamentos, e apostam cada vez mais no OpEx para se manterem em conformidade com suas metas ESG.

A tecnologia por trás dos modelos de assinatura é tão importante quanto a simplicidade de consumi-los. Ela precisa ser fácil de operar e oferecer acesso às inovações mais recentes, como o armazenamento baseado na tecnologia flash, em que muitos fornecedores estão evoluindo para oferecer o desempenho necessário para gerenciar o crescente aumento dos dados.

Juntos, os benefícios de custo e a facilidade de uso tornarão os modelos de assinatura ainda mais populares no próximo ano.

A corrida contra o tempo pelo planeta

Embora a criticidade da crise climática não seja segredo para ninguém, ainda há uma grande desconexão dentro das empresas quando se trata de ESG.

As empresas não estão conseguindo colocar incentivos tangíveis na compra de soluções sustentáveis e essa falta de orientação e responsabilidade está avançando lentamente.

A sustentabilidade e o consumo de energia andam de mãos dadas, há um impulso para medir o custo por watt e considerar isso nas decisões.

Na verdade, 80% da pegada de carbono de um data center é o funcionamento diário das operações e, ainda assim, isso não está sendo levado em conta nas compras.  

Desta forma, este fato pode ser alterado por meio dos principais processos de responsabilidade, incluindo aplicar a economia de custos de sustentabilidade às metas e recompensas dos tomadores de decisão, progresso da sustentabilidade em toda a empresa vinculado ao desempenho com KPIs sobre consumo de energia e avaliações e metas dos funcionários com o objetivo de promover mudanças significativas.

Em 2024, todas as empresas devem ser obrigadas a considerar as metas de ESG em suas operações e ser responsáveis por suas ações.

Elas precisam ser mais sustentáveis e reduzir os custos, adicionando flexibilidade à infraestrutura. Isso inclui reorganizar as equipes, avaliar fornecedores, repensar o custo dos ativos de tecnologia, minimizar o lixo eletrônico e usar apenas o armazenamento necessário.

O governo tem, é claro, um papel fundamental nesse sentido, identificando os meios de proporcionar mudanças sustentáveis significativas como, por exemplo, investimentos em tecnologia para reduzir o consumo de energia em vez de práticas de compensação de carbono.

Além disso, também devemos procurar estabelecer padrões a serem seguidos pelas empresas, caso contrário, continuaremos a criar resíduos desnecessários e não teremos mais um planeta para cuidar.

A tecnologia que sustenta a IA generativa

A corrida desenfreada para desenvolver e implementar soluções de IA generativa está levando a uma nova onda de interesse e adoção de contêineres, com base no crescimento existente.

Para lidar com as demandas de IA, os cientistas e desenvolvedores de dados precisam de uma plataforma ágil que lhes permita acompanhar o ritmo das demandas de negócios. Cada vez mais, o Kubernetes e os contêineres estão sendo vistos como a plataforma ideal para essa finalidade.

Há uma percepção cada vez maior de que os contêineres são fundamentais para a IA em quase todos os estágios, já que todas as ferramentas de IA são empacotadas em contêineres.

Eles também são vitais para o sucesso da parte mais difícil da IA: o treinamento de grandes modelos de linguagem. Antes que um modelo possa ser treinado, muitos processos devem ser executados, incluindo a curadoria, a limpeza e a amplificação dos dados. Todas as ferramentas que executam essas tarefas residem em contêineres.

Vimos duas ondas na ascensão dos contêineres e sua evolução. A primeira foi stateless, que envolvia cargas de trabalho que iam para os contêineres; a segunda foi stateful, com bancos de dados e aplicações essenciais migrando para contêineres, exigindo armazenamento de dados.

Agora estamos entrando em uma terceira onda, com os contêineres conduzindo e habilitando o pipeline de dados e a cadeia de ferramentas de IA. A dependência de contêineres continuará em 2024 e além, impulsionada pela IA.

Impacto das novas regulamentações nas compras de tecnologia

As mudanças nas políticas e legislações estão causando impacto no mercado de tecnologia, forçando os compradores a levarem em conta regulamentações novas e emergentes ao tomar decisões de compra. A tendência é que isso continue em 2024.

A mudança regulatória está surgindo em duas frentes amplas – sustentabilidade e resiliência de tecnologias de informação e comunicação (TICs), incluindo segurança cibernética.

Com isso, as empresas precisam realizar uma análise minuciosa de todos os ativos de tecnologia antes de se comprometerem com uma compra, pois sabem que suas decisões serão relatadas e não querem ser surpreendidas com uma infraestrutura ineficiente e que gere desperdícios.

Os fornecedores de tecnologia precisam ser claros quanto à conformidade regulamentar de seus produtos e soluções, tanto agora quanto no futuro.

Para aqueles que possuem credenciais sólidas, principalmente em sustentabilidade, essa será uma vantagem competitiva.

Maior demanda por maior eficiência e inovação nos data centers

Muitas organizações que dependem de data centers estão relatando que seu problema mais urgente no momento é a capacidade.

Um número cada vez maior de data centers está cheio e não tem espaço ou energia disponíveis para implementar novas plataformas.

Em 2024, isso resultará em esforços generalizados para obter ganhos de eficiência, mesmo nas plataformas de data center existentes, pois essa é a única maneira de recuperar espaço e energia para acomodar o uso de novas tecnologias dentro do data center.

Para otimizar a sustentabilidade das áreas ocupadas por data centers existentes, veremos as operadoras buscando mudar para uma tecnologia nova e mais eficiente em termos de energia, com requisitos menores de espaço e refrigeração.

Em essência, isso prolonga a vida útil do data center – um fator essencial ao considerar a necessidade de novas tecnologias na ascensão da IA.

Principais tendências na área da contabilidade em 2024

Três tendências para empresas em 2024

5 tendências para o Trade Marketing e vendas em 2024

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!