Últimas notícias

Fique informado

Acesso ao Siscomex é feito com Certificação Digital. Ouça

5 de novembro de 2020

Spotlight

Tecnologia referência em segurança chega ao ramo educacional através da CredDefense

Além de universidades e faculdades, a CredDefense quer oferecer seus serviços para escolas de ensino fundamental e médio e também para cursinho pré-vestibular

8 de junho de 2021

Philip Zimmermann: “Today marks the 30th anniversary of the release of PGP 1.0.”

PGP Marks 30th Anniversary – 6 June 2021 – Today marks the 30th anniversary of the release of PGP 1.0

8 de junho de 2021

O que é uma cifra de bloco e como ela funciona para proteger seus dados?

Uma cifra de bloco tem alta difusão (as informações de um símbolo de texto simples são distribuídas em vários símbolos de texto cifrado).

7 de junho de 2021

Comissão Europeia propõe uma identidade digital segura e de confiança para todos os europeus

As Orientações da Comissão para a digitalização até 2030 definem uma série de metas e marcos que a identidade digital europeia ajudará a alcançar.

7 de junho de 2021

Futuro da Certificação Digital no Brasil. Ouça

O futuro da Certificação Digital no Brasil não tem um futuro certo, mas podemos afirmar que ele passa pela chamada “Internet das Coisas”

11 de agosto de 2020

Siscomex, Sistema Integrado de Comércio Exterior, é um serviço informatizado que tem como função “integrar todas as atividades de registro”

Além disso o sistema faz o “acompanhamento e controle das operações de comércio exterior, através de um fluxo único e automatizado de informações” segundo o Ministério da Economia. 

Para realizar qualquer tipo de importação ou exportação, as empresas precisam estar habilitadas junto a esse sistema. E o acesso ao Siscomex pode ser feito com Certificação Digital com total segurança e praticidade.

O acesso por meio de Certificação Digital deve ser feito, obrigatoriamente, com o uso de e-CPF pelo responsável legal pela empresa. Podendo ser utilizados os dois tipos, A1 (instalado diretamente no computador) ou A3 (cartão com chip ou token).

Em suma, o sistema permite, entre suas inúmeras funcionalidades, o cadastro de importações e exportações (entradas e saídas), de estatísticas e de mercadorias, além de situação de cargas de liberações de carregamentos, sendo possível realizar acompanhamento em tempo real.

É possível, ainda, entrar em contato com a Secretaria da Receita Federal e seus agentes para solicitação de suporte ou aviso de qualquer tipo de problema, além de consultar o histórico de operações da empresa em transações de comércio exterior.

Por fim, essa é mais uma funcionalidade proporcionada pela Certificação Digital. Uma tecnologia que vem ganhando cada vez mais espaço em diversos segmentos da atividade econômica. 

Fonte: Blog da Serasa Experian

Uso da Certificação Digital em tempos de isolamento social. Ouça

Ficou mais simples emitir Certificado Digital para PJ. Ouça

Nova versão do Siscomex Importação web é implantada

Serasa Experian possibilita renovação, portabilidade e compra de certificado digital 100% pela internet. Ouça

Saiba um pouco mais sobre a PKI brasileira – ICP-Brasil

Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil

O modelo adotado pelo Brasil foi o de certificação com raiz única, sendo que o ITI, além de desempenhar o papel de Autoridade Certificadora Raiz – AC-Raiz, também tem o papel de credenciar e descredenciar os demais participantes da cadeia, supervisionar e fazer auditoria dos processos. Uma Infraestrutura de Chaves Públicas estabelece padrões técnicos e regulatórios que permitem a interoperabilidade dos certificados digitais para autenticação, assinatura e criptografia. Seguem padrões regulatórios e técnicos universais que compõem essa cadeia de confiança que pela solidez e rigoroso controle gera na utilização dos Certificados Digitais evidências matemáticas que garantem autoria, integridade, autenticidade, qualificação, confidencialidade e temporalidade para o não repúdio dos atos praticados no meio eletrônico e os ativos eletrônicos a eles relacionados.

O Certificado Digital

O certificado digital é conjunto de dados, gerados por uma Autoridade Certificadora – AC após a validação das credenciais do titular que é realizada por uma Autoridade de Registro – AR o que garante ao certificado o caráter personalíssimo. O titular do certificado digital pode ser pessoa física, pessoa jurídica e também pode ser emitido para equipamentos e para aplicações. Na ICP-Brasil estão definidos oito tipos de certificados para titulares, classificados da seguinte forma: A1, A2, A3, A4, S1, S2, S3 e S4 e um tipo de certificado para Autoridades Certificadoras.. Na prática, funciona como uma identidade virtual e permite a identificação segura e indiscutível do autor em transações em meios eletrônicos.

O ITI

O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI é uma autarquia federal, vinculada a Casa Civil da Presidência da República, que tem por missão manter e executar as políticas da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil. Ao ITI compete ainda ser a primeira autoridade da cadeia de certificação digital – AC Raiz. A Medida Provisória 2.200-2 de 24 de agosto de 2001 deu início à implantação do sistema nacional de certificação digital da ICP-Brasil. Isso significa que o Brasil possui uma infraestrutura pública, mantida e auditada por um órgão público, no caso, o ITI, que segue regras de funcionamento estabelecidas pelo Comitê Gestor da ICP-Brasil, cujos membros, representantes dos poderes públicos, sociedade civil organizada e pesquisa acadêmica, são nomeados pelo Presidente da República.

O que é Infraestrutura de Chaves Públicas – ICP?

A Infraestrutura de Chaves Públicas – ICP, é o conjunto de normas e requezitos técnicos. Os requisitos englobam a homologação de hardwares e softwares e envolvem, da mesma forma, o complexo conjunto de procedimentos relacionados ao ciclo de vida dos certificados digitais. No Brasil é denominada Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil.

Qual é a estrutura da ICP-Brasil?

A ICP-Brasil é composta por uma cadeia de autoridades certificadoras, formada por uma Autoridade Certificadora Raiz (AC-Raiz), Autoridades Certificadoras (AC) e Autoridades de Registro (AR) e, ainda, por uma autoridade gestora de políticas, ou seja, o Comitê Gestor da ICP-Brasil. Existem ainda outros tipos de entidades como a Autoridade de Carimbo do Tempo, Entidade Emissora de Atributo, Prestador de Serviço de Suporte e Prestador de Serviços de Confiança.