Últimas notícias

Fique informado

Cinco tecnologias que vão proteger seu negócio de fraudes em 2023

27 de dezembro de 2022

Spotlight

Nuvens Tempestuosas: Navegando pelo Panorama Complexo da Cibersegurança na Nuvem

Enquanto as organizações migram cada vez mais dados e serviços para a nuvem, a complexidade e a magnitude das ameaças cibernéticas também crescem.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte II

Essa segunda parte discute os padrões e requisitos para o processamento eletrônico de documentos no registro de imóveis no Brasil.

15 de maio de 2024

Cancelamento de hipotecas – Assinatura avançada versus qualificada – Parte I

Questão das assinaturas eletrônicas no Registro de Imóveis é incerta, mesclando aspectos tecnológicos e jurídicos.

14 de maio de 2024

Por que é tão complexo se proteger de ataques cibernéticos? Por Rodrigo Fragola

“A meta agora não é alcançar segurança absoluta, mas sim segurança relativa no mercado em que se atua.” Fragola

13 de maio de 2024

Edmar Araujo, o novo diretor-executivo da ANCD concede sua 1ª entrevista ao Crypto ID

Edmar Araujo diretor-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital e fala com exclusividade ao Crypto ID.

13 de maio de 2024

Confira 7 dicas para a redução do uso de papel nas empresas

São sete dicas essenciais para ajudar as empresas a reduzirem o uso de papel e promoverem práticas mais sustentáveis.

9 de maio de 2024

Lei dos Bitcoins: saiba o que muda com a nova sanção do governo

Entrou em vigor ontem a Lei que regulamenta a prestação de serviços de ativos virtuais no país (Bitcoin, Ethereum etc)

26 de dezembro de 2022

A força da robótica nas escolas e o poder da tecnologia para o processo de aprendizagem

A robótica educacional estimula aptidões fundamentais e o desenvolvimento de novas gerações de engenheiros e pesquisadores

23 de dezembro de 2022

5 utilidades do certificado digital para empreendedores

Empreender é um caminho repleto de desafios. Porém, há alguns trâmites e burocracias que podem ser facilitados com o certificado digital.

23 de dezembro de 2022

Varejo registra 28 milhões de transações realizadas por biometria facial e evita R$ 1 bilhão em fraudes

Setor do varejo é um dos que mais cresceu na adoção da tecnologia para autenticação de identidade, segundo levantamento da IDTech Unico

23 de dezembro de 2022

Transações digitais são os principais alvos de cibercriminosos, mas os golpes podem ser evitados com o uso de tecnologias de prevenção

O início do novo ano se aproxima e está na hora de começar a pensar a médio e a longo prazo para garantir que 2023 seja um ano lucrativo nos negócios.

Conforme o e-commerce ganha cada vez mais força, é preciso garantir a segurança digital usando a tecnologia como aliada para proteger e garantir a melhor experiência do cliente.

O relatório de cibersegurança 2022 da Check Point Research divulgado no terceiro semestre deste ano, aponta que, com uma média semanal de 1.130 ataques às organizações, o Brasil apresentou um aumento de 37% comparativamente ao mesmo período do ano anterior, sofrendo cerca de 1.484 ataques semanais.  

As transações digitais se tornaram um prato cheio para a ocorrência de golpes financeiros, mas isso pode ser minimizado ao tomar ações que assegurem não somente as transações, mas toda a jornada do usuário no ambiente digital.

Confira abaixo as medidas e tecnologias que André Ferraz, CEO e cofundador da Incognia, empresa especializada em identidade digital baseada em localização para prevenção à fraude mobile e autenticação sem fricção, indica para proteger seus clientes de golpes. 

1 – Aposte em soluções que servem de alerta: 

É imprescindível o investimento em tecnologia quando o assunto é prevenção à fraudes, já que os cibercriminosos estão cada vez mais sofisticados. Implementar um sistema de inteligência para identificar transações anômalas no aplicativo do negócio auxilia no combate aos golpes.

