Últimas notícias

Fique informado
Distribuidoras de energia elétrica reduzem fraudes com solução da Serasa Experian

Distribuidoras de energia elétrica reduzem fraudes com solução da Serasa Experian

24/07/2015

Técnicas inovadoras permitem que empresas identifiquem possíveis fraudadores com base em dados históricos da conta de luz e o perfil de consumo de cada um.

Em um cenário de níveis baixos dos reservatórios das hidrelétricas, tarifas em alta e estagnação econômica, as distribuidoras têm procurado novas maneiras de evitar perdas comerciais, como fraude no medidor de energia elétrica. Para combater os fraudadores, a Serasa Experian tem trabalhado em parceria com distribuidoras do setor para disponibilizar uma lista mensal com os medidores com maior probabilidade de fraude.

Estes medidores são detectados a partir da análise de comportamentos e características do domicílio e da pessoa física ou jurídica vinculada ao cadastro. Estas análises geram uma lista de possíveis fraudadores que é utilizada pela equipe de inspeção da distribuidora e melhora a efetividade das inspeções, gerando um número maior de identificações de fraudes e anomalias.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estima que, no Brasil, as perdas na rede de distribuição elétrica são responsáveis por cerca de 15% de toda a energia comprada pelas distribuidoras. Para diminuir este percentual, a Serasa Experian utiliza tecnologias avançadas como, por exemplo, a construção de indicadores que identificam perfis diferenciados de queda no valor da conta de luz, levando em conta a sazonalidade e o perfil do cliente, com dados do banco de dados da Serasa e da distribuidora.

“A análise do perfil do consumidor leva em conta informações como o bairro em que reside, número de pessoas na família, perfil de consumo, entre outros”, explica Mariana Pinheiro, presidente da Unidade de Negócios Decision Analytics da Serasa Experian. “Além disso, também é possível identificar, através da análise destas variáveis, perfis de perdas causadas por defeitos nos medidores, que podem ser motivadas por obsolescência ou falhas técnicas não previstas no medidor”, diz.

Desde o ano passado o governo instituiu uma lei que obriga as distribuidoras de energia a comprovarem as perdas para identificar o que pode ser passado como custo para o consumidor, o que fez aumentar a procura pela solução. O repasse pode ser justificado por fatores como danos no aparelho ou não pagamento do consumidor. Com a tecnologia da Serasa Experian, verificamos aumentos acima de 20% na assertividade nas inspeções antifraude.

Para a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto do Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, com a implementação da tecnologia antifraude, está sendo possível reforçar a identificação de potenciais fraudadores. “As fraudes também prejudicam os clientes que já arcam com esses custos, uma vez que a tarifa de energia contempla as perdas elétricas”, explica o Relações Institucionais, Marcos Scarpa. “Além disso, o combate a perdas é essencial para a empresa garantir o fornecimento de energia com qualidade e segurança aos consumidores regulares”, completa o executivo.

Fonte- Serasa Experian

Nenhum comentário até agora

Ir para a discussão

Nenhum comentário ainda!

Você pose ser o primeiro a iniciar a discussão.

<