Últimas notícias

Fique informado

O papel da tokenização no futuro dos meios de pagamento

12 de abril de 2024

Spotlight

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte II

Essa segunda parte discute os padrões e requisitos para o processamento eletrônico de documentos no registro de imóveis no Brasil.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte I

Questão das assinaturas eletrônicas no Registro de Imóveis é incerta, mesclando aspectos tecnológicos e jurídicos.

14 de maio de 2024

Por que é tão complexo se proteger de ataques cibernéticos? Por Rodrigo Fragola

“A meta agora não é alcançar segurança absoluta, mas sim segurança relativa no mercado em que se atua.” Fragola

13 de maio de 2024

Edmar Araujo, o novo diretor-executivo da ANCD concede sua 1ª entrevista ao Crypto ID

Edmar Araujo diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital e fala com exclusividade ao Crypto ID.

13 de maio de 2024

Confira 7 dicas para a redução do uso de papel nas empresas

São sete dicas essenciais para ajudar as empresas a reduzirem o uso de papel e promoverem práticas mais sustentáveis.

9 de maio de 2024

A tokenização, processo de conversão de ativos em tokens digitais, está se tornando cada vez mais presente no mercado

Por Alberto Azevedo, CEO da ThePayGroup

A transformação digital na economia mudou completamente a forma como realizamos transações financeiras em escala nacional e global. Nesse contexto, a tokenização e os tokens RWA (Real World Assets) emergem como protagonistas no futuro da segurança dos meios de pagamento, oferecendo uma abordagem inovadora e eficiente para lidar com os desafios enfrentados pelo setor financeiro.

A tokenização, processo de conversão de ativos em tokens digitais, está se tornando cada vez mais presente no mercado. Ao digitalizar ativos e representá-los como tokens, o processo simplifica as conexões entre redes e parceiros, agilizando e garantindo a segurança das transações. Esse avanço tecnológico promove não apenas eficiência, mas também redução de custos em movimentações internacionais, proporcionando vantagens substanciais tanto para empresas quanto para consumidores.

Um estudo do grupo de reflexão Atlantic Council aponta que 130 países, que representam 98% da economia global, estão tokenizando suas moedas nacionais, convertendo-as em CBDCs, como o Brasil com o Drex. O objetivo por aqui é criar um ambiente para expandir a tokenização a todas as empresas, fintechs e bancos.

Em paralelo, os projetos de stablecoins privadas, forma de moedas digitais projetada para ter um valor estável em relação a uma moeda fiduciária ou a um índice de commodities, desempenham papel crucial na garantia da estabilidade e segurança das transações internacionais.

Atualmente, segundo dados do DeFiLlhama, são mais de US$ 146 bilhões tokenizados em stablecoins. A modalidade ainda atende a requisitos regulatórios, como políticas de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, devido à natureza transparente e rastreável.

A adoção dessas tecnologias está sendo impulsionada tanto por fintechs quanto por instituições financeiras tradicionais, tornando as soluções de pagamento internacionais mais acessíveis e eficientes. Isso possibilita que empresas de todos os portes se beneficiem de transações mundo afora mais rápidas, seguras e econômicas.

Assim, a tokenização e as stablecoins estão remodelando o cenário dos pagamentos, alavancando a inovação e abrindo novas oportunidades para companhias globais. Determinadas organizações já estão na vanguarda de soluções inovadoras, marcando o início de uma revolução financeira que está mudando a maneira como as negociações internacionais são conduzidas.

Sobre ThePayGroup

Fundada em 2021, a ThePayGroup é uma empresa de Dubai que detém fintechs ao redor do mundo, viabilizando sistemas de pagamentos rápidos, seguros e 100% regulamentados. Opera na Europa, América do Norte, América do Sul e Ásia, com planos de expansão para a América Latina. Atualmente, a ideia é consolidar novos produtos e soluções investindo em economias emergentes, com foco no mercado paraguaio, mas chegando também ao Uruguai e à Argentina. Voltadas ao mercado B2B, as empresas do grupo atendem clientes em todo o globo.

Tokenização propicia a democratização de investimentos em energia solar

ABToken: A Nova Fronteira da Tokenização no Brasil

Tokenização: do hype desestruturado à revolução do mercado financeiro no século 21