Além disso, é importante alertar os consumidores quando algum novo login for realizado ou houver tentativas de movimentações atípicas ou suspeitas, para que a identificação e o bloqueio sejam imediatos, impedindo as fraudes antes que ocorram.

2 – Ofereça opções de autenticação confiáveis para seu cliente:

A autenticação multifator é programada para exigir fatores adicionais no processo de verificação de usuário, elevando o nível de proteção dos sistemas.

Para garantir a segurança do usuário é importante que haja mais de uma etapa de autenticação no aplicativo nos caso que haja alguma desconfiança do usuário legítimo e uma sinalização de alto risco.

Desta forma, o usuário legítimo evita fricção, dado que sua autenticação pode ser aprovada diretamente, deixando as etapas adicionais de verificação para os casos suspeitos e de alto risco.

Os métodos de autenticação multifator (MFA), como códigos de verificação por SMS ou e-mail são comumente utilizados, mas menos seguros, uma vez que o fraudador pode estar de posse do dispositivo e acessar essas informações.

Soluções como autenticação biométrica ou aplicativos de autenticação podem ser mais indicados. 

3 – Considere implementar recursos com inteligência artificial:

Inteligência artificial é um tecnologia aplicada aos sistemas para que, de maneira simples, aprendam e evoluam sozinhos, a partir das experiências e testes.

São algoritmos que analisam bancos de dados, cruzam variáveis em busca de padrões, atribuem um significado a essas descobertas e conseguem prever possíveis ocorrências de segurança, dando a possibilidade do negócio agir previamente, antes mesmo que as tentativas de fraudes aconteçam, protegendo assim usuários e clientes;

4 – Aja de forma preventiva com análises de risco:

As técnicas de levantamento de informações acerca de processos e sistemas utilizados nas empresas para a melhorar a governança de ativos de TI, conhecidos como análises de risco, são importantes para avaliar vulnerabilidades que podem ser encontradas e verificar a probabilidade de ocorrência de determinados eventos e as consequências que eles podem trazer para a empresa.

A análise de riscos obedece a um ciclo e deve ser feita periodicamente, recomeçando a coleta de informação ao final de cada ciclo, com o objetivo de atribuir uma melhoria contínua aos processos.

As ações dos cibercriminosos evoluem todos os dias e é preciso usufruir das tecnologias para antever alguma ação de risco aos negócios.

5 – A tendência é utilizar a geolocalização a favor de todos, menos do fraudador:

A localização está sendo usada agora para proteger os consumidores contra fraudes e para melhorar sua experiência, removendo a fricção de autenticação e aumentando a segurança no momento de abertura de contas, o onboarding.

Atualmente esse é o sinal comportamental mais forte e eficiente no combate às fraudes.

Isso porque a localização gera um fingerprint dinâmico para cada dispositivo, sem necessidade de solicitar nenhum dado pessoalmente identificável (IPI) do usuário, de modo a proteger sua privacidade, mas garantir que seu comportamento de localização seja suficiente para identificar alguma anomalia no acesso às contas, identificando transações de risco.

A solução de identidade mobile baseada em localização da Incognia tem sido utilizada para remover fricção e reduzir fraudes em aplicativos mobile no onboarding, login e para proteger transações sensíveis. 

Consequentemente, os usuários finais se beneficiam diretamente da localização usada para proteger suas contas, respeitando sua privacidade e entregando uma experiência aprimorada, enquanto o fraudador que tenta falsificar sua localização, através do uso de aplicativos de GPS falso, emulador, entre outras, não consegue burlar a tecnologia da Incognia e tem sua localização falsa detectada antes de cometer fraude.

Tecnologias a serviço da prevenção

O roubo de contas é um desafio que tem feito muitas vítimas no Brasil e priorizar a proteção dos clientes é essencial em um mundo cada vez mais tecnológico.

