Últimas notícias

Fique informado

Gartner põe em xeque a Biometria Facial?

5 de fevereiro de 2024

Spotlight

Entenda o Incidente de Segurança no Siafi que fez o Tesouro exigir a autenticação exclusivamente com Certificados Digitais ICP-Brasil

No Siafi os certificados ICP-Brasil vão conferir Integridade, autenticidade, conformidade, confidencialidade, disponibilidade, legalidade e irretratabilidade.

22 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Bertacchini da Nethone compartilha sua visão sobre o cenário atual de fraudes digitais

Tivemos a oportunidade de conversar com Bertacchini, especialista em Desenvolvimento de Negócios Sênior na Nethone, sobre como as empresas podem se blindar contra ciberameaças.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Os 4 recursos de IA mais utilizados pelos cibercriminosos

O Dia de Valorização da Inteligência Artificial (16 de julho) ressalta as conquistas dessa tecnologia que beneficia tanto a cibersegurança quanto as tarefas do dia a dia

17 de julho de 2023

Pesquisa aponta que ameaças à segurança na nuvem continuam desenfreadas

Apesar dos inúmeros benefícios que as organizações obtêm da nuvem, como escalabilidade e flexibilidade, protegê-la continua sendo um desafio

4 de julho de 2023

Relatório da GBG revela que consumidores valorizam mais segurança do que agilidade no Onboarding

GBG revela um cenário atual de desconfiança para os consumidores. Mais de dois terços (67%) dos consumidores estão preocupados que seus dados pessoais

4 de julho de 2023

Relatório da Trend Micro aponta aumento de 31% nos ataques cibernéticos no primeiro trimestre de 2023

O setor bancário continuou a ser o mais visado pelos cibercriminosos, com 1.580 ataques em março, seguido pela indústria e varejo

20 de junho de 2023

A biometria facial é uma tecnologia amplamente utilizada para verificação e autenticação de identidade, vem enfrentando um futuro incerto

Até 2026, os ataques que utilizam deepfakes gerados por IA na biometria facial significarão que 30% das empresas deixarão de considerar tais soluções de verificação e autenticação de identidade confiáveis ​​isoladamente, de acordo com o Gartner, Inc.

“Na última década, ocorreram vários pontos de inflexão nos campos da IA ​​que permitem a criação de imagens sintéticas. Essas imagens geradas artificialmente de rostos de pessoas reais, conhecidas como deepfakes, podem ser usadas por atores mal-intencionados para minar a autenticação biométrica ou torná-la ineficiente”, disse Akif Khan , vice-presidente analista do Gartner.

Como resultado, as organizações podem começar a questionar a confiabilidade das soluções de verificação e autenticação de identidade, pois não serão capazes de dizer se o rosto da pessoa que está sendo verificada é uma pessoa viva ou um deepfake.”

A biometria facial é uma tecnologia amplamente utilizada para verificação e autenticação de identidade, – a metodologia sem contraprova – vem enfrentando um futuro incerto. Segundo um relatório divulgado recente pelo Gartner, até 2026, espera-se que 30% das empresas globais não considerem mais as atuais soluções de biometria facial sem contraprova como confiáveis.

A desconfiança na biometria facial é alimentada pelo avanço dos deepfakes, que são imagens ou vídeos sintéticos gerados por inteligência artificial generativa. Esses deepfakes são capazes de imitar a aparência e os movimentos de uma pessoa real de maneira convincente, tornando cada vez mais difícil para as soluções de biometria facial diferenciar entre uma pessoa real e uma imagem ou vídeo sintético.

A necessidade de contra-provas

Na visão do Gartner, os fornecedores de serviços de biometria facial devem implementar uma camada adicional de proteção para comprovar uma identidade. Atualmente, o processo de verificação de identidade e autenticação de identidade com biometria é feito através da detecção de ataque de apresentação (PAD), que confirma a “vivacidade” de uma pessoa através de ações como mover a cabeça, sorrir ou piscar o olho.

No entanto, o Gartner argumenta que o PAD por si só não é mais suficiente, pois os deepfakes da IA generativa conseguem driblar as atuais soluções do mercado com ataques de injeção digital. Este tipo de ataque permite a um atacante acessar sistemas usando fotos e vídeos sintéticos.

Biometria Facial: Com ou Sem Contraprova?

A biometria facial é uma tecnologia de identificação que utiliza características únicas do rosto para confirmar a identidade de uma pessoa. No entanto, existem duas modalidades principais com diferentes níveis de segurança: biometria facial com contraprova e sem contraprova.

Biometria Facial sem Contraprova

Autenticação apenas pela biometria facial: o software mapeia características faciais como formato do nariz, cicatrizes, distância entre testa e queixo, profundidade das órbitas oculares, etc.
Conversão em dados e código numérico único: essas informações são convertidas em dados que geram um código único para cada pessoa.

Essa modalidade pode ser vulnerável a ataques de deepfakes, que são imagens ou vídeos manipulados por inteligência artificial para imitar as características faciais de uma pessoa de forma convincente.

