Últimas notícias

Fique informado

A arte de transformar dados em informações, entrevista com Daniel Annenberg

26/06/2018

“Transformar dados em informações para melhorar a vida das pessoas, isso é inovação!”

Daniel Annenberg, Secretário Municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo

Conversamos com Daniel Annenberg, Secretário Municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo sobre os projetos de tecnologia que estão em andamento.

São projetos planejados em conjunto com outras secretarias com a apoio também da iniciativa privada incluindo as startups que crescem dentro de um dos projetos da secretaria de inovação e Tecnologia – o Fab Lab Livre SP.

Durante a entrevista com o secretário tivemos conhecimento de uma série de projetos já implementados com diversidade de tipo de serviços, públicos, secretarias e aplicação de tecnologias como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Certificação Digital, RFID, etc…

Para entender a explosão de iniciativas acontecendo ao mesmo tempo na capital brasileira vamos falar do perfil de Daniel Annenberg. Ele tem formação em Administração Pública e Ciências Sociais, e esteve à frente de importantes projetos públicos que revolucionaram o atendimento ao cidadão paulistano. Comandou, como presidente, a reestruturação do Detran-SP e foi um dos idealizadores do programa Poupatempo, reconhecido pelo padrão de qualidade no atendimento ao cidadão, projeto do qual foi superintendente por dez anos.

Annenberg determinou como meta, para  sua secretaria, integrar todas as secretarias do município de São Paulo em plataformas eletrônicas para permitir a extinção do uso de papel nos processos da prefeitura e oferecer acessos aos serviços eletrônicos para facilitar cada vez mais a vida das pessoas.

Um dos exemplos dessa integração citada por Annenberg é o Agenda Fácil que faz parte do Projeto Saúde Conectada. O aplicativo Agenda Fácil permite o agendamento, a confirmação e o cancelamento de consultas na rede pública de forma ágil, integrando o atendimento de 459 Unidades Básicas de Saúde da Capital. Esse projeto teve início em março de 2018 e já registra 32 mil usuários e mais de 2 mil acessos diários. A plataforma, além de facilitar a comunicação com a população, ampliou a produtividade das unidades de saúde e reduziu, significativamente, o absenteísmo entre os pacientes.

Ainda na área da Saúde, o secretário nos adiantou que estão, nesse momento, trabalhando em um termo de referência para iniciar o projeto de integração de dados dos pacientes por meio dos prontuários eletrônicos, incluindo os exames laboratoriais. Isso gera redução de custo para o município e traz mais conforto aos usuários dos sistemas públicos de saúde. Os médicos terão acesso aos exames clínicos anteriores e também não precisarão repetir exames já realizados. Isso intervém diretamente na redução do tempo dos diagnósticos. Essa agilidade no atendimento, em muitos casos, salvará vidas.

“O ideal é que em alguns anos seja possível que os dados de pacientes atendidos nos municípios venham ser integrado com as bases do Estado e do Governo Federal. Conectar informações entre diferentes secretarias e esferas, significa melhorar os serviços e reduzir a burocracia. O Descomplica SP é outro exemplo de como a integração entre as secretarias pode agilizar a vida das pessoas”, afirma Annenberg.

A secretaria de inovação e tecnologia cumpre o papel de estudar os processos e automatiza-los, possibilitando a integração dos dados entre as secretarias para reduzir custos, dar celeridade ao atendimento e combater a corrupção. Para isso a secretaria conta em sua estrutura com a PRODAM – Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo, antes ligada a secretaria de gestão.

Descomplica SP é considerado o Poupatempo do munícipio e propõe seguir o padrão de atendimento ao cidadão, mais humano, ágil e descentralizado.

“Vamos eliminar de vez os frios balcões em que vidros eram utilizados para separar o atendente do cidadão. No Descomplica o cidadão é atendido com mais proximidade e o que importa é que ele resolva seus problemas de forma fácil e rápida”, diz Annenberg.

O projeto-piloto foi implantado junto à Prefeitura Regional de São Miguel Paulista e oferece mais de 350 serviços disponibilizados por 11 secretarias municipais, além de parceiros de outras esferas de Governo, como o Detran.SP e os Correios.