Se um indivíduo tem seu celular extraviado, por exemplo, o criminoso pode ter acesso ao ambiente bancário e aplicativos de lojas, podendo fazer transações e compras que, do ponto de vista da instituição, é legítima, dado que foram realizadas a partir das contas oficiais do consumidor.

Para evitar estes transtornos, é necessário oferecer segurança nas compras online a partir de tecnologias que identifiquem o acesso indevido às contas, mesmo a partir da obtenção dos dados de acesso.

O comportamento de localização do usuário, por exemplo, é uma tecnologia capaz de identificar se aquela transação é feita de um local confiável, que faz parte dos locais frequentemente visitados por aquele dispositivo.

Diante das questões de segurança pública atuais, a prevenção se tornou mais importante do que nunca para os negócios, conclui Ferraz. 

Sobre a Incognia

A Incognia, empresa de identidade digital baseada em localização, desenvolveu sua tecnologia à prova de falsificação para autenticar silenciosamente usuários ao longo de sua jornada em aplicações digitais. Times de prevenção à fraude, gestão de risco, operações e trust & safety de serviços financeiros, marketplaces, delivery e outras, utilizam as soluções da Incognia para entregar autenticação sem fricção e detectar comportamentos suspeitos para prevenir fraudes de identidade e roubos de conta.

A Incognia foi fundada em 2020 e sua tecnologia de localização, resultado de mais de uma década de pesquisa e desenvolvimento, protege atualmente mais de 200 milhões de dispositivos. A companhia está sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, e possui times em Nova Iorque e no Brasil.

Cibersegurança para e-commerces: por que é preciso proteger seu site de ataques?

Os seis principais desafios para cibersegurança em 2023

25% de profissionais de cibersegurança são mulheres, aponta BCG

Entrevista com Sérgio Muniz e Octavio Cazonato Neto sobre o cenário brasileiro da cibersegurança no setor de saúde – Parte I

22mai09:0018:00The Tech Summit 20241ª edição no dia 22 de maio no Palácio Tangará, em São Paulo. 09:00 - 18:00 PALÁCIO TANGARÁ, R. Dep. Laércio Corte, 1501 - São Paulo, SP

28mai09:0012:00Webinar: O que você precisa conhecer da evolução da Criptografia Junte-se aos principais especialistas em cibersegurança do Brasil e explore soluções criptográficas inovadoras para os negócios.09:00 - 12:00

Em novembro 2024, o Crypto ID completa uma década de sucesso

E foi um caminho incrível!

Desde o seu início, temos sido acompanhados por uma comunidade apaixonada e engajada, que cresce a cada ano.

Com dois milhões de seguidores por ano, nossa jornada é marcada por conquistas, inovação e colaboração.

As empresas mantenedoras têm sido pilar fundamental para o nosso crescimento contínuo. Seu apoio nos permite manter a qualidade e a relevância das informações que compartilhamos. Agradecemos a cada uma delas por acreditar na nossa missão e nos ajudar a construir uma comunidade forte e informada.

E não podemos esquecer do nosso excepcional time de colunistas! São eles que trazem insights, análises e opiniões valiosas para os nossos leitores. Com suas vozes únicas, eles enriquecem o conteúdo do Crypto ID e nos ajudam a manter a excelência. Expressamos, ainda, nossa profunda gratidão às Assessorias de Imprensa que têm sido parceiras essenciais ao longo dessa incrível jornada.

À medida que nos aproximamos de mais um aniversário, renovamos nosso compromisso em promover a segurança digital, a privacidade e a tecnologia. Obrigado a todos que fazem parte dessa incrível jornada!

Juntos trabalhamos por um mundo digital com mais sigilo, identificação e segurança gerando confiança para que empresas, máquinas e pessoas possam confiar umas nas outras.

Cadastre-se para receber o IDNews

E acompanhe o melhor conteúdo do Brasil sobre Identificação Digital! Aqui!