Biometria Facial com Contraprova

Autenticação por biometria facial e contraprova: além da biometria facial, utiliza uma segunda etapa de segurança para aumentar a confiabilidade do processo. A contraprova pode incluir detecção de ataques de injeção digital (IAD), inspeção de imagens e outras medidas de proteção.

As técnicas adicionais ajudam a identificar e prevenir ataques, tornando o processo de autenticação mais seguro e confiável.

A biometria facial com contraprova oferece uma camada adicional de proteção contra deepfakes e outros ataques, tornando-a mais confiável para autenticação de identidade.

A escolha da modalidade ideal de biometria facial depende do contexto e do nível de segurança necessário. Para aplicações de alto risco, como acesso a áreas restritas ou transações financeiras, a biometria facial com contraprova é a opção mais recomendada. Já para aplicações de baixo risco, como login em aplicativos ou desbloqueio de dispositivos pessoais, a biometria facial sem contraprova pode ser suficiente.

Executivos acreditam que os benefícios superam os riscos

O Gartner também constatou que 78% dos entrevistados acreditam que os benefícios da IAG superam os riscos. Isso é mais alto do que os 68% que relataram esse sentimento na pesquisa anterior.

Os executivos estão adotando uma posição mais ousada em relação à IAG, à medida que veem como essa tecnologia pode impulsionar a inovação, a otimização e a disrupção”, diz Karamouzis. “Líderes de negócios e de TI entendem que a abordagem de ‘esperar para ver’ é mais arriscada do que investir”, diz o analista.

A escolha dos fornecedores

A contratação da biometria facial deve levar em consideração questões éticas e de privacidade.

Para o Gartner, essas novas camadas de proteção serão a base para os diretores de segurança (CISOs) e líderes de gerenciamento de risco escolherem seus fornecedores. Além disso, os executivos devem adicionar à checagem a identificação de dispositivos e análise comportamental, de maneira a reduzir os riscos de ataques em suas validações de identidades.

A biometria facial sem contraprova está perdendo força à medida que os deepfakes se tornam mais sofisticados. As empresas precisam estar cientes desses desenvolvimentos e tomar medidas para proteger a identidade de seus usuários. A implementação de camadas adicionais de proteção, como a detecção de ataques de injeção digital e a inspeção de imagens, será crucial para manter a confiança na biometria facial como uma ferramenta de autenticação e verificação de identidade.

Cúpula de Segurança e Gerenciamento de Risco do Gartner 

Os analistas do Gartner apresentarão as mais recentes pesquisas e conselhos para líderes de segurança e gerenciamento de riscos no Gartner Security & Risk Management Summits, que acontecerá de 12 a 13 de fevereiro em Dubai, de 26 a 27 de fevereiro na Índia , de 18 a 19 de março em Sydney , de 3 a 3 de junho. 5 em National Harbor , de 24 a 26 de julho em Tóquio e de 23 a 25 de setembro em Londres . Acompanhe notícias e atualizações das conferências no X usando #GartnerSEC .

Sobre o Gartner para líderes de segurança cibernética

O Gartner for Cybersecurity Leaders equipa os líderes de segurança com as ferramentas para ajudar a reformular funções, alinhar a estratégia de segurança aos objetivos de negócios e criar programas para equilibrar a proteção com as necessidades da organização. Informações adicionais estão disponíveis em https://www.gartner.com/en/cybersecurity .

Gartner afirma que líderes jurídicos de compliance e de privacidade classificam a adoção rápida da GenAI como a principal preocupação para os próximos dois anos 

Gartner prevê que receita mundial de semicondutores crescerá 17% em 2024

Como o uso de biometria facial ajuda a combater golpes

Biometria, o Resgate: ajudando as Democracias a criar Eleições Confiáveis

Autenticação biométrica: a chave para um futuro digital seguro

Acompanhe como o reconhecimento facial e impressões digitais, de íris e voz estão sendo utilizados para garantir a identificação digital precisa para mitigar fraudes e proporcionar aos usuários conforto, mobilidade e confiança. Crypto ID, o maior canal brasileiro sobre identificação digital. Leia outros artigos aqui!

Learn how facial recognition and iris, voice and fingerprints are being used to ensure accurate digital identification to mitigate fraud and provide users with comfort, mobility and trust. Read other articles here! Crypto ID, the largest Brazilian channel on digital identification. Read other articles here!

Descubra cómo se utilizan el reconocimiento facial y el iris y las huellas dactilares del voz para garantizar una identificación digital precisa para mitigar el fraude y brindar a los usuarios comodidad, movilidad y confianza. Crypto ID, el mayor canal brasileño de identificación digital. ¡Lea otros artículos aquí!

Somos o maior portal brasileiro sobre Criptografia e Identificação Digital.

Com uma década de existência, temos um público de cerca de 2 milhões de leitores por ano.

As empresas que nos apoiam e nossos colunistas ajudam a criar um mundo digital mais seguro, confiável e tranquilo.

Acompanhe o Crypto ID nas redes sociais!