Últimas notícias

Fique informado

Kryptus participa do exercício Guardião Cibernético 3.0, maior operação de ciberdefesa do brasil

5 de outubro de 2021

Spotlight

Cloudflare blocks an almost 2 Tbps multi-vector DDoS attack

Earlier this week, Cloudflare automatically detected and mitigated a DDoS attack that

24 de novembro de 2021

Registros de ponto eletrônico deverão utilizar Certificado Digital ICP-Brasil

Registrador Eletrônico de Ponto Via Programa (REP-P) e Registrador Eletrônico de Ponto Alternativo (REP-A), deverão utilizar certificados ICP-Brasil.

24 de novembro de 2021

Número de registros e credenciais expostas cai, mas vazamento de cartões de crédito e débito cresce 405% no último trimestre

O estudo da Axur mostra que, entre os 2,03 milhões de registros expostos, os CPFs continuam, pelo terceiro trimestre consecutivo, a ocupar a primeira posição da lista dos dados mais compilados pelos cibercriminosos, com 57% do total.

24 de novembro de 2021

Empresa vai disponibilizar durante o treinamento tecnologia preditiva contra ações adversariais

A Kryptus, multinacional brasileira especializada em segurança cibernética e criptografia para aplicações militares, governamentais e empresariais, participará, entre os dias 5 e 7 de outubro, do Exercício Guardião Cibernético 3.0, maior treinamento de segurança cibernética do Hemisfério Sul, que envolverá 350 pessoas de 58 organizações públicas e privadas. 

O Exercício Guardião Cibernético 3.0 é coordenado pelo Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) e consta do calendário do Ministério da Defesa como parte da estratégia nacional de segurança do país.

Trata-se de um exercício simulado de atividades práticas de proteção cibernética, com a participação de líderes e de especialistas de tecnologia da informação.

Dr. Roberto Gallo, CEO da Kryptus

Em uma plataforma virtual, é instalado um cenário hiper-realista, criado sob medida, onde são realizados os ataques.

Segundo Roberto Gallo, CEO da Kryptus, a empresa vai disponibilizar dentro do Guardião Cibernético tecnologia preditiva contra ações adversariais.

Gallo destaca que o Exercício Guardião Cibernético é uma atividade de alto nível equiparada aos principais exercícios internacionais como, por exemplo, o exercício cibernético da OTAN Locked Shields, que neste ano foi realizado em abril, e o Ciber Perseu, de Portugal. 

Um dos focos principais dos exercícios neste ano serão as infraestruturas críticas, ativos e serviços essenciais para a economia que envolvem áreas como água, energia, comunicações, financeiro, transporte e nuclear, que cada vez mais vêm sendo alvos de ciberataques.
 
À frente da atividade, prevista para 5 a 7 de outubro, o coronel Luiz Cláudio de Souza Cunha do Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber), do Exército Brasileiro, conta que ataques do tipo ransomware – vírus que impede o acesso às informações armazenadas, fazendo com que a vítima tenha de pagar aos cibercriminosos para recuperá-las – aumentaram em mais de 350%.

Foto de arquivo Defesanet do Treinamento com 58 organizações públicas e privadas é realizado pelo Ministério da Defesa 


 “Não há setor ileso a esse tipo de ataque. A pergunta não é se, mas quando você sofrerá um ataque. É preciso estar preparado, não para o futuro, para agora”, alerta o coronel Luiz Cláudio de Souza Cunha.


 Infraestruturas críticas são ativos e serviços essenciais para a economia e envolvem áreas como água, energia, comunicações, financeiro, transporte e nuclear. São esses setores, cada vez mais, alvos dos ataques, que vão participar do terceiro exercício promovido pelo Comando.


O Crypto ID publica os melhores artigos e notícias sobre Cibersegurança. Confira aqui!

Sobre a Kryptus

A Kryptus Segurança da Informação S.A. é a líder brasileira em criptografia e cibernética para aplicações de defesa, segurança e inteligência.

Colabora em diversos programas estratégicos das Forças Armadas e outros órgãos de Estado. Dentre os principais em que atua, destacam-se o SISFRON, LinkBR2, RDS-Defesa e Rondon, IFF modo 4 Nacional, Nova ROD e AC-Defesa.

Fundada em 2003 a empresa possui sede em Campinas/SP, escritórios em São Paulo Capital, Brasília e subsidiária em Yverdon-les Bains, Suíça. Além dos sócios históricos, possui como acionistas minoritários Embraer, BNDES, FINEP, DesenvolveSP (por meio do Fundo Aeroespacial) e Kudelski.

Acesse a coluna exclusiva da Kryptus aqui!