Últimas notícias

Fique informado

TSE apresenta as camadas de segurança das urnas eletrônicas contra invasão hackers

6 de março de 2020

Spotlight

Entenda o que mudou na assinatura eletrônica em documentos a partir do Decreto nº 68306

Qual o impacto do Decreto nº 68.306 na assinatura eletrônica, simplificação de processos e nos avanços da digitalização dos serviços públicos?

24 de abril de 2024

AX4B impulsiona a resiliência cibernética de Pequenas e Médias Empresas

Conheça como a AX4B está revolucionando a Segurança Cibernética para PMEs.

24 de abril de 2024

O Halving do Bitcoin: Entendendo o Evento que Redefine a Oferta da Criptomoeda. Por Susana Taboas

Uma visão geral do que é o halving do Bitcoin e sua importância no contexto da economia digital.

17 de abril de 2024

Do primeiro Robô Advogado ao ChatGPT: Você sabe como as IAs podem impactar o futuro do setor jurídico?

Assista o webinar na íntegra, gratuitamente pelo canal oficial da doc9 no YouTube e obtenha insights essenciais sobre como aproveitar ao máximo as tecnologias emergentes e manter vantagem competitiva neste setor em constante evolução.

28 de março de 2024

AX4B: 64% das empresas brasileiras não possuem soluções corporativas de antivírus, apesar do aumento de 7% nos ataques cibernéticos

A AX4B acaba de divulgar os resultados de sua mais recente pesquisa sobre a situação da segurança cibernética no Brasil.

26 de março de 2024

Você sabia? Urna eletrônica tem mais de 30 barreiras de segurança contra hackers

O Justiça Eleitoral apresenta na série “VOCÊ SABIA?” utiliza o que há de mais moderno para garantir a integridade, a autenticidade e o sigilo dos dados

A urna eletrônica conta com diversos mecanismos de segurança, por meio dos quais o próprio eleitor, os partidos políticos, as instituições públicas e as entidades da sociedade civil podem verificar a confiabilidade e o pleno funcionamento do sistema eletrônico de votação.

A Justiça Eleitoral utiliza o que há de mais moderno em termos de segurança da informação para garantir a integridade, a autenticidade e o sigilo dos dados contidos no sistema de votação.

Ao todo, existem 30 camadas de segurança que protegem os sistemas da urna de qualquer tentativa de invasão.

Para alterar uma informação, um hacker teria de passar por todas essas barreiras, o que é praticamente inviável, já que teria de fazê-lo em um único momento: na hora da votação.

Além disso, mesmo que o invasor conseguisse ultrapassar alguma barreira, ele não obteria sucesso, pois qualquer ataque ao sistema causa um efeito dominó e a urna eletrônica trava, não sendo possível gerar resultados válidos.

Entre as tecnologias implementadas pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE para garantir a segurança do software e do hardware da urna estão a criptografia, a assinatura digital e o resumo digital.

A Corte ainda realiza a Cerimônia de Lacração e Assinatura Digital, em que os sistemas eleitorais são compilados e assinados digitalmente em um evento público.

Fonte: TSE

Padrões e requisitos de segurança da ICP-Brasil estarão presentes nas urnas eletrônicas em 2020

TSE debaterá abertamente pela primeira vez as falhas de segurança da urna eletrônica

TSE nega terceiro pedido de registro do Partido Federalista

Marcelo Buz fala sobre a aceitação de Assinatura Digital pelo TSE em vídeo

Daniela Costa, vice-presidente da Arcserve fala sobre a biometria como ferramenta utilizada em ciberataques

155,5 milhões de brasileiros já possuem cadastro biométrico

IRPF 2020 Certificado Digital e-CPF ICP-Brasil facilita e ajuda a evitar erros – Ouça(Abre numa nova aba do navegador)

ITI publica novas regras para credenciamento de empresas e órgãos de auditoria

Assinatura Digital, escopo e tecnologia. Por Luiz Carlos Zancanella, D.Sc. – Ouça