Últimas notícias

Fique informado

PIX e Certificado Digital SSL: entenda como garantir pagamentos seguros

23 de dezembro de 2020

Spotlight

Comitê Gestor da ICP-Brasil aprova emissão primária por videoconferência

A aprovação cria o amparo jurídico necessário para a edição da Instrução Normativa que regulamentará e viabilizará o processo operacional da emissão primária de Certificados Digitais através de videoconferência.

22 de janeiro de 2021

Veja o que diz Miguel Martins da AET Europe sobre gerenciamento de eIDS

Como traçar a estratégia de IAM para sua organização? Confira o que diz a AET Europe, líder global em gerenciamento de identidades.

19 de janeiro de 2021

Reconhecimento facial sem prova de vida está com os dias contados, afirma CEO de uma das principais plataformas brasileiras de biometria facial

Conversamos com José Luis Volpini, CEO da CredDefense, uma das pioneiras e mais conceituadas plataformas de biometria facial do mercado brasileiro.

6 de janeiro de 2021

Carimbo do Tempo dá início ao fim da era dos protocolos proprietários na ICP-Brasil. Ouça

Segundo Dr. Roberto Gallo, o fim da era dos protocolos proprietários na ICP-Brasil tem data marcada e deve beneficiar fabricantes, prestadores de serviços e clientes finais.

28 de dezembro de 2020

PIX e Certificado Digital TLS / SSL são soluções que, em conjunto, podem auxiliar muito na segurança dos pagamentos e das transferências realizadas por meio da internet

Neste artigo, a Valid apresenta o que é o PIX e como ele é utilizado com o Certificado Digital TLS – Transport Layer Security / SSL – Secure Sockets Layer

Acompanhe-nos nesta leitura e descubra como essas soluções em conjunto auxiliam para transações seguras.

Como o PIX funciona?

O PIX é um novo sistema de transferências e pagamentos do Banco Central. Basicamente, é um projeto que tem por objetivo dar mais uma possibilidade para os usuários do sistema bancário realizarem transferência de recursos.

Entretanto, existem algumas diferenças significativas nesse novo processo. A princípio, não haverá cobrança de taxas nesse tipo de transação, como ocorre com TED e DOC.

Algumas instituições financeiras cobram até R$ 20,00 para fazer uma única transferência desse formato. Com o PIX o serviço é, necessariamente, sem taxas ao consumidor final.

Outro detalhe é a possibilidade de transacionar valores de modo instantâneo. Nas modalidades de transferências tradicionais isso só é possível entre contas de um mesmo banco.

Com o PIX, o usuário poderá realizar transferência durante sete dias por semana e em qualquer horário entre as 24 horas do dia, independentemente de feriados ou fins de semana. Outro detalhe importante é a questão do valor: não existirá limites de transferências diários ou mensais, como é encontrado no TED e DOC.

Esse é um sistema bastante inovador e que proporcionará uma grande redução com o pagamento de taxas relacionadas a transferências de valores entre os bancos.

Além disso, o PIX resolverá um problema que constantemente as pessoas enfrentam na tentativa de transferir recursos em finais de semana, feriados ou após o horário de expediente bancário.

Existe obrigatoriedade no PIX e certificado digital SSL em conjunto?

Afinal, existe a obrigatoriedade de utilização do PIX e certificado digital SSL? Essa é uma dúvida latente na mente de muitas pessoas, em especial, empresários.

Entretanto, essa obrigatoriedade cabe, apenas, aos bancos e às instituições financeiras, selecionadas para operar na primeria fase do PIX, que devem zelar pela segurança nas transações de seus clientes.

A confirmação da identidade do usuário do sistema deve ser feita por meio de um certificado digital. Nesse caso, quando um cliente faz transações, a instituição financeira deve informar ao Banco Central que existe a intenção de realizar essa transação, garantindo o compliance digital além da própria segurança do processo.

Dessa forma, o Banco Central deve confirmar se existe uma identidade verdadeira em cada uma das pontas da transação. A autorização é feita em apenas alguns segundos, pois a rapidez é um dos principais benefícios que esse novo sistema de transferência bancária proporciona aos usuários.