A unidade dispõe também do Descomplica SP Digital, onde podem ser realizados serviços disponibilizados em meio eletrônico. Desde o início de sua pré-operação, em 12 de março, atendeu mais de 51 mil cidadãos e registra índice de satisfação superior a 96% pelos usuários dos serviços.

Outro ponto de atenção da secretaria de inovação e tecnologia é o apoio à área da educação com projetos que vai desde o aumento de link da Internet nos CEUS – Centros Educacionais Unificados, até projetos que aproximam alunos do ensino público à tecnologia. Atualmente as escolas que tem links com a internet usufruem de 2 mb e todas as escolas passarão a ter 50 mb.

A secretaria também levou a robótica para dentro da sala de aula da rede municipal de ensino. O projeto Robótica no CEU envolve hoje dois mil alunos em suas 21 unidades e faz parte do programa de inclusão digital da Prefeitura. Além disso, utiliza a Robótica para imprimir nos alunos conceitos e habilidades.

Esse projeto promove a inclusão digital e investe na capacitação para que essas crianças possam ter a oportunidade de desenvolvimento semelhante aos alunos do ensino particular. Diminuir diferenças é nosso propósito com esse projeto”, diz Annenberg.

A Prefeitura de São Paulo detém a maior rede de laboratórios públicos de fabricação digital da América Latina – o programa Fab Lab Livre SP. Inspirados na filosofia da ‘Cultura Maker – Faça Você Mesmo’, os laboratórios são espaços colaborativos e criativos, totalmente gratuitos, onde o cidadão possui acesso livre, por meio de tecnologia de ponta, para desenvolver ideias e projetos nos cursos e oficinas.

MobiLab, Laboratório de Inovação em Mobilidade da Prefeitura de São Paulo, foi criado para melhorar a mobilidade na cidade e inovar a forma de se relacionar com a administração pública e a tecnologia. Por meio de contratos e programas de fomento, o MobiLab introduz criatividade, customização e agilidade das startups ao setor público.

“Alguns aplicativos como o SPTrans e SPTaxi surgiram no MobiLab. O SPTrans é utilizado na busca das melhores linhas para fazer determinado trajeto e ainda oferece todas as informações que os usuários precisam, como trajeto, horários e pontos próximos. O SPTaxi registra geolocalização dos táxis cadastrados. Esse aplicativo nos permite a visualização macro dos deslocamentos podendo gerar informações importantes para as secretarias que trabalham na melhoria do trânsito como programação de corredores especiais, programação de semáforos etc. Outro programa que está indo muito bem é o Empreenda Fácil que permite o licenciamento de empresas em até cinco dias, reduzindo a burocracia para a abertura de novos empreendimentos em São Paulo.“

Veja matéria do Crypto ID – Empreenda fácil – Certificado digital é um dos facilitadores

Já o Aprova Rápido reduzirá a burocracia e simplifica o processo de licenciamento de obras e edificações em São Paulo. Traz como vantagens a integração dos órgãos municipais, a transparência – já que o processo é 100% eletrônico e pode ser acompanhado pelos cidadãos e demais interessado.

Annenberg também nos adiantou que a Prefeitura está se preparando para ser uma Autoridade de Registro no âmbito da ICP-Brasil que, a princípio, tem como objetivo emitir os certificados digitais para uso interno da prefeitura e secretarias.  Citou o convênio firmado pela prefeitura com a Autoridade Certificadora gaúcha Safeweb.

Veja matéria do Crypto ID  – Safeweb assina contrato com a prefeitura de São Paulo – Crypto ID

“O principal ativo do poder público é possuir dados que nem sempre consegue transforma-los em informação.  Ao disponibilizar dados, a prefeitura possibilita à iniciativa privada, e até mesmo as startups, transformarem dados em informações e criarem soluções para ajudar  as pessoas. Meu propósito de vida no setor público é transformar a vida das pessoas, é ter serviços de qualidade para todos e de forma igualitária, sem  que seja necessário o uso de privilégios para se resolver coisas simples, finaliza Annenberg.

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

Apenas usuários registrados podem comentar.