Últimas notícias

Fique informado
HSM brasileiro ganha mercado internacional

HSM brasileiro ganha mercado internacional

09/02/2018

HSM KRYPTUS kNET  – passa a ser exportado para a Europa e tem presença na RSA Conference 2018 confirmada

No mercado de alta tecnologia é muito comum o Brasil estar na posição de importador e integrador de provedores internacionais. Esta realidade, no entanto, vem mudando aos poucos em diversos segmentos e agora ao mundo da criptografia e certificação digital.

Recentemente, a Kryptus  fornecedora de HSM – Hardware Security Modules, passou a exportar seus equipamentos da nova linha kNET para o mercado europeu, solidificando sua presença no exterior.

Roberto Gallo | CEO da Kryptus

Segundo o CEO da KRYPTUS, Roberto Gallo, este movimento faz parte de uma estratégia de longo prazo da empresa, que começou 2012, diz ele: “já em 2003 quando fundamos a empresa, tínhamos como visão clara fazer tecnologia nacional de nível global. Claro, em 2003 a palavra empreendedorismo no Brasil era desconhecida e apesar de estarmos desde aquele momento gerando tecnologia inovadora, as barreiras de entrada não técnicas, principalmente no setor financeiro, eram enormes”.

“No entanto, continua, em aplicações críticas de Governo já havia uma percepção de que tecnologia confiada e nacional era importante e assim, por termos a tecnologia necessária no momento necessário, acabamos conseguindo em 2008 e 2009 este importantíssimo marco do primeiro HSM homologado ICP-Brasil, o ASI-HSM, e que hoje está em cerca de 50% das Autoridades Certificadoras (ACs) oficiais, inclusive a AC-Raiz do ITI. Este sucesso permitiu à empresa olhar mais longe e em 2012 iniciamos um processo internacionalização.”

Com a chegada do kNET ao mercado europeu e americano a empresa espera quadruplicar as vendas de HSMs e atender com novos tipos de mercado. Para isso, o HSM kNET aposta na aderência aos padrões de mercado como elementos-chave.

Além de conforme ao MCT-7 da ICP-Brasil, em especial ao novo padrão DOC ICP-17.01, para provedores de serviço de confiança, o kNET já possui uma certificação FIPS 140-2, estando em processo de re-homologação. A plataforma ainda pode ser usada em ambientes PCI.

Ademais, além das interfaces mais tradicionais como PKCS#11, MS-CAPI/CNG (CSP), o kNET ainda suporta, nativamente, o padrão KMIP (tendo inclusive a sua interoperabilidade garantida por meio de ensaios junto à OASIS). Inclusive, a empresa estará demonstrado a tecnologia KMIP ao lado de grandes nomes internacionais como Oracle e IBM na RSA Conference 2018 em Abril deste ano em San Francisco/EUA.

Perguntada, a empresa  não revela o preço do equipamento, mas diz ser competitivo.

Sobre a KRYPTUS

Fundada há 15 anos, a Kryptus EED S/A é um provedor de solução líder no segmento de segurança da informação. É uma empresa de base tecnológica e atua nos territórios Américas, Europa e Oriente Médio. No Brasil, pioneira de HSMs – Hardware Security Modules,  para a ICP-Brasil e atende principalmente os segmentos Financeiro, Economia Digital e Governo & Defesa. Os principais produtos e serviços da empresa são sua linha de HSMs & plataformas criptográficas, segurança cibernética & compliance e serviços de inovação.

Entrevista concedida em Campinas-SP, 06/02/2018 

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<