Últimas notícias

Fique informado
Google ajuda a desmascarar maior traficante da deep web

Google ajuda a desmascarar maior traficante da deep web

03/02/2015

O ano de 2013 foi de grandes avanços para a segurança da rede, além de apontar brechas perigosas e alertar grandes empresas da ação dos hackers, o ano também serviu para explorar a deep web de uma maneira mais ampla e foi dessa maneira que Ross Ulbritch, homem que seria o administrador do maior site de venda de drogas da internet profunda, foi preso.

Conhecido como Silk Road, o portal que vendia as substâncias ilícitas na deep web, foi desmantelado por uma ação cuidadosa da inteligência americana que usou o Google como ferramenta para conseguir reunir provas contra o cibercriminoso.

O procedimento de captura do administrador da rede que usava o pseudônimo de Dread Pirate Roberts começou quando o agente do órgão similar a Receita Federal dos Estados Unidos, Gary Alford, quis pesquisar mais a respeito do site que possuía um bom faturamento e obviamente não pagava impostos por isso.

O agente decidiu então começar com uma breve pesquisa no Google, com as palavras “silk Road” entre aspas e .onion – domínio usado na deepweb – desconfiando de que o administrador da página estivesse usando um meio de divulgar seu site na internet comum.

Entre os resultados obtidos, Alford encontrou um usuário chamado “Altoid” que fazia uma propaganda discreta da página em alguns fóruns sobre drogas e bitcoins. Além disso, o agente também teve acesso a anúncios de um usuário com o mesmo nickname que procurava profissionais de TI para uma “startup”.

Desconfiado e com o auxílio de um mandado judicial para receber a colaboração do Google, o agente conseguiu encontrar informações na conta do G-mail do usuário Altoid que provaram a ligação de Ross Ulbritch ao site ilícito.

Depois de ser preso, Ulbritch assumiu sua participação na criação do Silk Road, mas garante que não administra nem faz a manutenção do site. Ainda não se sabe qual será o veredicto do caso.

1 comentário até agora

Ir para a discussão

<