Últimas notícias

Fique informado

Cisco divulga mais detalhes da sua estratégia de tecnologia “Internet para o Futuro” baseada em investimentos de desenvolvimento em Processador + Tecnologia Óptica + Software.

12/12/2019

Cisco apresenta plano para construção da Internet para a próxima década de inovação digital

Novas opções de modelos de negócios flexíveis que permitem aos clientes consumir inovações tecnológicas de novas formas que melhor atendam suas necessidades de negócios

São Francisco, Califórnia, Dezembro de 2019 – A Cisco apresentou ontem  -dia 11 de dezembro –  mais detalhes da sua estratégia tecnológica para construir uma nova Internet – desenhada para impulsionar a inovação digital ultrapassando as limitações de desempenho, economia e consumo de energia da infraestrutura atual. Com um enfoque para vários anos, definindo a Internet para as próximas décadas, a estratégia da Cisco já está oferecendo avanços tecnológicos para preparar o caminho para que desenvolvedores criem aplicações e serviços que eles só começaram a imaginar.

A Cisco lança sua última inovação, incluindo Cisco Silicon OneTM, a única arquitetura de processador de rede do seu tipo na indústria; a nova série Cisco 8000, os roteadores mais potentes do mundo que atendem os mais altos requisitos das operadoras, construídos sobre o novo processador; e novas opções de compra que permitem aos clientes consumir a tecnologia da empresa através de modelos flexíveis de negócios.

“A inovação requer investimento focado, o time certo e uma cultura que valoriza a imaginação”, afirma Chuck Robbins, chairman e CEO da Cisco.

“Estamos dedicados a transformar a indústria para construir a nova Internet para a era do 5G. Nossas recentes soluções de processadores, tecnologia óptica e software representam a inovação contínua que estamos impulsionando e que ajuda nossos clientes a se manter na vanguarda e a criar novas experiências para seus clientes e usuários finais para as próximas décadas”.

Construindo os pilares da Internet para o Futuro

Na próxima década, experiências digitais serão criadas com tecnologias avançadas – realidade virtual e realidade aumentada, streaming 16K, Inteligência Artificial, 5G, 10G, computação quântica, ciberseguraça adaptativa e preditiva, IoT inteligente, e outras ainda não inventadas.

Essas futuras gerações de aplicações impulsionarão complexidade que vão além das capacidades que a infraestrutura atual da Internet pode suportar.

Nos últimos cinco anos, a Cisco conduziu uma estratégia tecnológica que está construindo a Internet que nossos clientes vão precisar para obter sucesso de seus negócios no futuro em um mundo digital avançado.

Com o objetivo de resolver os problemas mais difíceis que vão surgir a medida que a transformação digital impacta a infraestrutura atual da Internet ao seu ponto de ruptura, essa estratégia vai liderar a próxima geração da infraestrutura da Internet, que combina a nova arquitetura de processador da Cisco com a próxima geração de tecnologia óptica.

A estratégia da Cisco mudará a economia de como a Internet será construída para suportar as demandas por aplicações digitais futuras e permitirá aos clientes operar seus negócios com redes mais simples e rentáveis.  A estratégia da Cisco está baseada no desenvolvimento e investimentos em três áreas de tecnologias-chave: processador, óptica e software.

Ultrapassar os limites de inovação para o próximo nível, muito além do que conhecemos hoje, é crítico para o futuro, e acreditamos que processador, tecnologia óptica e software são alavancas tecnológicas que vão atingir este resultado”, afirma David Goeckeler, vice-presidente executivo e gerente geral de negócios de Redes e Segurança da Cisco.

“A estratégia de tecnologia da Cisco não é sobre a próxima geração de uma única área de produto. Passamos os últimos anos investindo em categorias inteiras de tecnologias independentes que acreditamos que irão convergir no futuro, e finalmente, nos permitirão resolver os problemas mais difíceis que ameaçam o avanço da inovação digital. Esta estratégia está trazendo o mais ambicioso projeto de desenvolvimento que a companhia já alcançou.

Introduzindo Cisco Silicon One – uma arquietura de processador revolucionária, unificada e programável

O novo Cisco Silicon One será a base do portófio de roteadores da Cisco, com disponibilidade de rendimento de curto prazo prevista de até 25 Terabits por segundo (Tbps). Este é o primeiro chip de rede da indústria projetado para ser universalmente adaptável para os provedores de serviços e provedores de conteúdo e serviços na nuvem.

Desenhado tanto para plataformas fixas como modulares, pode gerenciar os requisitos mais desafiadores de uma maneira nunca feita antes. O primeiro modelo Cisco Silicon One ‘Q100″ ultrapassa a marca de roteamento de 10 Tbps de banda de rede sem sacrificar a programabilidade, carregamento, eficiência energética, escala ou flexibilidade de funções.

Tradicionalmente, múltiplos tipos de processadores com diferentes capacidades são usados em uma rede e mesmo em um único dispositivo. O desenvolvimento de novas funcionalidades e os testes podem ser processos demorados e caros. O processador unificado e programável vai permitir às operadoras de rede uma grande redução de custos operacionais e de tempo para agregar valor para novos serviços.

