Últimas notícias

Fique informado

Visa e Cielo fazem parceria para permitir transferência instantânea no Brasil

18/03/2019

A Visa e a Cielo anunciam a chegada dessa tecnologia em primeira mão ao Brasil e transforma o que até então era tendência em uma realidade para o mercado nacional

O mercado brasileiro tem discutido recorrentemente a aplicação de uma modalidade de pagamento que desponta como uma das maiores tendências globais: a transferência instantânea.

A chegada das transferências instantâneas no País surge por meio do Visa e Cielo, permitindo o envio de valores por um consumidor ou por uma empresa para a conta de um cartão ou de qualquer outro dispositivo de pagamento de forma rápida, segura, sem atrito e em tempo real. A inovação já está presente em mais de 30 países e o Brasil é um dos primeiros a oferecer a tecnologia na América Latina.

“O que torna a solução realmente única, além da instantaneidade das transações que são completadas, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano, é a segurança na transferência dos fundos, o que possibilitará à Visa e à Cielo explorar, entre outras oportunidades, o crescimento da nova economia”, explica Percival Jatobá, vice-presidente de Produtos, Soluções e Inovação da Visa do Brasil. “Na América Latina, estamos falando de uma oportunidade de mercado na faixa de 10 bilhões de transações anuais1.

Expansão do portfólio na Cielo

Com a solução, a Cielo amplia o seu portfólio de atuação com novos serviços de processamento como um adquirente processador, sendo pioneira em formatos de pagamentos inexplorados pela nossa indústria até então. São eles:

  • P2P (pessoa física para pessoa física) – permite que um consumidor pague outro consumidor usando credenciais como, por exemplo, seu número de celular, endereço de e-mail ou identidade na mídia social.
  • C2B (consumidor para empresa) – os consumidores podem enviar pagamentos às pequenas ou grandes empresas como, por exemplo, para o pagamento de contas.
  • B2C (empresa a consumidor) – empresas podem enviar fundos a consumidores usando o Visa Direct. Um exemplo comum em outros países são as seguradoras que usam a solução para indenizar o segurado.
  • B2B (empresa a empresa) – da mesma forma que as anteriores, companhias podem enviar fundos à outras empresas usando a solução.

“Para a Cielo, o desenvolvimento dessa nova modalidade de pagamentos para o mercado reflete a nossa crença em viabilizar a melhor experiência no uso do dinheiro eletrônico, democrática, inclusiva e com nosso padrão de segurança best in class”, afirma Danilo Caffaro, Vice-Presidente de Produtos, Negócios, Inovação e Marketing da Cielo.

Em breve, a plataforma de pagamentos instantâneos da Cielo ampliará sua atuação, agregando demais parceiros. “Nosso foco é o desenvolvimento de uma solução híbrida, universal, que permita a rápida expansão dessa nova modalidade no país”. A Cielo deve disponibilizar o Visa Direct para seus clientes ainda no primeiro semestre de 2019.