Últimas notícias

Fique informado

Pagar por segurança é mais negócio do que pagar um resgate

16 de abril de 2021

Spotlight

O que é PKI? Definição e guia para infraestrutura de chaves públicas.

A infraestrutura de chave pública – PKI, em português ICP – gerencia a identidade e a segurança nas comunicações da Internet para proteger pessoas, dispositivos e dados.

13 de maio de 2021

GlobalSign anuncia mudanças no comprimento da chave de assinatura de código

Os clientes TSA devem migrar para os novos URLs até 1º de junho de 2021.

12 de maio de 2021

Entrevista com Daniela Costa – VP da Arcserve LATAM – sobre Proteção de dados e soluções de backup

Daniela Costa, VP Arcserve Latam, fala sobre o porque as corporações precisam repensar suas estratégias de backup.

7 de maio de 2021

Viviane Bertol explica o que é AR Eletrônica e fala sobre os novos procedimentos de validação da ICP-Brasil

Drª Viviane Bertol, fala sobre os novos procedimentos da ICP-Brasil, panorama mundial de eIDs e sobre LGPD.

8 de abril de 2021

O que o futuro da segurança na Internet mantém em 2019 segundo especialistas da Sectigo – Ouça

Especialistas em identificação digital e criptografia da Sectigo se reúnem para traçar as principais questões sobre segurança na internet em 2019

21 de janeiro de 2019

Arcserve e StorageCraft concluem fusão

Surge um novo líder global de proteção e gerenciamento de dados com a fusão entre a Arcserve e a StorageCraft.

17 de março de 2021

Empoderamento feminino: empatia e atitude andam lado a lado, por Daniela Costa da Arcserve. Ouça

Em comemoração ao dia internacional da mulher. a Vice-Presidente para a América Latina da Arcserve, Daniela Costa, conta sobre a sua história e impressões do mercado

9 de março de 2021

Arcserve Unlimited ao vivo, O futuro em proteção acabou de chegar

Em novo webinar, que acontecerá no dia 10 de março as 15h no horário de Brasilia, a Arcserve reune seus líderes mundiais e especialistas regionais

5 de março de 2021


Pagamento aos criminosos não é garantia de ter de volta os dados roubados

Por Daniela Costa, vice-presidente para a América Latina da Arcserve

Daniela Costa – Vice-presidente para a América Latina da Arcserve

Pesquisa global realizada pela Kaspersky, uma das empresas mais renomadas na área de segurança para a Internet, apontou um dado preocupante em relação ao Brasil. Mais da metade dos brasileiros que tiveram seus dados sequestrados no ano passado pagaram resgate, em um total de 56%.

E o resultado final é igualmente trágico: somente cerca de três em cada dez pessoas que concordaram com as exigências dos criminosos conseguiram ter novamente acesso às suas informações.

São números preocupantes e que apontam para uma lógica que teima em ser ignorada não só por pessoas físicas como também por jurídicas: de que a estratégia correta a ser adotada em relação à proteção de informações sensíveis é a adoção de uma postura preventiva. Infelizmente esta ausência de uma cultura de prevenção é algo que está muito presente no comportamento do brasileiro, em tópicos tão diversos como aposentadoria, saúde e compra de seguros.

O levantamento está focado nas pessoas físicas, mas o cenário também é assustador quando levado para o universo das empresas. Segundo um relatório da SentinelOne apenas 26% das organizações que fizeram pagamentos conseguiram destravar seus arquivos.

O fato é que as empresas são compostas por pessoas, passíveis de falhas e com reações que fazem parte da natureza humana. O lugar comum “errar é humano” ganha uma dimensão muito mais perigosa quando aplicado à área de segurança em TI.

Outra pesquisa recente, esta da empresa japonesa Fujitsu, ouviu no final do ano passado 331 executivos seniores em organizações de 14 países presentes nos segmentos de serviços financeiros, varejo, manufatura e automotivo, energia e utilidades, e Governo.

O levantamento detectou que cerca de 48% dos funcionários que não atuam nas áreas de tecnologia resistem em falar sobre ameaças à segurança por temerem repreensões.

Fica claro que este comportamento compromete seriamente a segurança das empresas, ocultando possíveis vulnerabilidades e facilitando ainda mais o trabalho dos criminosos. Mesmo entre os funcionários técnicos o número de profissionais que adotam esta postura reativa é bem alto, situando-se na casa dos 37%.

Como se pode constatar ao analisar estes dois estudos, não é possível mais adiar a disseminação de uma cultura de prevenção, que coloque a segurança efetivamente em primeiro lugar, fazendo com que ela deixe de ser uma prioridade absoluta na teoria e chegue finalmente à prática através do planejamento e implementação de estratégias robustas capazes de restringir drasticamente a vulnerabilidade das pessoas e das empresas.

Daniela Costa, vice-presidente para a América Latina da Arcserve

Sobre a Arcserve

A Arcserve fornece soluções excepcionais para proteção dos ativos digitais de valor inestimável de empresas que precisam de proteção abrangente e em larga escala dos seus dados. Fundada em 1983, a Arcserve é o nome mais experiente do mundo em soluções para a continuidade de negócios que protegem infraestruturas de TI de diferentes gerações com aplicações e sistemas em qualquer local, dentro da empresa e na nuvem.

Organizações em mais de 150 países confiam na experiência, no conhecimento e nas tecnologias integradas e altamente eficientes da Arcserve para eliminar os riscos de perda de dados e de inatividade prolongada, reduzindo em até 50% os custos e a complexidade da realização de backup e recuperação de dados. Com sede em Minneapolis, Minnesota, a Arcserve está presente em várias partes do mundo.

Acompanhe outros artigos sobre a Arcserve aqui no Crypto ID e siga a @Arcserve_br no Twitter