Últimas notícias

Fique informado

Bitso publica o primeiro relatório sobre o cenário cripto na América Latina 

8 de fevereiro de 2024

Spotlight

A Transformação Digital do Mercado Imobiliário: Blockchain, Moedas digitais, Cartórios e o Futuro

A tecnologia blockchain tem despertado interesse devido ao seu potencial disruptivo em vários setores, incluindo o setor imobiliário.

8 de abril de 2024

Empresa de Israel traz tecnologia de ponta em cibersegurança para o mercado brasileiro

Com o potencial de crescimento do mercado brasileiro e sua consequente inserção no ambiente digital, os fundadores da Cysfera decidiram trazer as inovações de ponta israelenses ao cenário nacional.

3 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

A América Latina emerge como uma região líder na adoção de criptomoedas em todo o mundo, com países como Brasil, Argentina e México

A Bitso, empresa líder da América Latina em serviços financeiros baseados em cripto, acaba de lançar a primeira edição do relatório ‘Cenário das Criptomoedas naAmérica Latina‘, que apresenta o panorama da adoção e das tendências que moldam a criptoeconomia na região.

Os principais destaques foram para: o Bitcoin e as stablecoins que dominam o comportamento de compra do investidor, mas chama atenção o maior interesse dos brasileiros pelas altcoins e memecoins; o aumento da participação de mulheres no setor; e o fato das movimentações do mercado não terem impedido que os usuários adotassem criptomoedas.

O relatório analisou o comportamento da base de 8 milhões de usuários da plataforma da Bitso, durante o segundo semestre de 2023. O foco foi nos países onde a empresa opera – Argentina, Brasil, Colômbia e México. A perspectiva é que o estudo seja feito a cada semestre.

Gabriel Alves, Vice-Presidente Global de Produto da Bitso.

“Apesar dos desafios enfrentados pelo setor cripto, os dados que reunimos revelam que a confiança dos investidores se manteve sólida em 2023. O interesse em moedas digitais mais consolidadas, a maior diversificação dos casos de uso e a segurança de plataformas transparentes impulsionaram a adoção contínua de criptomoedas”, aponta Gabriel Alves, Vice-Presidente Global de Produto da Bitso. A companhia alcançou um marco significativo, ultrapassando 8 milhões de usuários ao final de 2023, indicando um crescimento substancial.

Outras percepções que foram exploradas neste relatório são a utilidade que diferentes grupos demográficos encontraram nas moedas, correlacionadas, na maioria dos casos, com circunstâncias socioeconômicas específicas dos países e comparadas entre si para fornecer uma visão geral do ambiente na América Latina.

Brasil: diversidade e crescimento expressivo 

A América Latina emerge como uma região líder na adoção de criptomoedas em todo o mundo, com países como Brasil, Argentina e México, entre os 20 primeiros, globalmente, segundo a Chainalysis. Diante dos desafios de desbancarização e desigualdade no acesso aos serviços financeiros, a região demonstra uma forte propensão à adoção tecnológica.

O Brasil, em particular, destaca-se com um crescimento anual de 31% no número de usuários desses ativos digitais. Como o primeiro na América Latina e o nono no mundo em adoção de cripto¹, o país apresenta uma diversidade notável em seu portfólio de investimentos, com destaque para Bitcoin, stablecoins, altcoins e memecoins.

O Bitcoin permanece como a criptomoeda preferida na América Latina e globalmente, representando 53% das carteiras de cripto na região. Enquanto as stablecoins ganham popularidade na Argentina e na Colômbia, o Brasil se destaca por sua diversidade de investimentos, incluindo altcoins e memecoins.

O interesse por essas moedas no país é, particularmente, marcante, com 17% do total de investimentos em altcoins, incluindo uma propensão significativa para Shiba. Além disso, o país abriga uma comunidade ativa de usuários de memecoins, refletindo a conexão entre o uso de plataformas de mídia social e o interesse nessas criptomoedas.

Mulheres em cripto: avanços notáveis

Embora, historicamente, dominado por homens, o setor de criptomoedas na América Latina está testemunhando um aumento na participação das mulheres, com exemplos significativos no Brasil e na Colômbia.  

A adoção de cripto pelo público feminino aumenta ainda mais de acordo com a faixa etária. O relatório da Bitso aponta taxas notáveis de 41% entre 55 e 64 anos e 43% para 65 anos ou mais. Isso sugere uma conexão entre a idade avançada e a capacidade das mulheres de adquirir criptomoedas, possivelmente, ligada à busca tardia por independência financeira em comparação com os homens.

Criptomoedas na América Latina: superando desafios e expandindo horizontes

A América Latina é uma região entusiasmada quando se trata de criptomoedas, sendo uma das primeiras a adotar a tecnologia e um lugar onde uma gama diversificada de casos de uso está sendo explorada, como resposta aos desafios financeiros enfrentados por cada país. Usar, comercializar e armazenar critpo é cada vez mais comum na região, devido à instabilidade econômica horizontal e constante, às altas taxas de inflação e à desvalorização da moeda fiduciária que incentiva os cidadãos a “viver em criptomoedas”. 

Por fim, a inclusão financeira ainda é um problema, e as moedas digitais podem ajudar a resolvê-lo com opções acessíveis para investir, economizar e preservar o valor do dinheiro e criar patrimônio, por meio de produtos que têm o potencial de mudar a vida das pessoas e promover um sistema financeiro mais acessível e justo.

Bitso dobra negócio no Brasil em 2023, superando desafios do setor

Bitso lança serviço inovador de eFX com Cripto e abre novas possibilidades para empresas internacionais que desejam expandir seus negócios no Brasil

Bitso avança na América Latina e chega à Colômbia para impulsionar o uso das criptomoedas

TAGS

Bitso