“Esperamos trabalhar com a Cisco em sua entrada para o espaço de processador de “high-end rounting”, colaborando para ajudar a atender a próxima geração de demanda de rede, velocidades mais altas e maior capacidade”, disse Amin Vahdat, membro e vice-presidente de Systems Infrastrucuture do Gloogle Cloud.

“O Facebook é um forte defensor da desagregação da rede e ecossistemas abertos, lançando iniciativas-chave da indústria como o ‘Open Compute Project’ e o ‘Telecom Infrastructure Project’ para transformar a indústria de redes”, afirma Najam Ahmad, vice-presidente de Network Engineering do Facebook. “A nova arquitetura Silicon One da Cisco está alinhada com essa visão e acreditams que este modelo oferece opções diversas e flexíveis aos operadores de rede”.

“A Cisco está alterando a economia para impulsionar a Internet, inovando em hardware, software, tecnologia óptica e processador para ajudar seus clientes a gerenciar melhor os custos operacionais para funcionar em uma escala maior para a próxima fase da Internet”, disse Ray Mota, CEO e analista principal da ACG Researsh. “Assim que movemos para 2020, o timing para oferecer eficiência operacional será vital”.

Introduzindo a plataforma da Série Cisco 8000 com tecnologia Cisco Silicon One: desempenho líder na indústria

A nova série Cisco 8000 é a primeira plataforma construída com Cisco Silicon One Q100. Está desenhada para ajudar os provedores de serviços e provedores de conteúdo na nuvem a reduzir custos na construção e operação de redes de grande escala para a era do 5G, Inteligência Artificial e IoT. Os recursos de destaque incluem:

• Otimizada para 400 Gbps e acima, começando com 10.8 Tbps em apenas uma unidade de rack.
• Suportada pelo novo software de sistema operacional de rede Cisco IOS XR7, melhorado com funções na nuvem e desenhado para simplificar operações e reduzir custos operacionacionais.
• Oferece avançada tecnologia de segurança integrada para prover informações em tempo real sobre a confiabilidade da infraestrutura crítica de rede.
• Provedores de serviços ganham mais escala de largura de banda e capacidade de programação para entregar Tbps até mesmo em locais onde há redes com grandes limitações de energia e espaço.
Implementações e testes com clientes globais

A Cisco está trabalhando com um grupo de clientes pioneiros para testar a série Cisco 8000. STC, provedor de serviços de telecomunicações líder no Oriente Médio e norte da África é o primeiro cliente a implementar a nova tecnologia. As provas globais em andamento também incluemComcast, CenturyLink, NTTCom, entre outros.

Tecnologia Óptica para 400G e mais

A construção de uma nova Internet que possa suportar a inovação digital futura, dependerá dos contínuos avanços em tecnologias de processadores e ópticas. A Cisco é a única na indústria com propriedade intelectual mais avançada para as duas áreas.

A medida que as velocidades das portas dos dispositivos de rede aumentam de 100G para 400G e mais, tecnologias ópticas se tornam uma porção cada vez maior do custo para construir e operar a infraestrutura de Internet. A Cisco está investindo organicamente para assegurar aos nossos clientes que as velocidades das portas dos roteadores e switches continuem aumentando e as tecnologia ópticas estarão disponíveis de acordo com os mais rigorosos padrões de qualidade e confiabilidade do setor.

Através do programa de qualificação da companhia, a Cisco vai garantir que sua tecnologia óptica esteja de acordo com os padrões da indústria, em todas as condições de operação e que operem em “qualquer” host, incluindo os que não são da Cisco. Com esse programa, os clientes podem utilizar tecnologias ópticas da Cisco em aplicações onde foram implementados hosts que não são da Cisco e ter plena confiança de que vão atender aos padrões de confiabilidade e qualidade que se é esperado da Cisco.

Além disso, a medida que os processadores e componentes ópticos avançam, funções que eram entregues tradicionalmente em soluções baseadas em chassis separados estarão em breve disponíveis de forma integrada em módulos ópticos plugáveis.

Esta transição tem significativos benefícios potenciais para os operadores de rede em termos de simplicidade operacional. A Cisco está investindo em tecnologias de componentes ópticos sobre silício para efetuar transições de arquiteturas em redes de datacenter e redes dos provedores de serviço que vão diminuir custos, reduzir energia e espaço e simplificarão as operações de rede.

Mudando a economia da Internet com modelo de negócios flexível

A Cisco também anunciou planos para oferecer modelos de consumo flexíveis estabelecidos primeiro com o portfólio de Óptica da Cisco, seguido da desagregação do software do Cisco IOS-XR, e que agora inclui o Cisco Silicon One. Este novo modelo é altamente adptável e oferece aos clientes a opção de escolher componentes, white box ou sistemas integrados para construir suas redes. Esta abordagem corresponde à natureza evolutiva das operadoras que selecionam elementos tecnológicos distintos ou agregados para seu desenvolvimento e cria uma nova economia de Internet para proporcionar um valor significativo aos negócios.

Os Benefícios do Mobile Connect para Autenticação Online

Aliança entre F5 e Rakuten Mobile antecipa rede móvel nativa na nuvem, pronta para o 5G

A computação na nuvem vem mudando a forma como consumimos soluções

Esforços de transformação digital mudando empresas, carreiras, equipes em múltiplas frentes