Últimas notícias

Fique informado

Inteligência Artificial: antídoto para a ineficiência na saúde brasileira?

30 de novembro de 2023

Spotlight

Entenda o que mudou na assinatura eletrônica em documentos a partir do Decreto nº 68306

Qual o impacto do Decreto nº 68.306 na assinatura eletrônica, simplificação de processos e nos avanços da digitalização dos serviços públicos?

24 de abril de 2024

AX4B impulsiona a resiliência cibernética de Pequenas e Médias Empresas

Conheça como a AX4B está revolucionando a Segurança Cibernética para PMEs.

24 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Após a chegada do ChatGPT, o mundo tem se debruçado sobre a Inteligência Artificial (IA) com um olhar ainda mais curioso e atento. Particularmente na medicina, essa tecnologia tem se mostrado não apenas uma tendência, mas uma necessidade emergente.

Por Rodrigo Pereira

Rodrigo Pereira, CEO da A3Data

Acelerar descobertas de medicamentos, identificar precocemente doenças e auxiliar no diagnóstico médico são alguns exemplos do potencial revolucionário que a IA oferece ao setor. Contudo, existe um campo menos explorado, mas de uma enorme importância: a eficiência operacional no ecossistema de saúde.

Nesse sentido, é bem comum encontrarmos discussões em torno da IA que focam em aspectos bem “atraentes” e até com toques futuristas. No entanto, o que raramente ganha os holofotes, mas que não deixa de ser importante, é a capacidade deste recurso de otimizar operações, simplificar processos e melhorar significativamente a experiência dos pacientes e profissionais.

De acordo com um estudo divulgado pela McKinsey, consultoria de gestão que atende empresas líderes, governos, organizações não governamentais e organizações sem fins lucrativos, desafios burocráticos no setor de saúde nos Estados Unidos custam valores vultuosos. Dos quase US$ 4 trilhões gastos anualmente na área, cerca de um quarto vai para despesas administrativas.

O mesmo estudo ainda indica que ações de otimização podem trazer economias próximas a um quarto de trilhão de dólares. E não é de nos surpreender que a maioria dessas ações tem relação direta com a gestão de dados e a aplicação da Inteligência Artificial.

No Brasil, por exemplo, apesar de não contarmos com um estudo tão abrangente quanto o americano, podemos inferir um panorama similar. Isso porque a conhecida burocracia no país, aliada a uma defasagem tecnológica em comparação aos mercados mais avançados, sugere um cenário que clama por inovações. E é neste ponto que a IA pode desempenhar um papel importante para a resolução do problema no setor.

Nesse contexto, podemos pensar em plataformas de comunicação inteligentes que agilizam a troca de informações entre profissionais de saúde, bem como sistemas que utilizam Processamento de Linguagem Natural (PLN) para extrair dados de prontuários, garantindo mais agilidade e precisão nos tratamentos.

Além disso, podemos citar a automatização de tarefas administrativas, como agendamentos e faturamentos, liberando profissionais de saúde para o que realmente importa: cuidar das pessoas.

A combinação de blockchain e IA pode finalmente possibilitar um compartilhamento seguro e íntegro de informações médicas, a tão sonhada interoperabilidade dos dados e algoritmos inteligentes podem prever demandas e enviar alertas, possibilitando ações preventivas e até mesmo prescritivas, otimizando recursos.

Sob esse aspecto, ao olharmos para o setor de saúde brasileiro, fica evidente que a IA não é apenas uma ferramenta de otimização, mas, sim, uma aliada na sustentabilidade do setor, uma vez que suas aplicações não visam apenas eficiência financeira, mas seguramente também garantem uma melhor experiência para o paciente.

Já para os médicos, a Inteligência Artificial possibilita que eles se concentrem no que verdadeiramente amam e se propõem a fazer: cuidar dos pacientes. Afinal, no cerne da medicina está o desejo intrínseco de proporcionar saúde, bem-estar e uma melhor qualidade de vida a todos.

Em um momento em que a tecnologia avança a largos passos, é essencial que o setor de saúde brasileiro aproveite o melhor que essa tecnologia pode oferecer. E, desse modo, garantir um setor de saúde eficiente, sustentável e, acima de tudo, ainda mais humano.

Rodrigo Pereira, CEO da A3Data, consultoria especializada em dados e Inteligência Artificial com vários projetos na área de saúde.

Sobre a A3Data

A A3Data é uma consultoria especializada em dados e inteligência artificial que tem como propósito empoderar pessoas e corporações por meio de dados, transferindo know-how e fortalecendo bases para a criação de uma cultura data driven.

Atuando como um advisor, a empresa realiza projetos de alto impacto e transformação cultural e analítica por meio de uma jornada de maturidade analítica, desde a implantação de data lakes, passando pelo self-service analytics, até a criação de modelos preditivos e prescritivos.

A empresa registrou um crescimento exponencial entre os anos de 2018 e 2022, aumentando seu faturamento em mais de 22 vezes. Atualmente, cerca de 200 profissionais atuam na organização e estão espalhados em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal, além da presença na Suécia e em Portugal.

Entre as companhias que já realizaram projetos com a A3Data estão Stellantis, Banco Mercantil do Brasil, Houer, Inter, Take Blip, 123 Milhas, Localiza, Mater Dei, Hermes Pardini, BMG, BTG, Pottencial Seguradora, Moura, Farmax, Grupo Elfa, Iveco, Hering, Neon, Cyrela e Afya.

Presente em dois dos maiores polos de inovação tecnológica do Brasil, o Porto Digital, em Recife (PE), e Cubo, em São Paulo (SP), a A3Data também é indicada ao Ranking GPTW, se destacando como uma das melhores empresas para se trabalhar, com um índice de certificação de 95.

Neo4j e AWS firmam parceria para oferecer novos recursos de IA generativa 

Amazon Q: Chatbot com inteligência artificial generativa para o mercado corporativo

Acelerador de IA generativa da Inmetrics disponível é desenvolvido na nuvem AWS

Acompanhe o melhor conteúdo sobre Inteligência Artificial publicado no Brasil.

Banner Saúde

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!