Menu

Últimas notícias

Fique informado

Qual a relação entre IoT e Certificado Digital? Ouça

27/08/2020

Spotlight

Crypto ID, ATID e AARB conversam com Deputado João Campos sobre a Lei 14.063/20

Entrevistamos o Deputado João Campos, um dos principais protagonistas da

08/10/2020

Primeiro Documento Eletrônico assinado entre dois Países foi emitido em 2 de outubro de 2020

A possibilidade de acordos internacionais serem assinados por meio de documentos eletrônicos com reconhecimento mútuo entre os países é uma prerrogativa dos documentos que utilizam certificados digitais emitidos por PKIs.

05/10/2020

Presidentes da ATID e AARB são entrevistados sobre a Lei 14.063/2020

A entrevista trata dos três tipos de assinaturas eletrônicas criada pela Lei 14063/2020, também aborda a questão da videoconferência e muito mais. Confira!

01/10/2020

A Lei 14.063/2020 reconhece o valor das assinaturas digitais e faz a distinção entre assinaturas avançadas e qualificadas

A aplicação da Lei 14.063/2020 está direcionada à comunicação com entes públicos, mas é um passo importante para a consolidação da identificação digital no mercado brasileiro para o relacionamento de empresas privadas e suas comunidades.

30/09/2020

Certificado Digital para engenheiros: saiba como é a utilização. Ouça

Seguindo uma tendência já verificada em outras áreas, como a contábil, jurídica e médica, hoje também já se fala em Certificado Digital para engenheiros.

03/08/2020

Como funciona o uso do Certificado Digital em trabalhos remotos? Ouça

Com o passar dos anos, a tecnologia se tornou uma das grandes tendências para gestão e um dos principais vetores de otimização e mobilidade para as mais diversas atividades realizadas por pessoas e empresas.

24/06/2020

Tudo indica que a IoT e Certificado Digital serão tecnologias ainda mais convergentes em um futuro próximo

De acordo com um levantamento realizado pelo Gartner, até 2021 deverão existir 25 bilhões de dispositivos conectados a algum tipo de sistema inteligente.

Já segundo dados da Cisco — considerando projeções do período de 2018 a 2023 —, 66% da população mundial utilizará a internet em 2023, o que representa um avanço em relação a 2018, quando 51% da população mundial tinha acesso à conexão. Além disso, os dados também apontam que, em média, cada pessoa terá 3,6 dispositivos e conexões de rede até 2023.

Diante desse cenário de avanços tecnológicos e crescimento exponencial da quantidade de aparelhos e pessoas conectados à internet, trocando informações e gerando um fluxo gigantesco de dados, muitos debates surgem. Um deles diz respeito às vulnerabilidades existentes no uso de dispositivos inteligentes, os quais são capazes de se comunicar pela rede.

Nesse contexto, a Certificação Digital se aproxima cada vez mais da IoT, despontando como uma alternativa inovadora para tornar a comunicação dos diversos dispositivos conectados muito mais segura. Sobre esse importante e atual tema, preparamos este artigo. Confira!

Como funciona a IoT

De forma sucinta, a Internet of Things (IoT), ou Internet das Coisas, é um conceito que se relaciona com o movimento de digitalização do mundo. Na prática, ele é representado pela capacidade crescente dos dispositivos em se conectarem à internet, trocando dados e informações em tempo real.

A IoT, hoje, é o que permite que uma ampla variedade de produtos, equipamentos, máquinas e dispositivos sejam capazes de se conectar uns aos outros via internet.

Essa tendência tem se tornado cada vez mais presente na realidade das pessoas, a partir de relógios, televisores e eletroeletrônicos, assim como das empresas, em linhas de produção na indústria, na logística e no varejo.

Indo além, atualmente já se fala até de smart cities, cidades inteligentes onde há uma grande quantidade de sistemas e serviços integrados via internet, com o conceito de IoT. Nessas cidades, desde câmeras até a iluminação das ruas são gerenciadas remotamente, por intermédio de dispositivos conectados.

Como funciona o Certificado Digital

Saber como funciona o Certificado Digital é o primeiro passo para entender como essa tecnologia se relaciona com a Internet das Coisas. Assim, o Certificado Digital é uma tecnologia que carrega em seu DNA a segurança da informação.

Na prática, ele nada mais é do que um arquivo eletrônico que contém um conjunto de dados do seu titular e um conjunto de chaves criptográficas, cuja função é autenticar operações efetivadas em meio online.

A finalidade principal do Certificado Digital é identificar pessoas, objetos e coisas de maneira irrefutável na internet.

Ou seja, ele funciona como uma identificação digital única, capaz de comprovar a identidade de uma pessoa, a autenticidade de uma página ou a origem de um determinado documento, evitando fraudes e ações criminosas durante a comunicação de dados via internet.

De que maneira a IoT está relacionada ao Certificado Digital

Com o crescimento exponencial do número de dispositivos conectados à rede, trocando informações, a questão da segurança digital se tornou um dos pontos sensíveis.

Muitos desses dispositivos que se comunicam via internet não dispõem dos mecanismos de segurança necessários para proteger o usuário contra ameaças externas ou utilizam tecnologias já defasadas, criando vulnerabilidades que podem ser exploradas por criminosos.

