Últimas notícias

Fique informado

Vacinas contra Covid-19 não verificadas são vendidas por até US$ 1.200 na Darknet, informa Kaspersky

5 de março de 2021

Spotlight

Facebook fala sobre o incidente de 4 de outubro

“Agora que nossas plataformas estão funcionando normalmente após a interrupção de 4 de outubro achei que valeria a pena compartilhar,”Santosh Janardhan.

6 de outubro de 2021

Let’s Encrypt root cert update catches out many big-name tech firms

A legacy certificate used by the certificate authority – the IdentTrust DST Root CA X3 – expired on September 30.

6 de outubro de 2021

Zero Trust e viagens pós-COVID ocupam o centro das atenções no Identity Week 2021

Identity Week 2021 será realizado de 22 a 23 de setembro de 2021 em Londres e reúne as mentes mais brilhantes do setor de identidades.

27 de setembro de 2021

De acordo com os pesquisadores da empresa, a maioria dos vendedores de vacinas têm centenas de transações, comunicam-se com os clientes por aplicativos criptografados e solicitam pagamentos em bitcoins

O mundo inteiro está passando por uma das maiores e mais complexas campanhas de vacinação da história.

Enquanto muitos países ainda priorizam os grupos de alto risco e outros aguardam o recebimento das primeiras remessas da vacina, golpistas e vendedores do mercado clandestino têm trabalhado para tentar lucrar com essa forte demanda.

Os pesquisadores da Kaspersky investigaram 15 mercados diferentes na Darknet e descobriram anúncios das três principais vacinas de Covid-19: Pfizer/BioNTech, AstraZeneca e Moderna. Também foram encontrados anúncios de vacinas não verificadas contra “Covid-19”.

A maioria dos vendedores está na França, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos, e os preços de cada dose variam de US$ 250 a US$ 1.200, com um custo médio de aproximadamente US$ 500.

A comunicação é feita por aplicativos de mensagens criptografadas, como Wickr e Telegram, e são solicitados pagamentos em criptomoeda, principalmente bitcoins.

A maioria desses vendedores do mercado clandestino realizou entre 100 e 500 transações, o que indica que estão vendendo, mas ainda não está claro exatamente o que os usuários da Darknet estão comprando.

Com as informações de que os especialistas da Kaspersky têm acesso, não é possível saber quantas doses das vacinas anunciadas online são verdadeiras (vários estabelecimentos médicos apontam sobras de doses) e nem quantos anúncios são golpes.

Mesmo que você tenha recebido um anúncio por e-mail, o mais provável é que não seja uma dose válida e eficaz. E, o mais importante: a obtenção dessas vacinas é ilegal.

Dmitry Galov – Especialista em segurança da Kaspersky

“Você consegue encontrar praticamente qualquer coisa na Darknet, então não é surpresa que esses vendedores tentem tirar proveito da campanha de vacinação. Ao longo do último ano, houve inúmeros golpes explorando o tema da Covid-19, e muitos deles bem-sucedidos.”

No momento, além de estarem vendendo doses das vacinas, também disponibilizam registros de vacinação, ou seja, documentos que podem ajudar você a viajar livremente. É importante que os usuários tenham muito cuidado com as “ofertas” relacionadas à pandemia e, claro, nunca é recomendável comprar vacinas na Darknet”, comenta Dmitry Galov, especialista em segurança da Kaspersky.

Registro de vacinação falso vendido na Darknet

Para se proteger contra golpes relacionado à Covid-19, os especialistas da Kaspersky recomendam:

• Nunca compre produtos, inclusive vacinas, na Darknet

• Ao encontrar um anúncio de um produto relacionado à Covid-19, examine atentamente os URLs dos sites. Se uma letra parecer fora do lugar ou se o .com ou .com.br for substituído por .com.tk ou algo nessa linha, provavelmente é um golpe de phishing. Nunca insira informações pessoais nesses sites.

• Preste atenção à escrita e ao layout nos sites que você acessa e nos e-mails que recebe. Se algo parecer phishing, provavelmente é.

Saiba mais sobre as vacinas da Darknet no Kdaily .

Cadeias de abastecimento de vacinas procuram âncoras de criptografia, afirma Gari Singh, CTO de IBM Blockchain

PL 5217/20 cria a carteira de vacinação digital e institui o processo de rastreamento de vacinas

Sobre a Kaspersky

A Kaspersky é uma empresa internacional de cibersegurança fundada em 1997. Seu conhecimento detalhado de Threat Intelligence e especialização em segurança se transformam continuamente em soluções e serviços de segurança inovadores para proteger empresas, infraestruturas industriais, governos e consumidores finais do mundo inteiro.

O abrangente portfólio de segurança da empresa inclui excelentes soluções de proteção de endpoints e muitas soluções e serviços de segurança especializada para combater ameaças digitais sofisticadas e em evolução. Mais de 400 milhões de usuários são protegidos pelas tecnologias da Kaspersky e ela ajuda 250.000 clientes corporativos a proteger o que é mais importante para eles. Saiba mais em https://www.kaspersky.com.br.

Relatório de IBM Security: Dobram os ataques às indústrias que dão suporte aos esforços em resposta à COVID-19

Acompanhe os principais movimentos brasileiros e mundiais em torno de Privacidade e Proteção de Dados aqui no Crypto ID.