Últimas notícias

Fique informado

Setor industrial foi o mais afetado por ransomwares no mundo em janeiro, segundo levantamento da ISH Tecnologia 

22 de fevereiro de 2024

Spotlight

Entenda o que mudou na assinatura eletrônica em documentos a partir do Decreto nº 68306

Qual o impacto do Decreto nº 68.306 na assinatura eletrônica, simplificação de processos e nos avanços da digitalização dos serviços públicos?

24 de abril de 2024

AX4B impulsiona a resiliência cibernética de Pequenas e Médias Empresas

Conheça como a AX4B está revolucionando a Segurança Cibernética para PMEs.

24 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

De um total de 289 incidentes coletados, o setor foi atingido 65 vezes, o que representa cerca de 22% do total de casos divulgados

Dados da ISH Tecnologia, principal companhia nacional de cibersegurança, revelam que o setor industrial foi o que mais sofreu com incidentes de ransomware no mundo em janeiro. De um total de 289 incidentes coletados, o setor foi atingido 65 vezes, o que representa cerca de 22% do total de casos divulgados pelos setores. Em sequência vêm Tecnologia (11%) e Saúde (7,2%). 

Um ataque bem orquestrado ao setor industrial pode representar a interrupção completa de operações”, afirma Caique Barqueta, Especialista de Inteligência de Ameaças da ISH. “Isso ajuda a explicar a alta procura por parte dos criminosos – ainda mais no caso de companhias que não possuem ecossistemas bem implementados de cibersegurança, acaba não existindo outra saída além do pagamento do valor de resgate, que tende a ser altíssimo.” 

Além dos três setores citados, instituições financeiras e de Educação vêm em sequência na lista, com 6,9% e 5,5% dos ataques, respectivamente. Barqueta analisa que todos se tratam de setores críticos para a sociedade, que lidam com operações ou dados sensíveis todos os dias.

Num incidente de ransomware, esses mesmos dados correm o risco de serem vazados para outros grupos criminosos, ou então destruídos permanentemente, o que leva também a um dano reputacional muitas vezes irreparável.” 

Por fim, o especialista reforça que os números coletados servem como um alerta tanto para empresas como colaboradores, pensando no consumo individual, da necessidade do cuidado com seus dados, e de se apostar em soluções de proteção.

Será sempre uma guerra assimétrica – as tentativas de invasão podem fracassar incontáveis vezes, mas na única ocasião em que tiverem sucesso, tem um potencial destrutivo enorme”, conclui. 

Confira abaixo na tabela as porcentagens dos cinco setores mais afetados, segundo os dados da ISH: 

Setor Porcentagem aproximada de incidentes 
Indústria 22,4% 
Tecnologia 11,4% 
Saúde 7,2% 
Financeiro 6,9% 
Educação 5,5% 

Cresce a venda de IAs especializadas em crimes cibernéticos, revela ISH Tecnologia  

Cibercriminosos atacam e-mails de C-Levels para acessar informações sensíveis de companhias, revela ISH Tecnologia  

Falsas oportunidades de emprego com criptomoedas e novos grupos de ransomware se destacam em fevereiro, revela ISH Tecnologia 

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!