Para essa confirmação ser realizada com tanta rapidez, é fundamental que o Banco Central utilize um certificado digital SSL a fim de garantir agilidade e segurança no processo. O uso dessa identificação por parte das instituições bancárias é essencial para que as pessoas tenham mais tranquilidade em utilizar o PIX.

As empresas que queiram implantar o PIX como forma de pagamento para o seus clientes precisarão contar com parceiro de pagamentos que possua infraestrutura e tecnologia segura, além de ser uma das instituições ou empresas selecionadas pelo Banco Central do Brasil para operar o PIX nessa primeira fase. 

Blupay, empresa do grupo Valid, está nesta lista e já conta com uma solução de cobrança que integra PIX e boleto.

Como implantar pagamentos instantâneos PIX com segurança?

O sistema já está funcionando no Brasil, e a pergunta que fica no ar é a seguinte: como implementar esse sistema de pagamentos instantâneo com segurança? Afinal, esse será um questionamento de muitas pessoas que utilizarão o PIX.

Mesmo que exista um emaranhado de processos de segurança para o cidadão comum, o entendimento de todos esses canais criptográficos e certificados pode parecer algo complexo. Por isso, é importante que o empresário saiba como demonstrar ao usuário do sistema o quanto ele é seguro.

Objetivamente, o documento desenvolvido pelo Banco Central chamado de Especificações Técnicas e de Negócio do Ecossistema de Pagamentos Instantâneos Brasileiro determina os requisitos de segurança do PIX.

De forma clara, tanto para a autenticação quanto para a criptografia da conexão com as APIs do sistema e as assinaturas digitais das mensagens devem ser feitas por meio de um certificado digital.

Sendo assim, não há uma forma mais adequada de manter a segurança desse tipo de transação sem a utilização de um certificado digital SSL. Ele oferece aos clientes as vantagens que o PIX pode proporcionar, garantindo o seguro total dos recursos transacionados por meio do sistema.

Por que contar com uma empresa especializada em certificados digitais?

Para adquirir certificados digitais, é fundamental contar com uma empresa certificada para emissão e validação de certificados. A VALID Certificadora é uma Autoridade Certificadora credenciada para emissão de certificados digitais ICP-Brasil pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.

Ao contar com uma Autoridade Certificadora, você tem tranquilidade para emitir ou renovar o seu certificado digital, evitando ficar sem a solução e oferecer a segurança necessária para os negócios e aos seus clientes.

Como você pôde perceber, PIX e certificado digital SSL são duas soluções que, quando utilizadas em conjunto, favorecem a segurança e a tranquilidade dos usuários do sistema.

Fonte: Pode Contar por Valid

PIX: A BluPay, empresa do grupo Valid, explica detalhes da tecnologia que vai revolucionar o mercado. Ouça

Valid alerta sobre fraudes durante a Black Friday. Ouça

Valid marca presença no II CONAJ e apresenta soluções para Cidades Inteligentes e Certificação Digital. Ouça

Sobre a Valid

Vivemos na economia da confiança. Nessa economia, a moeda é a identidade, e identificação é o que dá valor a ela. Para a Valid (B³: VLID3 – ON), identificação é reconhecer algo ou alguém como verdadeiro.

Estamos no seu RG, nos seus cartões de banco, nas transações que faz pelo celular e em todos esses lugares, usamos tecnologia de ponta. Somos 6,000 colaboradores em 16 países levando em consideração as particularidades culturais e regionais, para entregar soluções personalizadas e integradas. No Brasil somos a maior empresa em emissão de documentos de identificação, no mundo ocupamos a 5ª posição na produção de SIM Cards e estamos entre os 10 maiores fabricantes de cartão do planeta. Identificação é nossa razão de ser. Para saber mais, acesse www.valid.com .

Leilão eletrônico: A Valid explica como funciona e como participar. Ouça

5 vantagens do certificado digital para profissionais liberais. Ouça