Nesse sentido, fica claro que a IoT demanda Certificação Digital nesse novo cenário, pois apesar dos seus inegáveis avanços, pode acabar expondo o usuário de dispositivos inteligentes a riscos, caso eles não sejam dotados de uma infraestrutura mínima de segurança, como protocolos de proteção modernos, firewalls ou outros mecanismos que permitam autenticar a comunicação do equipamento com uma rede externa, por exemplo.

O Certificado Digital, nesse cenário, chega como uma tecnologia que converge com as necessidades impostas pela IoT. O Certificado Digital, além de todas as suas tradicionais aplicações, também pode ser utilizado para identificar uma coisa, um objetivo, um servidor ou qualquer dispositivo físico que se conecte à internet, tornando as comunicações muito mais seguras.

A título de exemplo, ao instalar um Certificado Digital em uma assistente virtual pessoal, como a Alexa, é possível garantir a origem segura de qualquer solicitação feita por meio desse dispositivo.

Assim, em tempos de computação em nuvem, como é muito comum o armazenamento de informações em servidores cloud, caso o usuário tenha algum dado sensível armazenado em nuvem e solicite acesso via assistente virtual, o servidor de armazenamento é capaz de confirmar a identidade do solicitante antes de conceder acesso às informações, garantindo que somente a pessoa autorizada veja o conteúdo.

É importante mencionar que essa possibilidade é ainda mais estratégica no cenário empresarial, visto que é comum o manuseio de dados sensíveis e de alto valor, exigindo um grau ainda mais elevado de proteção para a comunicação de dispositivos de IoT à sua rede.

As vantagens do uso de Certificado Digital na internet das coisas

A relação entre IoT e Certificado Digital tem um grande potencial para tornar os meios digitais ainda mais seguros e acessíveis para os mais diferentes perfis de usuários.

A confiabilidade da tecnologia de certificação, que já é comprovada em inúmeras outras aplicações, também se faz presente no aproveitamento da IoT, agregando benefícios valiosos.

Vejamos, a seguir, alguns dos benefícios do Certificado Digital nesse novo cenário!

Proteção contra fraudes eletrônicas

A identificação individualizada dos dispositivos conectados à internet é capaz de minimizar significativamente os riscos de fraudes eletrônicas. Ao se comunicar com servidores e acessar redes privadas, por exemplo, é possível validar a origem do acesso, atestando que o dispositivo é aquele autorizado para tanto.

Dessa forma, criminosos e sistemas maliciosos têm muito mais dificuldade para romper a segurança dos dispositivos e assumir o seu controle. Assim, o Certificado Digital limita a ocorrência de fraudes e golpes.

Comunicação e transações mais seguras

Com dispositivos cada dia mais completos e complexos, o usuário tem podido realizar uma série de transações de forma automatizada, via comando de voz, aplicativos e afins. No entanto, os riscos estão presentes nessas ações, sobretudo quando os mecanismos de segurança não são os adequados.

Nesse sentido, com o Certificado Digital, a origem e o destino da comunicação passam a ser autenticados, garantindo assim a identidade dos autores.

Por exemplo, o smartphone do cliente de um banco pode ser identificado de maneira precisa e única, garantindo que a solicitação de uma transferência bancária está sendo feita pelo usuário autorizado.

Maior agilidade

Do ponto de vista da agilidade, IoT e Certificado Digital também agregam vantagens importantes. Com o Certificado Digital instalado no dispositivo, o processo de validação da comunicação ocorre de maneira fluída, sem que haja qualquer interferência no modo de funcionamento do equipamento, garantindo assim a sua perfeita usabilidade.

Vale deixar claro que muitos dispositivos conectados à internet já validam sua comunicação. O que ocorre, no entanto, é que nem sempre esse processo é feito com base em protocolos e metodologias tão confiáveis e seguras como o Certificado Digital.

Essa realidade, então, é o que tem feito com que o modelo de comunicação fosse repensado para atender aos novos parâmetros de proteção e integridade.

Por fim, o que se espera para o futuro é que os fabricantes de dispositivos inteligentes passem a adotar o Certificado Digital como o padrão de validação da sua comunicação com a internet, evitando que terceiros tenham acesso à redes internas de usuários comuns ou empresas a partir de brechas deixadas por tecnologias ineficientes e defasadas.

Fonte: Soluti Responde

Como o Certificado Digital pode ajudar no Recolhimento Rescisório do FGTS? Ouça

Soluti cresce 37% no mercado de Certificação Digital. Ouça

Certificado Digital para engenheiros: saiba como é a utilização. Ouça

Siga o Crypto ID no Linkedin e acompanhe as atualizações sobre inovação e segurança da informação com foco em eIDs e Criptografia!

Content Syndication

Content syndication – distribuição de conteúdo é um método de republicar conteúdo desenvolvido por sua empresa em outros sites para atingir um público mais amplo e levar novos visitantes a seu site. Fale conosco sobre Content Syndication, contato@cryptoid.com.br | +55 11 3881 0019.

Surpreenda-se com a qualificação da nossa audiência! Mídia Kit.

Pular para a barra de ferramentas